Sênior: Os cuidados especiais com cães idosos

9 de dezembro de 2020

Cachorros
Cachorro idoso


Os cães passam por várias fases da vida até chegar ao estágio sênior. Eles também já foram filhotes, aprontaram poucas e boas, foram cheios de energia e agitação. Mas os cachorros também envelhecem e precisam de cuidados especiais

Um cachorro sênior já não é mais como um filhote, muitas vezes ele se sente cansado, pode ter problemas de visão e audição, a pelagem muda e podem surgir problemas de saúde.

Mas para garantir a qualidade de vida para o seu pet idoso, alguns cuidados se fazem necessário e é importante começar desde cedo.

Cuidados com pet sênior

Os cuidados com os animais devem começar desde filhotes, oferecer alimentação saudável a base de ração Super Premium é um bom começo. Esses alimentos possuem maior qualidade em seus ingredientes e são ricos em minerais e nutrientes capazes de promover qualidade de vida ao pet desde filhote.

Conforme o animal for crescendo e envelhecendo, é importante realizar a troca da ração. Na Cobasi, você encontra rações especiais para cães idosos. Essas rações contém mais ingredientes necessários para a idade, como maior quantidade de colágeno, ômega 3 e 6 e cálcio.

Além disso, é fundamental oferecer rações específicas para as necessidades do cão. É muito comum o surgimento de cardiopatias, problemas renais, dermatites ou alergias. Na hora de escolher uma ração ideal, é fundamental levar em conta essas questões.

Além disso, é importante visitar um veterinário regularmente. Ele será responsável por analisar a saúde do animal e pedir exames de rotina para saber o funcionamento dos órgãos, assim como problemas de visão, audição e dentição. Afinal, os cães velhinhos podem até perder alguns dentes. 

Os cães sênior também podem sofrer com o surgimento de problemas nas juntas ou articulações, por isso é fundamental promover a suplementação adequada para que esses animais não sofram com as dores. 

cão idoso

Cachorro sênior pode praticar atividade física?

A atividade física é uma ótima maneira de prevenir o atrofiamento dos músculos e articulações dos cães idosos. No entanto, sua prática necessita de alguns cuidados fundamentais. 

As caminhadas podem ser mais curtas e feitas com menos intensidade. Nada de levar o pet para fazer uma trilha ou dar uma longa caminhada pelo bairro.

Lembre-se de trocar os brinquedos para versões mais adequadas para cachorros idosos. Cuidado ao fazer corridas ou caminhadas em escadas, pode ser que com o tempo ele não consiga mais subir ou se machuque.

Mantenha o animal em locais de fácil visualização e onde ele não corra risco de cair ou se machucar. Cuidado especial ao sair com o pet em dias muito quentes, muito frios ou com chuva. Ele já não possui mais a saúde de antigamente. 

Agora que você já conhece os principais cuidados com os cães idosos, conheça outras dicas sobre cachorros: