Ganhe 10% OFF* na primeira compra. Use o cupom 10BLOG
*Limitado a um uso por CPF

Gato doente: 11 sinais de que há algo errado com o pet

| Atualizada em

Por Cobasi   Tempo de leitura: 5 minutos

Compartilhar:
Compartilhar:
gato doente deitado
Nem sempre é fácil descobrir se o gato está doente, porém há sinais que ajudam o tutor

Descobrir que um gato está doente nem sempre é uma tarefa fácil para os tutores. Isso porque os felinos são animais que têm o hábito de esconder o que estão sentindo. 

Por isso, nós listamos os 11 sinais mais comuns de um gato doente. Dessa maneira, ficará mais fácil você identificar que há algo de errado e ajudar o seu animal de estimação.

Gato doente: por que é difícil saber?

O que torna difícil um tutor descobrir quanto um gato está doente, é o instinto de sobrevivência do felino.

Apesar do longo processo de domesticação, os gatos ainda preservaram a sua independência e instinto de preservação. Por causa disso, ele evita expressar qualquer sinal de fragilidade, principalmente em locais onde ele ainda se sinta ameaçado.

Principais sinais de um gato doente

Para ajudar você a cuidar da saúde e do bem-estar do seu animal de estimação, conheça 11 sinais de que seu gato está doente.

1.  Gato doente com falta de apetite

Um dos principais sintomas de um gato doente é a falta de apetite. Normalmente, eles não recusam rações e petiscos. Então, afalta de interesse por comida é um indicativo de errado.

Se você perceber que o pet está evitando comer no mesmo horário de sempre ou que há sobras de alimento no comedouro, procure com urgência um médico-veterinário;

2. Falta de cuidado com a higiene

Os gatos são famosos por serem muito cuidadosos com a higiene. Não é raro vê-los se  lamber várias vezes por dia.

Então, caso o seu animal de estimação apresente mal cheiro ou pelagem suja, atenção! Ele precisa de ajuda o mais rápido possível.

3. Alterações bruscas de comportamento

Um sinal bem fácil de identificar que há algo errado e que seu gato está doente é a mudança brusca de comportamento.

Por exemplo, se o seu animal tem uma personalidade agitada e, de uma hora para outra, se torna distante, arredio e quieto, isso quer dizer que ele está com sérios problemas.

4. Mudanças na urina e nas fezes

Mudança na consistência das fezes e na coloração da urina do felino, são indicativos que pode estar com alguma doença no trato urinário ou sistema digestivo.

Para facilitar o monitoramento da saúde do seu pet, invista em areias para gatos com grãos claros e alto poder de absorção. Assim será possível perceber sinal de sangue na urina ou coloração mais escura.

5. Miado em excesso

A vocalização é a maneira encontrada pelos felinos para se comunicar com seus tutores. Entretanto, o excesso de miados e ronronados pode ser indicativo de dores ou que algo está incomodando o seu animal de estimação.

Nessa situação, o mais indicado é buscar orientação de um médico-veterinário de confiança. Só ele poderá fazer um diagnóstico preciso e indicar o melhor tratamento para o seu pet.

6. Problemas de locomoção

Os felinos são animais extremamente ativos que adoram correr pela casa e escalar móveis e itens de gatificação.

Mas, se você perceber que o seu pet está com dificuldades em correr ou escalar, esse é um sinal de gato doente. Nesse caso, ele pode estar sofrendo de intoxicação, traumas, machucados e até problemas neurológicos.

7. Mudança da rotina do xixi

Os felinos saudáveis mantêm a rotina quando precisam fazer xixi. Procuram a caixa de areia, urinam e cobrem o líquido. Porém, em um gato doente, é possível identificar algumas mudanças nesse padrão.

Se o seu gato não consegue urinar, faz xixi com frequência além do normal ou procurar outros lugares para se aliviar, isso indica que há um problema. De maneira, esses sinais indicam que ele pode estar com alguma doença no sistema urinário.

8. Náuseas e vômitos

gato doente vomitando
Náuseas e vômitos são sinais de um gato doente

Náuseas e vômitos são sinais claros de um gato doente. Assim como em humanos, esse tipo de comportamento indica a existência de alguma enfermidade no sistema digestivo.

Por isso, caso você perceba vômitos escuros, com presença de sangue ou com um cheiro forte, vá imediatamente a um médico-veterinário. Lembre-se: quanto antes começar o tratamento, mais rápido será a recuperação do seu animal de estimação.

9. Agressividade

A agressividade é um dos sinais de gato doente mais fáceis de identificar. Normalmente, o animal se torna mais arredio ao toque em uma determinada parte do seu corpo.

Essa mudança de comportamento é a maneira que o felino tem para avisar que a área está sensível e ele está sentindo dores.

10. Prostração  

A prostração é um dos sintomas mais comuns em um gato doente. Note se o seu pet aparenta estar mais cansado, exausto ou está dormindo mais do que o habitual.

Se, além disso, ele demonstrar apatia e evitar interação com tutores, outros animais e brinquedos, procure um veterinário o mais rápido possível. Esse comportamento pode indicar problemas articulares, gástricos ou odontológicos.

11. Lambedura excessiva

A lambedura excessiva de uma região específica do corpo indica que o seu gato está doente. Esse tipo de situação indica que o seu pet pode estar sofrendo com coceiras, dores ou ardência.

Na maioria dos casos, a coceira em excesso é reflexo da infestação por pragas e parasitas. Para tratar esse tipo de doenças há os famosos medicamentos antipulgas, que devem ser administrados com a prescrição de um médico-veterinário.

Como evitar um gato doente?

gato comendo ração
Cuidados com a alimentação são essenciais para evitar que o gato fique doente

Nem sempre é possível evitar que um gato fique doente, pois algumas das enfermidades afetam o animal de acordo com o avançar da idade.

Porém, adotando alguns cuidados com a alimentação e a rotina do seu animal de estimação, o tutor consegue promover a saúde física e mental do pet. Confira algumas sugestões.

  • garanta uma dieta baseada em rações de qualidade;
  • ofereça alimentos úmidos para estimular a hidratação;
  • invista na gatificação do ambiente;
  • brinque e interaja com o pet sempre que possível;
  • brinquedos interativos favorecem a saúde mental;
  •  visite um médico-veterinário com regularidade;
  • mantenha o calendário de vacinação em dia.

Agora que você já sabe quais são os principais sinais de um gato doente, conte para gente: o que você tem feito para cuidar da saúde e bem-estar do pet?

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário