Cachorro bravo: como lidar com a situação?

Compartilhar:


Cachorro bravo: como lidar com a situação

Cachorro bravo nem sempre é sinônimo de proteção para a família. As mudanças de humor que provocam a agressividade em um cachorro são ruins para ele e podem se tornar uma ameaça às pessoas e outros animais com quem esse cão convive também.

Um cachorro equilibrado vai saber distinguir momentos em que uma ameaça real está presente de outros tantos em que pode relaxar. Nesse artigo, vamos conversar mais sobre cachorro bravo e o que você pode fazer para melhorar a qualidade de vida do seu, caso tenha um pet com esse comportamento em casa.

O que deixa um cachorro bravo

O que deixa um cachorro bravo

Um dos principais motivos para deixar um cachorro bravo são seus próprios instintos de preservação. Esses instintos podem fazer com que o cachorro se sinta compelido a agredir ou a demonstrar sua capacidade de atacar, com latidos e rosnados, para afastar uma ameaça potencial e proteger a si mesmo, ao seu território ou aos seus tutores.

Cachorros com medo, que se sintam acuados, também podem atacar. Muitas vezes o cachorro bravo se sente em risco, mesmo que não esteja, e pode atacar primeiro para deixar claro que não irá se submeter a agressões.

Como lidar com um cachorro bravo

Você já viu algum programa na televisão sobre resgates de animais? Muitas vezes um cachorro bravo foi vítima de maus tratos, foi agredido por seus tutores, ficava amarrado dia e noite, não recebia quantidades adequadas de alimentação e de água, e muito menos qualquer tipo de afeto ou interação positiva com seres humanos. Nesses casos, pode levar bastante tempo até que esse cachorro confie em alguém de novo. Coloque-se no lugar dele e pense se não faria o mesmo.

Se esse não é o caso do seu cão, ele pode ser um cachorro bravo por achar que toda e qualquer presença na sua casa ou mesmo na rua representa uma ameaça a vocês. Nesses casos, o melhor a fazer é contar com a ajuda de um profissional, que possa ajudar você a socializar seu cachorro e adestrá-lo corretamente, para que se sinta mais seguro e confiante. Com esse tipo de acompanhamento, e principalmente com dedicação da sua parte, seu cachorro bravo vai começar a compreender que não precisa ficar em estado de alerta o tempo todo.

Violência gera mais violência

Violência gera mais violência

Se você tem um cachorro bravo e quer mudar seu comportamento, saiba que a pior maneira de fazer isso é punindo o animal com agressões e violências físicas ou verbais. Em vez disso, procure investir em técnicas de reforço positivo, que consistem em recompensar o cachorro, com carinho, afeto e até petiscos, quando ele demonstra um comportamento que você acha adequado diante de alguma situação. Seja constante nas suas orientações e dê tempo ao animal para entender o que você espera dele. Ter paciência é fundamental.

Implicar com o cachorro, “brincando” de pegar sua comida, brinquedos e cobertores, por exemplo, só para irritá-lo, pode dar a ele a impressão errada de que você gosta de vê-lo zangado. Não faça isso. Mostre para o seu cão que você é o líder e que ele deve respeitá-lo com firmeza nos comandos e nas orientações que der a ele, mas jamais seja violento ou invasivo. Respeite os limites e o espaço do seu cachorro para que ele respeite os seus e os de outras pessoas também.

Nem todo cachorro bravo é assim por causa da raça

Existem fatores genéticos que tornam algumas características mais presentes em algumas raças do que em outras. Isso vale tanto para aspectos físicos, como porte, cor do pelo e formato do focinho, quanto para aspectos comportamentais.

Algumas raças podem ser mais predispostas a formar um cachorro bravo, mas saiba que isso é apenas um dos fatores envolvidos na criação do seu cachorro. O ambiente, os estímulos que o cão recebe e uma socialização feita corretamente desde filhotinho, por exemplo, são determinantes no comportamento do cachorro.

Mesmo assim, é muito importante que você pesquise e estude bastante sobre qualquer raça de cachorro que pretenda adotar. Mesmo que seja um cachorro sem raça definida, saiba que, independentemente de porte ou idade, ele vai demandar comprometimento e dedicação da sua parte para se tornar um cão educado e obediente. Apenas deixá-lo largado no quintal e esperar que aprenda por conta própria tem grandes chances de produzir um cachorro bravo que, em momentos de estresse e ansiedade, pode se voltar até contra você.

Exerça a posse responsável e adote um cachorro apenas se puder dar a ele tudo o que precisa para ser um animal feliz, saudável e respeitado, como deve ser.

Continue sua leitura com esses artigos selecionados especialmente para você:

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário