Herbicida: o que é, para que serve e como utilizar

Compartilhar:


Herbicida: o que é, para que serve e como utilizar

Herbicida é um tipo de produto químico destinado a combater e eliminar as chamadas plantas daninhas ou ervas daninhas. Como você pode imaginar, existem diversos tipos de plantas que podem se tornar indesejadas numa plantação, seja na jardinagem doméstica ou no cultivo em larga escala, como aqueles que acontecem em inúmeros campos no interior do país e que tem como objetivo principal a comercialização.

Nesse artigo, vamos falar mais sobre as plantas daninhas e como fazer uso correto do herbicida para acabar com esse problema na jardinagem amadora.

Como usar herbicida no combate às plantas daninhas

Na jardinagem amadora, ou seja, nas práticas de jardinagem feitas por pessoas comuns, sem objetivo de criar grandes plantações que futuramente servirão ao comércio, existem alguns tipos de plantas daninhas que são mais comuns do que outros e que podem ser combatidos com o uso correto de um herbicida.

Entre essas plantas daninhas, podemos citar: tiririca, picão preto e picão branco, mancha negra e oídio (que são fungos) e o chamado “mato”, aquela graminha que teima em crescer onde não deve.

Essas plantas são consideradas daninhas porque roubam água, nutrientes e espaço das espécies que efetivamente estamos tentando cultivar. Nesses casos, o herbicida se torna um aliado da planta principal, pois elimina a pragas e devolve insumos importantes para o seu crescimento saudável.

Tipos de herbicida

Tipos de herbicida

No mercado estão disponíveis diversos tipos de herbicida, sendo que o mais comum e fácil de encontrar é feito à base de uma substância chamada glifosato. Além disso, existem duas categorias principais de herbicida: o seletivo e o não seletivo.

Enquanto o herbicida seletivo elimina apenas a espécie de planta daninha a que se destina, o herbicida não seletivo ataca todas as espécies de plantas onde o produto é aplicado. Por isso, é preciso ter bastante cuidado antes de iniciar o tratamento, pois pode-se acabar eliminando a planta que se queria proteger, para começo de conversa.

Um bom exemplo de herbicida seletivo é aquele indicado para controle e combate de ervas daninhas em gramados feitos de grama Esmeralda. Nesse caso, o herbicida não atacará a grama Esmeralda em si, mas sim as plantas daninhas que estão impedindo o seu desenvolvimento saudável.

Para decidir que tipo de herbicida é mais adequado ao seu caso, recomendamos que você faça uma pesquisa sobre a espécie invasora e também que converse com um especialista, pois os resultados podem mudar de acordo com o produto aplicado.

Cuidados no uso de herbicida

Cuidados no uso de herbicida

Cada produto tem suas próprias orientações de preparo e aplicação, que devem ser seguidas à risca para obtenção dos resultados desejados. No entanto, alguns cuidados e precauções devem ser adotados como protocolos gerais, pois o herbicida é um produto químico e, por isso, pode apresentar riscos à saúde.

O primeiro passo é utilizar máscara e óculos de proteção, além de luvas impermeáveis longas durante o preparo e a aplicação do herbicida. Depois de encerrada a aplicação, higienize os utensílios que foram utilizados na preparação do herbicida, remova as luvas e lave as mãos com água e sabão neutro.

O descarte da embalagem deve ser feito por meio de uma sacola plástica resistente, lacrada, identificada e disponibilizada para coleta municipal, a não ser que exista alguma orientação ou lei que oriente outro procedimento.

Por fim, tome muito cuidado com crianças e animais domésticos que circulam no local onde será feita a aplicação do herbicida. Para evitar acidentes, é melhor isolar esses locais e impedir a entrada e a passagem de outros durante o procedimento, e também por tempo suficiente depois que a aplicação for encerrada para que o produto seque e seja absorvido.

Em caso de acidentes ou emergência, procure imediatamente ajuda médica.

Continue sua leitura com esses artigos selecionados especialmente para você:

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário