Como dar remédios para cães e gatos?

27 de novembro de 2019

Saúde e Cuidados

Para manter a saúde dos nossos pets é necessário administrar antipulgas, vermífugos e outros medicamentos quando há necessidade. Entretanto, nem sempre nossos pets estão animados e dispostos a engolir pílulas e medicamentos líquidos com facilidade.

Por isso separamos algumas dicas preciosas para aqueles momentos em que não há jeito: pet vai precisar engolir um remédio, tomar uma versão líquida ou então ficar quieto enquanto você passa uma pomada nele.

Dica 1 – Conquiste a confiança do seu bichinho com petiscos

Antes de mais nada, é essencial que seu bichinho não associe a hora de tomar um remédio com uma situação ruim. Nada de tentar colocar comprimidos goela abaixo ou forçar seringas na boca dele sem nenhum preparo.

Tornar a situação estressante só vai dificultar cada vez mais a vida de vocês dois.

Dica 2 – Faça carinho no seu pet

Outra coisa que ajuda muito é desde sempre acostumá-lo ao seu toque. Em momentos prazerosos, com petiscos gostosos, toque nas orelhas, na boca, nas patinhas do seu pet. Assim, quando for a hora de colocar, por exemplo, uma pomada nesses lugares, ele não vai estranhar totalmente. Outra dica é usar alimentos úmidos, pois absorvem e se misturam melhor com o remédio, também facilitando a ingestão. Se bobear, seu animal de estimação vai estar pedindo por mais!Além dessas duas estratégias, leve em conta o tipo do medicamento. A administração de remédios líquidos, em capsulas, comprimidos, pomadas ou sprays é diferente e exigem alguns cuidados. Confira abaixo!

Tipos de Medicamento

1 – Medicamentos Líquidos

Recomendamos que o medicamento líquido seja administrado com a ajuda de seringas. Outra informação importante é: aplique o líquido pelas laterais da boca do pet e nunca pela frente. Isso porque há risco de aspiração do medicamento, fazendo com que ele vá para o pulmão causando pneumonia aspirativa.

No caso de medicamentos injetáveis, recomenda-se que a aplicação seja feita por um profissional.

2 – Comprimidos

O mais recomendado é amassar o comprimido até que fique em pó. Depois, misture o pó a alguma ração úmida da preferência do seu pet. É importante aproveitar todo o conteúdo do comprimido para que não haja perda da composição.

Se der para misturar, já facilita muito! Grande parte dos pets não vai nem reparar que a comida está com um sabor um pouquinho diferente. Mesmo assim, o ideal é colocar o remédio em uma pequena porção da comida ou de um petisco favorito do seu animal.

Assim, você garante que tudo foi comido.


3 – Medicamentos em Cápsulas

Esta é a versão mais complicada de administrar pois existem medicamentos emcapsulados que são absorvidos de forma diferente pelo organismo do pet.
Algumas podem ser absorvidas pelo intestino, e outras precisam ser digeridas no estômago.

Saber o tipo de absorção do remédio é importante para entender se há necessidade ou não que administrar o medicamento emcapsulado. Por isso, vale perguntar ao médico veterinário se o remédio pode ser retirado da cápsula e misturado a uma ração úmida, por exemplo. Caso não seja possível, o recomendado é inserir o a cápsula pelo cantinho da boca do pet.

4 – Pomadas e Sprays

Por isso, se o remédio envolver um instrumento novo, como uma seringa ou um tubo de pomada, melhor acostumá-lo a esses objetos antes. Separe muitos petiscos dos tipos favoritos do seu bichinho. Depois, traga a seringa ou o tubo e cada vez que ele mostrar costume ou parecer confortável perto do objeto, ofereça mais petiscos!

O segredo do treinamento positivo é usar petiscos e coisas que seu animal gosta para mostrar pra ele os comportamentos que você quer que ele tenha. Isso vale para a hora de dar remédios para seus cães e gatos, também.

Uma boa dica para você que deseja dar antipulgas por exemplo, é optar por versões palatáveis como o Bravecto Oral

Você tem alguma dica especial para dar remédios para o seu pet? Compartilhe conosco nos comentários!