Pneumonia em gatos: fique atento ao seu pet

Marcelo Tacconi de Siqueira Marcos

Colaboração de Marcelo Tacconi de Siqueira Marcos

Compartilhar:
Pneumonia em gatos: fique atento ao seu pet

A pneumonia em gatos é uma doença séria. Ela pode se desenvolver tanto a partir de uma gripe que não foi tratada corretamente, quanto por conta de uma baixa na imunidade do bichano. Um gato com pneumonia apresenta alguns sintomas bem característicos, para os quais você deve permanecer atento para agir com rapidez.

A boa notícia é que existem maneiras muito eficazes de prevenir a doença, evitando que ela se desenvolva no seu pet. Quando isso não for possível, também se consegue tratar a pneumonia felina. Para saber mais sobre o assunto que vamos tratar nesse artigo, fique com a gente até o final da leitura.

Pneumonia em gatos: sintomas mais frequentes

Pneumonia em gatos: sintomas mais frequentes

Tudo começa quando você percebe que seu gatinho está mais cansado do que de costume. Ele pode estar prostrado, desanimado, sem interesse por brincadeiras que antes eram suas favoritas. Pode estar até sem vontade de comer os petiscos mais saborosos, que antes devorava com toda vontade.

Esse cansaço pode ou não estar acompanhado de tosse, secreção nasal, respiração ofegante e até mesmo perda de peso. Mas, por si só, um gatinho que antes era ativo e que passa a ficar muito quieto e isolado já deve ser um sinal de alerta.

Segundo o médico veterinário Marcelo Tacconi, da Educação Corporativa Cobasi, atualmente existem vacinas que ajudam a prevenir doenças respiratórias como a rinotraqueíte e a calicivirose, que podem evoluir para pneumonia felina.

Inclusive, os sintomas da rinotraqueíte e os da pneumonia são bem parecidos. Por isso é fundamental observar o comportamento do pet e levá-lo a uma consulta com o veterinário assim que notar alguma mudança.

Pneumonia em gatos: tratamento

O tratamento recomendado para a pneumonia varia muito de acordo com o quadro de saúde de cada indivíduo, podendo ser necessário que ele permaneça internado em um hospital ou clínica veterinária ou não.

Ainda segundo Marcelo Tacconi, há uma variedade de remédios para pneumonia em gatos. “Podemos utilizar anti-inflamatórios, corticoides e antibioticoterapia, que são comuns nos tratamentos, e até oxigenioterapia. Tudo depende do caso de cada animal”, informa Marcelo.

Como prevenir a pneumonia felina

Como prevenir a pneumonia felina

A principal maneira de evitar que seu gato desenvolva pneumonia é mantendo a vacinação do bichano em dia. Além disso, investir em uma ração de boa qualidade, manter água limpa e fresca sempre à disposição, e cuidar da higiene do ambiente ajudam muito.

Os sintomas de pneumonia em gatos podem variar de um pet para o outro. Por isso, quanto mais próximo você for do seu bichano, mais rapidamente poderá perceber quando algo de estranho está acontecendo com ele.

Um tutor que conhece bem seus peludos é capaz de perceber mudanças no comportamento deles, mesmo as mais sutis. Assim, é possível relatar com mais eficácia o que está acontecendo ao médico veterinário.

Essas informações são fundamentais para que seja possível obter um diagnóstico preciso, que irá levar ao melhor tratamento para cada caso.

Fique por dentro de outros cuidados que você deve ter com gatos que apresentam dificuldades para respirar com esse artigo em nosso blog, selecionado especialmente para você.

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário