Pneumonia em cachorro: como evitar a doença?

Compartilhar:


pneumonia em cachorro

A pneumonia em cachorro é uma inflamação causada pela proliferação de bactérias no pulmão do animal. Embora seja uma doença comum, se não tratada a tempo, ela pode ser fatal.

A pneumonia canina é muito semelhante à doença nos humanos. Na verdade, ela pode ser fruto de um quadro de saúde mal curado de outras doenças bem menos agressivas, como uma gripe ou um resfriado. 

Com a ajuda da médica-veterinária Joyce Aparecida Santos Lima, da Educação Corporativa da Cobasi, vamos explicar melhor o que é pneumonia em cachorro, quais os tratamentos e como o tutor pode prevenir a doença. 

O que é pneumonia em cachorro e quais as causas?

“A pneumonia é um processo inflamatório dos pulmões, que pode ser causada por bactérias, vírus, protozoários, fungos e parasitas. Os principais sintomas são tosse, corrimento nasal e ocular, falta de apetite, prostração, cansaço, febre e dificuldade respiratória”, explica a veterinária Lima. 

Infelizmente, os cães de rua acabam sendo os mais atingidos pela doença, já que eles ficam mais expostos e sem os cuidados necessários para a prevenção da doença. Além disso, a ingestão de corpos estranhos e contaminados deixa o animal mais vulnerável à contaminação.

Aliás, é comum alguns tutores relacionarem a pneumonia em cães a uma gripe. No entanto, vale ressaltar que, apesar de a gripe poder evoluir para uma pneumonia quando mal tratada, essas duas doenças são muito diferentes.

Isso porque a causa da pneumonia é um microorganismo que se instala no pulmão do pet e acaba se desenvolvendo. Dessa forma, essa inflamação é capaz de gerar muco e catarro, fazendo que o organismo do pet se force para combater a secreção.

No entanto, quando um cachorro tem contato com o vírus da gripe sem estar devidamente vacinado, ele fica mais suscetível a contrair a tosse dos canis, que pode acabar evoluindo para uma pneumonia.

Por isso é fundamental levar o animal ao veterinário em caso de sintomas semelhantes aos da gripe ou pneumonia. 

Conheça os sintomas de pneumonia em cachorro

Os primeiros sintomas da pneumonia em cachorro são mesmo muito semelhantes aos de uma gripe ou um resfriado comum. Contudo, com a evolução do quadro, os sintomas também mudam. Portanto, é possível identificar os seguintes sintomas:

  • dificuldade de respirar ou falta de ar;
  • tosse e espirros;
  • sensação de corrimento nasal ou ocular;
  • febre;
  • sinais de desidratação;
  • perda de apetite;
  • latidos diferentes ou falhos e rouquidão;
  • náuseas e vômito;
  • mucosas azuladas.

Caso o animal apresenta estes sinais, não hesite em levar o pet a um profissional. Afinal, é dessa forma que você garantirá que o pet receba o melhor tratamento para a doença.

Quanto tempo dura a pneumonia em cachorro?

A pneumonia em cachorro pode durar de sete a dez dias, a depender do estado do animal e do tratamento realizado. 

Em casos em que o diagnóstico ocorre logo após os primeiros sintomas clínicos da doença, a cura tende a ser mais rápida. Além disso, nesses casos a doença tende a ser menos grave para os animais.

Como tratar e prevenir a pneumonia em cães?

pneumonia em cachorro

“O tratamento varia de acordo com o quadro do animal, os sinais que ele apresenta e o agente causador da pneumonia. Normalmente utilizam-se antibióticos, antiinflamatórios, expectorantes e antitérmicos”, afirma Lima. 

De modo geral, o remédio para pneumonia em cachorro costuma ter como base antibióticos, que podem ser recomendados em todos os casos da doença. 

Para isso, é necessária uma avaliação clínica, afinal, os medicamentos devem ser utilizados sob prescrição veterinária. 

Além dele, o profissional poderá indicar outros medicamentos como uma terapia complementar para o tratamento do pet, como antiinflamatórios, diuréticos, expectorantes e polivitamínicos.

O tratamento do cachorro pode ser feito em casa, com os remédios administrados pelo tutor de acordo com a recomendação veterinária. No entanto, em casos mais graves, a internação é necessária.

Isso acontece porque alguns cães precisam fazer oxigenação com uso de sonda, máscaras e até entubação. Por isso, é fundamental que o animal seja examinado ainda nos primeiros sinais de pneumonia.

Prevenção da pneumonia em cães

Apesar de a pneumonia em cachorro ser preocupante, existe algumas maneiras de prevenir que o animal se contamine com a doença. A seguir, a veterinária Joyce Lima nos dá algumas dicas.

“Para evitar a pneumonia, o tutor pode tomar certos cuidados, como a vacinação anual, que diminui muito a probabilidade de o animal ter inúmeras doenças (como a gripe, por exemplo); evitar encontros e lugares com aglomeração canina (um espirro é suficiente para transmitir alguns vírus de um animal para outro); e não deixar o cão em lugares expostos a chuvas ou em locais úmidos.”

Além disso, garantir ao animal uma ótima alimentação garante a ele maior qualidade de vida, ajudando a imunidade do pet a se manter sempre alta, o que colabora para evitar o surgimento de gripes, resfriados e pneumonia.

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário