Costela de Adão?! Conheça mais sobre a planta!

Compartilhar:


costela de adao
A costela de adão é a planta do momento.

Não é nenhum exagero afirmar que a Costela de Adão é a planta do momento. Isto é, ela está entre as mais requisitadas, seja para decorar, integrar ambientes ou somente para cultivo. O que justifica a procura por essa planta? Com certeza é o seu design super diferente, que combina com variados estilos de decoração e, claro, sua versatilidade e adaptabilidade aos novos ambientes. 

De onde vem a costela de Adão?

Também conhecida por Monstera, a Costela de Adão é uma planta do tipo trepadeira natural das florestas da América do Sul e também da América Central. Ou seja, isso justifica o seu gosto por climas mais quentes e de muita umidade, o que é natural aqui no hemisfério Sul. No Brasil, portanto, essa planta cresce em grande quantidade e variedade. Por isso que existem mais de 60 espécies dessa mesma planta. 

A principal característica dessas espécies é, sem dúvida, a estrutura das plantas perfuradas, que possibilitam a passagem de luz entre as plantas, garantindo uma luminosidade total para todas as folhas. 

Diferentes espécies da costela de Adão

costela de adao
A costela de adão possui diferentes tamanhos.

Embora sejam da mesma família e com características bem parecidas, algumas espécies da Costela de Adão trazem algumas particularidades, por exemplo, 

  • Formatos;
  • Tamanhos;
  • Preferência de temperatura;
  • Local de origem;
  • Textura.

Conheça algumas delas:

Costela de Adão: Monstera dúbia

A Monstera dúbia se diferencia das demais espécies da sua família graças ao seu caule que são mais cumprido, além da sua base curta e ainda a folhagem mais longa. Além disso, alguns estudiosos apontam que essa espécie tem origem em países como a Bolívia e a Costa Rica. Embora tenha as suas diferenças, as preferências dessa planta em relação ao clima, permanece igual as demais da família. 

Monstera Adansonii

Essa, em algumas regiões, pode ter o apelido carinhoso de “planta queijo suíço”, por conta da sua folhagem ainda mais perfurada em formatos arredondados. Ela também tem origem na América Tropical e é comum que sejam vistas ao redor de árvores, onde podem alcançar mais de dez metros de altura;

Monstera Acuminata

A Acuminata tem seu crescimento espalhado desde o México até o sul da América Central. Além disso, a sua característica principal são as folhas grandes e arredondadas, em formato de coração. Por isso, elas podem ser apelidadas também de “planta-telha” e tem grande semelhança com a Monstera Deliciosa, a próxima da nossa lista. 

Monstera deliciosa

Aqui está a queridinha. Isto é, a mais famosa e mais encontrada atualmente. Por isso, ela é uma das mais indicadas para composição de ambientes, ajudando na decoração e ainda melhorando o ar do local onde são instaladas. Afinal, as “deliciosas” tem folhas enormes e perfuradas, já os seus caules são cobertos de raízes aéreas. 

Monstera mínima

A Monstera Mínima, por sua vez, também é reconhecida graças ao seu rápido crescimento. E, além disso, ela é uma das mais fáceis de serem cultivadas. Isto é, quando comparada as demais, essa espécie se destaca por conta do seu formato diferenciado, com folhas grandes e vazadas. Por isso, elas são ótimas opções para quem gosta muito de jardinagem e adoram acompanhar o crescimento rápido de suas criações.

Gostou desse post? Leia mais sobre em nosso blog:

Tipos de plantas para deixar sua casa mais feliz
Jardim dos sonhos: 5 dicas para florir
Como fazer uma horta vertical em casa
Antúrio: uma planta exótica e exuberante

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

2 Comentários

  1. Edineida das dores disse:

    tenho uma costela de Adão quais os cuidados com ela esta sempre com as folhas amarelas me ensina como cuidar da minha planta obrigado

    • Cobasi disse:

      Oi Edineida, como vai? A primeira coisa a se fazer é retirar do sol, coloque em um lugar arejado e fresco. Indicamos deixar perto da janela, assim recebera a luz necessária 🙂

Deixe o seu comentário