Cuidados com gato idoso: o que você precisa saber

29 de dezembro de 2020

Gatos, Saúde e Cuidados
gato idoso olhando para cima sentado de lado

A idade chega para todos os pets, mas quando falamos de felinos, as características físicas de um gato idoso demoram a aparecer. Por isso, é importante entender quando um gatinho começa a envelhecer para cuidar da sua saúde.

Este guia de cuidados especiais com um gato idoso vai ajudar no dia a dia e nos sinais que você precisa prestar atenção.

Qual a idade de um gato idoso?

Os gatos, no geral, ficam se tornam idosos a partir dos 10 anos de idade. Essa é a idade em que seu organismo já possui alguns desgastes, como nas articulações, no sistema imunológico e cardíaco.

No entanto, entrar na fase geriátrica não quer dizer que seu gatinho tem pouco tempo de vida. Com alimentação de qualidade e os cuidados veterinários adequados, os gatinhos podem viver muito anos a mais. Você sabia que o gato mais velho do mundo se chamava Rubble e morreu com 31 anos? Muitas velinhas assopradas!

Como saber se seu gato está velho

Existem alguns sinais comuns de um gato idoso, ou seja, que costumam aparecer em qualquer felino em decorrência da idade. É prestando atenção na rotina do seu amigo que ficará evidente se a velhice chegou. Para ajuda, listamos abaixo os principais hábitos de um gato idoso:

Se torna dorminhoco

É normal um gatinho dormir durante o dia inteiro. No entanto, com a idade, ele passa a ser ainda mais dorminhocos. Isso porque a disposição dele não é mais a mesma e o sono é leve durante a noite.

O apetite muda

O olfato e o paladar dos gatos idosos mudam com o tempo. O gatinho idoso não tem mais tanta vontade de comer e os dentes podem cair, dificultando a mastigação.

Porém, a alimentação adequada é fundamental para uma vida longa e saudável. Aposte nas rações úmidas para aumentar a vontade de comer e facilitar a mastigação.

Pulos são um desafio

As articulações vão enfraquecendo e alguns gatos podem desenvolver bicos de papagaio, que causam dor na coluna. Faça o acompanhamento veterinário!

Pelos perdem o brilho

A qualidade da pelagem muda, pois as glândulas sebáceas, responsáveis pela nutrição do pelo, não fabricam os óleos na mesma rapidez.

Surdez ou cegueira

Problemas comuns em um gato idoso estão ligados aos sentidos do pet, então a audição se perde, e o mesmo pode acontecer com a visão.

Como cuidar do seu gato idoso?

gato idoso recebendo carinho da dona no colo

É claro que cada pet envelhece de um modo, de acordo com os cuidados e a rotina que teve durante toda vida. Porém, a presença de um veterinário nesta fase de vida do animal é ainda mais importante.

Visitas frequentes para exame clínico são essenciais e a recomendação é realizar um check up de 6 em 6 meses. Esta rotina ajuda a prevenir a evolução de doenças e a garantir que o seu bichinho tenha uma velhice confortável.

No mais, considere mudar a alimentação do seu gato para uma ração sênior ou light, de acordo com a prescrição de um veterinário. Como os felinos fazem menos exercícios quando estão mais velhos, a dieta precisa ser balanceada para que ele não tenha problemas com obesidade.

Um gatinho mais velho precisa de atenção redobrada

Se os jovens são independentes, os gatos de idade se mostram carentes e frágeis, por isso atenção, carinho e cuidado do tutor precisam ser dobrados. É dessa forma que o animal se sentirá mais seguro e feliz, sabendo que tem alguém ao seu lado nesta fase cheia de mudanças.

Agora que você já tem uma lista de dicas para cuidar de um gato idoso e descobriu como saber que o pet está envelhecendo, esta jornada ficou mais fácil, não é? Com a ajuda de um veterinário e presença constante no dia a dia do bichinho, você estará fornecendo o que ele precisa para ficar bem.

Veja a lista de cuidados com o seu gato durante toda a vida que farão diferença na fase geriátrica:

Quer saber mais sobre felinos? Descubra o mundo dos gatos no blog da Cobasi: