Ferret: saiba mais sobre o pet!

Por Cobasi

Compartilhar:
Ferret: saiba mais sobre o pet

Também conhecido como furão doméstico, o ferret é um bichinho adorável que vem conquistando cada vez mais fãs ao redor do mundo. Apesar do corpinho comprido e da carinha fofa em comum, o ferret e o furão são de espécies diferentes.

O furão tem origem aqui no nosso país, e sua espécie se chama Galactis cuja. O ferret, por sua vez, é americano, e sua espécie é a Mustela putorius. Já reparou como os ferrets e os furões lembram um pouco as lontras? Isso não é à toa: eles fazem parte da mesma família, chamada de mustelídeos, na qual também estão incluídos os texugos e as doninhas.

Como ter um ferret no Brasil

Como ter um ferret no Brasil

O primeiro passo é encontrar um estabelecimento que seja licenciado pelo Ibama. Os ferrets vendidos legalmente no Brasil já chegam dos Estados Unidos castrados e com microchip, que permitem a identificação do indivíduo.

Se você estiver considerando ter um ferret para chamar de seu, procure um desses estabelecimentos autorizados pelo Ibama, pois assim você tem certeza de que não está contribuindo com o tráfico de animais nem cometendo um crime ambiental sem saber.

Depois disso, pesquise bastante: furões domésticos são animais bem diferentes de gatos e cachorros, com necessidades específicas que precisam ser atendidas para que cresçam e se desenvolvam com saúde e alegria.

Como você pode imaginar, por provavelmente já tê-los visto estrelando filmes e comerciais de TV, os ferrets são muito ativos, cheios de energia e curiosidade. Por isso, além dos cuidados básicos de saúde que precisamos dedicar à pets de qualquer espécie, para exercer uma posse responsável, esses animaizinhos precisam de cuidados próprios para mantê-los com saúde e longe de encrenca.

Gaiola, higiene e alimentação do ferret

Gaiola, higiene e alimentação do ferret

O corpo fininho e comprido, e o nome furão não deixam dúvidas: se houver um buraquinho, por menor que seja, o ferret vai tentar entrar. Por isso, quando estiverem fora da gaiola, os ferretes precisam estar acompanhados por um tutor responsável que seja capaz de mantê-lo longe de perigos. Cuidado, especialmente, com ralos abertos e outros canos desprotegidos.

E, por falar em gaiola, além de espaçosa, a gaiola do ferret precisa ser equipada com brinquedos e outros acessórios que possam proporcionar entretenimento ao animal. Algumas pessoas chegam a dedicar um cômodo inteiro em suas casas para acomodar seus ferrets, dando a eles todo tipo de estrutura, como canos, caminhas, redes e brinquedos diversos. Mesmo que você não possa fazer isso, programe várias sessões diárias de interação com o ferret para que ele se exercite e se mantenha ativo, pois se ficar ocioso pode acabar adoecendo.

A limpeza da gaiola deve ser diária, feita com instrumentos e produtos apropriados para o ferret. Não utilize, por exemplo, produtos de limpeza que você normalmente usa na higiene do banheiro da sua casa, pois eles podem ser tóxicos para o animal.

Com relação à alimentação, existe uma ração balanceada e completa específica para ferret. Outros tipos de alimento devem ser oferecidos apenas com orientação do médico veterinário que fará o acompanhamento do seu companheirinho.

As consultas, como sempre recomendamos, devem ser regulares, e não apenas quando o pet apresentar algum problema de saúde. Assim, além de prevenir surpresas desagradáveis, você garante que seu ferret esteja saudável e muito feliz. Cuide bem dele!

Continue sua leitura com esses artigos selecionados especialmente para você:

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário