Cróton: tudo o que você precisa saber sobre a planta

Por Cobasi

Compartilhar:
planta cróton

O cróton é uma planta que chama bastante atenção pela sua coloração. Ela consegue encantar qualquer um que adore plantinhas! Suas folhas costumam possuir colorações diferenciadas. Além disso, quando adulta e plantada diretamente no solo, essa espécie pode alcançar cerca de três metros de altura. Para você conhecer mais detalhes sobre o cróton, reunimos várias informações neste artigo. Continue lendo este artigo e saiba tudo a cróton!

Cores da planta cróton

Também conhecida como folha-imperial, essa espécie pode ser reconhecida de longe, devido à sua variedade de tonalidades: folhas amarelas com verde-escuro, folhas mais alaranjadas, folhas vermelhas com manchas, entre muitas outras. O leque de colorações é bem extenso e tem opções para todos os gostos!

Uma curiosidade super bacana a respeito das cores dessa planta é que elas são influenciadas pela exposição ou não ao Sol. Você sabia disso? 

Isso acontece porque quanto mais expostas ao Sol, mais amareladas e alaranjadas as folhas ficam. Já aquelas que ficam mais na sombra, em áreas onde há pouca iluminação, tendem a ter tons mais verdes e cores mais voltadas aos tons vinho.

Além de toda essa variedade de cores que estamos te apresentando, é legal saber que essa planta também possui diferentes formas e tamanhos das folhas. 

Planta de Sol ou sombra?

Há várias dúvidas em relação à espécie de plantas cróton. Uma, em especial, é em relação ao ambiente em que ela mais gosta de ficar. Por isso, viemos te dizer que ela é uma planta de Sol! Ela gosta bastante de luz e de calor, por isso é resistente às épocas mais quentes, a regiões tropicais e outros ambientes onde não existam geadas e temperaturas excessivamente baixas.

planta cróton

Tipos de cróton

Você sabia que há vários tipos de cróton espalhados por aí? Pois é! Essa é uma espécie muito variada, com características diferenciadas, folhas repletas de cores vibrantes e muito mais! Então, que tal conhecer alguns dos tipos dessa espécie? Confira a seguir vários tipos de crótons!

  • Gingha: adora ficar em ambientes externos, recebendo luz solar. Quando em contato com a pele humana, pode causar irritações.
  • Petra: super colorido, pode chegar a florir em determinadas estações do ano.
  • Amarelo: pode ter diversos tamanhos e formatos, acompanha cores fortes e intensas.
  • Brasileirinho: seu nome se deve à mistura de cores e tonalidades, bem no estilo brasileiro.
  • Americano: adora ambientes internos como salas-de-estar e cozinhas; não se adapta muito bem aos locais onde há muita luz solar.
  • Picasso: com uma mistura de cores que encanta qualquer um, possui folhagem mais pontiaguda e uma mistura de cores impressionantes. Recebe esse nome pois suas folhas lembram pincéis.

Além dessas opções que citamos acima, ainda existem várias outras, como o Cróton Eburneaum, Cróton Canarinho, Cróton Híbrido, Cróton Híbrido Norma, entre outras. A lista é bem extensa, ou seja, com essa espécie é fácil de agradar quem gosta de plantas de todos os tipos e características.

Agora que você já conheceu todos esses detalhes super legais, que tal descobrir como cuidar de uma cróton? Confira a seguir!

Como cuidar de cróton?

Por tornar qualquer ambiente um local mais vivo e colorido, essa espécie fica muito bem em jardins, porém, ela também pode ser cultivada em vasos pelos cômodos da casa. Quando plantadas em estufas, por exemplo, se acostumam à meia sombra. Por isso, nesses casos, também em seus novos lares elas precisam de um cantinho mais sombreado, longe do contato direto com a luz solar.

Entretanto, vale super a pena lembrar que isso varia bastante, pois existem tipos dessa planta que adoram viver em partes externas, recebendo toda a luz solar que podem. Portanto, a dica é consultar um especialista e esclarecer todas as suas dúvidas.

Outra dica fundamental é manter a planta em solo úmido, mas sem encharcar as raízes. O ideal é realizar a rega uma vez por semana!

Além disso, caso as folhas da sua planta aparentem estar secas e/ou queimadas, a melhor opção é retirá-las do vaso. Dessa forma a sua planta estará sempre bonita e ganhando cada vez mais força.

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

1 Comentário

  1. DINALVa Manoela de Almeida disse:

    Adorei as informações muito importante para iniciantes

Deixe o seu comentário