Gato estressado: sinais de estresse e ansiedade nos felinos

Compartilhar:


Os felinos são conhecidos por serem tranquilos. Por isso um gato estressado deixa claro que não está se sentindo bem em determinado espaço ou diante de uma situação atípica. E o que o bichinho faz para demonstrar sua insatisfação e descontentamento? É uma das coisas que você vai descobrir neste artigo.

Entenda melhor o que provoca o estresse em um gato, como lidar em situações como essas e ajudar seu amigo. A verdade é que o dono, na maioria das vezes, tem certa culpa. Mas calma, é possível resolver!

gato estressado

O que deixa um gato estressado?

Existem duas coisas que um felino não abre mão: rotina e bem-estar físico. Ou seja, se o gatinho se depara com uma nova realidade ou está com problemas de saúde, ele pode sim apresentar um quadro de estresse.

Contudo, antes de mais nada, você deve entender a personalidade do seu felino. Isso porque existem animais que possuem um comportamento temperamental por sua história de vida, por exemplo.

É importante saber qual a causa raiz do nervosismo para tratá-la da forma correta. Entretanto, se notar que seu gato está irritado, provavelmente pode ser uma das razões abaixo.

Mudança na sua rotina

A primeira delas são as mudanças, pois os felinos não gostam de nada fora do lugar ou novos ambientes. Desta forma, pode considerar situações de estresse para o bichano: mudança de casa ou móveis no ambiente, troca da ração, novos membros na família, mudar a caminha ou comedouro dele em um novo lugar.

Até mesmo durante a pandemia, seu felino pode ter apresentado sinais de estresse pelo simples fato de você ou a família ficar mais em casa.

Problemas de saúde

Por outro lado, temos os desconfortos físicos que podem gerar estresse no pet, entre eles, o aparecimento de pulgas e carrapatos, que incomodam com as suas picadas e a coceira. Além disso, qualquer outra disfunção no organismo é motivo de irritabilidade. Afinal, eles não sabem falar e, se dói, é impossível ignorar.

Saídas de casa

Os felinos são animais que adoram ter a situação sob controle. É por isso que sair de casa para ir ao veterinário ou uma viagem são motivos de estresse. Sendo assim, a dica é sempre tentar deixar o momento o mais agradável possível para o bichinho e investir em uma caixa de transporte confortável. Vamos falar logo mais algumas dicas.

Como saber se seu gato está estressado?

Um gato, por mais que não seja tão expressivo como o cachorro, demonstra de várias formas que está irritado. Então conheça quais os sintomas de um gato estressado, assim, ao observar mais de um comportamento alterado, vale levá-lo ao veterinário:

  • Marcação de território, o famoso spraying;
  • Urinar fora do banheiro sanitário;
  • Diarreia ou vômito;
  • Falhas na pelagem, pois gato estressado perde pelo;
  • Comportamento agressivo;
  • Miados prolongados;
  • Se lamber constantemente;
  • Se coçar com maior frequência.

O que fazer para um gato ficar calmo?

gato estressado miando

E claro, vamos dar dicas de como acalmar um gato estressado, afinal, você certamente quer que o seu amigo não passe por situações de estresse, muito menos de desconforto. 

Se o seu pet está passando por um momento delicado, não se esqueça de consultar um especialista para reverter o quadro, pois um gato estressado pode ficar até doente por conta da queda na imunidade.

1 – Gatificação

A primeira dica para deixar o bichinho se sentindo à vontade em casa e diminuir as chances de um estresse desnecessário é apostar na gatificação. Para aprender mais sobre a técnica, é só ler este post sobre como gatificar a sua casa apostando em arranhadores e prateleiras.

Em resumo, a técnica consiste em adaptar sua casa para uma espécie de habitat natural dos felinos. Isto é, com lugares para escalar, se esconder e explorar.

2 – Catnip

Outra sugestão é oferecer a erva do gato, conhecida como catnip. A substância funciona de formas diferentes para cada personalidade. Os gatos mais agitados costumam se acalmar, enquanto os preguiçosos sentem vontade de se movimentar e ficar repletos de energia.

3 – Limpeza

A limpeza é um ponto importante para os bichanos, então é fundamental que o bebedouro e comedouro estejam sempre limpos. Acredite se quiser, eles podem parar de comer e beber se sentirem que os recipientes estão sujos. E se quiser estimular a hidratação do seu amigo, aposte em uma fonte de água para gato, eles adoram. 

4 – Calmantes

Por fim, se estiver planejando mudar de casa, arrumar um outro animal de estimação ou viajar com o pet, leia mais sobre produtos calmantes e anti-stress. Eles são usados para acalmar um gato estressado por conta de mudanças na rotina. Existem florais e também produtos como o feliway. Todos você encontra na Cobasi.

Por fim, não se esqueça que, independente da situação, você deve procurar um veterinário. Eles entendem melhor do que ninguém sobre os animais e, se for um problema de saúde, é importante descobrir rapidamente.

E o que não fazer?

Uma atenção especial com os gatos é em relação ao toque, principalmente se ele está em um momento sensível. Sendo assim, se notar que o bichinho está irritado, não force o contato e nem tente abraçá-lo. A recomendação é sempre fornecer espaço para o pet.

O seu felino é temperamental? Então é possível que ele seja um gato estressado com outro gato ou qualquer animal que entre no seu território. Por isso tome cuidado na hora de estimular a socialização dele com outros bichos. O ideal é fazer de forma gradual e nunca reunir dois pets de personalidade forte.

É isso! O lado psicológico do seu amigo é tão importante quanto o lado físico, por isso esteja sempre de olho nas alterações de comportamento. E se ele mostrar que está com ansiedade felina, procure um veterinário, como aqueles que você encontra na Spet, o centro clínico da Cobasi.

Se você gostou deste conteúdo, saiba que temos muitos outros no nosso blog! Aproveite para escolher sua próxima leitura:

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário