Felv tem cura? Como posso evitar essa doença no meu gato? Descubra agora!

Compartilhar:


Felv tem cura

A Felv, também conhecida como leucemia felina, é uma das doenças mais graves para os gatos e acomete muitos pets, inclusive, trazendo grandes riscos grandes para a saúde! Por isso, é comum a dúvida entre os tutores se a Felv tem cura. 

Essa doença tem como causa um perigoso vírus que afeta especificamente os gatos, podendo levá-los ao óbito ou diminuir as suas expectativas de vida, assim como o bem-estar animal.

Dessa forma, para ajudar na proteção do seu pet, leia este artigo até o final e entenda melhor se a leucemia felina tem cura, como é transmitida e como podemos evitar essa terrível doença

Afinal, a Felv tem cura?

Segundo alguns especialistas, antes de sabermos se a Felv felina tem cura, é preciso entender como a doença atua em cada gato. Isso porque existem dois quadros nos quais ela se aplica:

  1. O felino pode entrar em contato com o vírus e não desenvolver a doença. Em muitos casos ele pode ser exposto ao vírus e ainda assim não ficar doente. Nessas situações, o sistema imunológico do animal está em alta e o organismo produz uma resposta ao vírus, o eliminando antes que afete o gato e os sintomas apareçam.
  1. O  gato é exposto ao vírus e acaba desenvolvendo a doença. Logo, a imunidade está em baixa, não conseguindo combater o vírus. Desse modo, o felino acaba adoecendo e apresenta os sintomas dessa enfermidade.

Sendo assim, o felino é diagnosticado com leucemia felina no segundo caso.

Ou seja, com o exame dando positivo, significa que o gato está infectado. E a resposta da temida pergunta: leucemia em gatos tem cura?, infelizmente, é não. Mesmo com muitas tentativas, a medicina ainda não conseguiu efetivar a cura para a Felv felina.

Como os gatos pegam a Felv felina?

Outro fator que implica no questionamento se a Fiv e Felv felina têm cura é o seu grau de contágio.

Uma vez que conhecemos alguns comportamentos felinos bem comuns, como enterrar as próprias fezes e se lamber para fazer a limpeza do seu corpo, a resposta torna-se ainda mais preocupante.

Já que a Felv felina é transmitida pela saliva, pelas fezes, pelo leite materno e pela urina. 

Como a interação entre os gatos é algo comum, seja em lambidas, brincadeiras e até brigas, o contágio da leucemia felina é muito corriqueiro.

Por isso, é essencial que os tutores saibam como prevenir essa terrível doença, e é o que mostraremos no próximo tópico. Confira!

Como evitar a doença Felv?

Como vimos, uma das formas de transmissão da leucemia felina é através da saliva. Assim, sabendo disso, é preciso que os tutores tenham cautelas sobre os vasinhos de comida e água. Por isso, eles devem ser higienizados diariamente, aumentando assim a proteção ao felino.

Além disso, o ambiente também deve ser higienizado e o seca xixi é um bom aliado para isso. 

Outro ponto muito importante para evitar a Felv, ao mesmo tempo em que poupa os tutores para saber a resposta sobre “Felv em gatos tem cura?”, é manter as visitas ao veterinário em dia.

Já que esse profissional irá te orientar sobre a alimentação adequada que promove a imunidade do animal, além de realizar exames constantes em qualquer suspeita da doença.

Além disso, a vacina contra Felv, apesar de não ser 100% eficaz, diminui a incidência da doença. Assim como fazer a castração do gato ajuda a melhorar o comportamento do animal, evitando fugas, brigas e contato com outros gatos na rua.

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário