8 Dicas indispensáveis para adoção de animais

10 de setembro de 2018

Adoção de Animais

A chegada de um animalzinho em seu novo ambiente altera totalmente a rotina da família. Para aqueles que optam pela adoção de animais saiba que está colaborando com a vida de um bichinho que muitas vezes foi rejeitado e abandonado em alguma fase da vida.

Nas dicas abaixo, listamos alguns pontos importantes para levarmos em consideração na hora da decisão da adoção:

Adoção legal começa pela saúde, previna-os

Tudo começa pela saúde! Se você já tem um pet ou pretende adotar um filhote, existem cuidados básicos indispensáveis que devemos ter.

A primeira medida é a vermifugação, que pode ser iniciada ainda no primeiro mês de vida, afim de evitar verminoses perigosas para seu animalzinho.

Em seguida o que deve estar em dia é a vacinação, que previne várias doenças, tais como Cinomose, Parvovirose e Leptospirose em cães. E Calicivirose, Rinotraqueíte e Panleucopenia para os gatos. Nunca deixe seu cãozinho e gatinho sem a vacina contra Raiva.

Além disso, não podemos esquecer dos antiparasitários externos  que controlam pulgas, carrapatos e mosquitos.

Adaptando seu animal ao novo lar com bem-estar

Um dos principais desafios quando se adota um animal é a adaptação a nova casa e o ambiente onde ele viverá. Muitos estão assustados, e ainda não ficam à vontade no novo lar.

Você já ouviu falar de feromônios? São substâncias químicas, produzidas por animais naturalmente e no mercado existem produtos semelhantes que imitam os feromônios como odor materno felino/canino. Desta forma, proporciona segurança e bem-estar ao animal no novo ambiente. Esses produtos podem ser utilizados em forma de sprays para ambiente e difusores de tomada.

Kit conforto: deixe seu animal se sentir em casa

Como sabemos, o animal de estimação hoje em dia já é visto como um membro da família. Para um ambiente mais agradável e familiar para o novo integrante da família, devemos oferecer conforto e aconchego a ele. Pensando nisso, é imprescindível ter uma casinha, caminha, cobertor, roupinha, comedouros e bebedouros. Desta maneira ele terá tudo para ficar abrigado em situações de estresse, barulho, medo e frio.

Logo ele sempre terá seu cantinho, com seu cheiro, demarcando seu território. Nunca se esqueça de deixar água fresca e limpa à vontade no bebedouro. E no comedouro, comida sob medida para seu animalzinho se manter em forma e saudável.

Nutrição equilibrada: Qual o melhor alimento para seu filhote?

Devemos prestar muita atenção ao que o pet comerá, levando em conta a fase de vida que ele se encontra.
Se for um filhotinho, ele deve comer ração para filhotes, já que a mesma contém teores de proteína e gordura adequadas ao crescimento dos músculos e órgãos. Além disso é rica e balanceada em vitaminas e minerais. Uma ração de qualidade neste momento, oferece benefícios para vida toda, além de um desenvolvimento adequado.

Em todos os casos, recomenda-se uma Ração Super Premium ou Premium , que terão as melhores composições, nutrientes e equilíbrio nutricional perfeito para seu Pet.

Brinquedos podem ser ótimos amigos

Tanto gatinhos e cachorrinhos têm dentes de leite que crescem durante os primeiros meses de vida. Portanto são muito bem-vindos brinquedos de borrachas específicas para que eles possam morder e aliviar a “coceirinha” que existem nos dentes. Isso vai evitar que eles destruam por completo seus chinelos, sapatos e etc.

Outro brinquedo muito interessante é a pelúcia, pois pode ajudar seu animal a enfrentar o dia-a-dia de maneira muito mais legal. A dica é que o brinquedinho tenha o cheiro do tutor, e seja oferecido ao pet quando a pessoa for trabalhar por exemplo. Como ele ficará várias horas sozinho, a pelúcia com cheiro de quem ele ama vai deixá-lo mais calmo, diminuir latidos excessivos e trazer mais segurança ao peludinho.

Pensando nos gatinhos, eles adoram desgastar e afiar as unhas nos tapetes e sofás de casa. Para substituir os estofados dos donos, uma ótima dica são os arranhadores, eles adoram, se divertem e você ainda preserva seus pertences.

Como ensinar o meu bichinho a fazer xixi no lugar certo?

cachorro-fazendo-xixi-blog-cobasi

Uma das principais dúvidas de quem adota é: Como fazer para ele acertar o lugar das necessidades?

Primeiro deve ser escolhida uma área delimitada (segura e sem barulho) para facilitar o acerto, sempre longe da água, comida e caminha. É aconselhado o uso de dois ou mais tapetes higiênicos juntos para que ele aumente as chances de fazer na área correta.

Depois podemos diminuir os tapetes. Utilizar atrativos, em que você pinga gotinhas no tapete higiênico podem ajudar. Porém sem a paciência e incentivo do tutor, dificilmente o acerto ocorrerá de forma “mágica”. Então deixe seu Pet cheirar o local, fique com ele perto até que ele faça no tapete higiênico, e quando acertar, dê uma recompensa para ele fixar a atitude positiva: pode ser um petisco, um carinho ou um passeio. Nunca brigue se ele fizer no locar errado.

Castrar ou não castrar o animal?

castracao-de-animais-ultrassom-blog-cobasi

É importante saber que no Brasil existem milhares de animais abandonados, e estes por não serem castrados acabam se reproduzindo e aumentando o número de filhotinhos nas ruas de maneira exponencial.

Então a castração junto com a adoção, ajudaria a diminuir o número de animais sem lares no nosso país. Pensando nisso, muitos filhotes adotados já vêm castrados, inclusive existem leis para isso. E o que não for castrado ainda, castrar ou não? Quando ele tiver uma certa idade (cerca 6 meses), ele pode ser castrado por um veterinário, que o avaliará, e se ele estiver apto, fará a cirurgia.

Essa conduta pode evitar marcações de território como urina, agressividade, pulos, pedidos de comida e brigas. Além disso, alguns tipos de câncer, tendem a não aparecer em machos e fêmeas ao decorrer da vida, tais como tumor em testículos e ovários, se esta medida for tomada.

Dicas de adoção consciente: Tutor x Filhote

Quando uma pessoa vai adotar um animalzinho é preciso saber que existem responsabilidades. Uma boa dica é saber que esses peludinhos têm personalidades e comportamentos diferentes. Alguns são enérgicos, brincalhões, hiperativos, outros calmos, lentos e até carentes. Por isso adoram ter atenção, companhia, brincar, e necessitam de cuidados especiais. Devem tomar banho, alguns precisam ser tosados.

Cães e gatos precisam ter seus pelos escovados. Outra escovação fundamental é a dos dentes, sim, escovamos os dentes deles e com gel específico (sem flúor). Precisam ir ao veterinário para estarem com a saúde sempre em dia  Tudo isso envolve gastos, tempo e dedicação. Então é recomendado muito afeto, carinho e amor, para que se tenha uma relação saudável entre tutor e animal.

Autor: Bruno Sattelmayer – Educação Corporativa