Gato ansioso: saiba como reconhecer isso no pet

Compartilhar:


Gato assustado
Ansiedade é uma doença séria!

Quem convive com gatos em seu dia a dia sabe que eles são especiais e têm um comportamento singular, por essa razão, os tutores também sofrem ao perceber seu gato ansioso. Mesmo sendo um animal territorialista, os gatos costumam conviver pacificamente com outros gatos.

Isso foi dito pois é importante conhecer o comportamento natural dos felinos, a fim de poder identificar quando o gato tem ansiedade. Em primeiro lugar, cabe frisar que a ansiedade é uma doença que os tutores precisam levar a sério para que os bichinhos não sofram sem necessidade.

Para conhecer melhor o quadro de gato com ansiedade, leia o conteúdo a seguir e fique por dentro.

Definição de ansiedade em gatos

De maneira geral, a ansiedade é uma doença que envolve principalmente os problemas de adaptação. Assim, ela desencadeia em situações onde o pet passa a viver em um novo ambiente.

Isso faz com que o seu animal de estimação perca o autocontrole, passando a sofrer de angústia que não tem uma causa específica.

Inversamente ao medo, que tem uma causa determinada e objetiva, a ansiedade é generalizada e não se concentra em um único problema. Com relação ao gato ansioso, a causa pode estar no ambiente onde ele vive ou com a relação que o seu pet tem com outros seres vivos, sejam eles de que espécie for.

Definição de ansiedade em gatos

A ansiedade em gatos pode estar associada a dois tipos de sintomas: os físicos e os mentais.

Com relação aos sintomas físicos, caso perceba que o seu amigão está com taquicardia, isto é, com batimento do coração acima do normal, este também é um sintoma natural de ansiedade.

Além disso, observe se o seu pet está com respiração excessiva.

Outros sinais físicos são:

  • Suor nas almofadas plantares;
  • Pupilas dilatadas;
  • Diarreia.

Já os sintomas mentais podem chegar a afetar o modo com que o bichinho se alimenta, passando a diminuir a quantidade de comida ingerida.

Fora isso, ela afeta uma das principais características do gato, por exemplo, a sua higiene, fazendo com que eles se limpem bem menos.

Outro detalhe que pode indicar gato ansioso é ele ficar lambendo de forma excessiva uma das patas sem isso ter uma causa que seja evidente.

gato filhote amedontrado
A ansiedade não é a espera por algum acontecimento

Como ajudar o gato ansioso

O mais prudente quando perceber algum dos sintomas mencionados é procurar por ajuda profissional, procurando um médico veterinário. Essa opinião profissional é a mais correta. Afinal, a automedicação ou a adoção de tratamentos sem prescrição médica acaba ofertando maiores riscos ao pet.

Isso porque, o veterinário irá avaliar todo o histórico de saúde e comportamento do bichinho narrado pelo tutor. Outra saída que pode auxiliar no quadro de ansiedade em gatos é a utilização de brinquedos que estimulam a inteligência do seu pet. Afinal, esses objetos colaboram fazendo com que os animais sintam-se mais ativos.

Outra forma simples de lidar com gato ansioso é fazendo massagem e o cobrindo de carinhos, pois isso ajuda a soltar toda a tensão presa em seu corpo. Porém, caso os sintomas persistam ou se agravem, procure um veterinário de sua confiança para que o seu amigão deixe de sofrer.

Gostou desse post? Então, leia mais sobre o tema em nosso blog:

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário