Hipotiroidismo em gatos: saiba o que é e como controlar

Compartilhar:


hipotiroidismo-em-gatos

O hipotiroidismo em gatos é uma doença endócrina que não costuma ser grave. No entanto, ela pode acarretar mau funcionamento da glândula tireoide, essencial para o bom funcionamento dos hormônios do felino. 

Apesar de não ser tão comum, o hipotiroidismo felino costuma vir como uma doença secundária ao hipertiroidismo, devido ao tratamento de gatos que tiveram a doença e passaram por um tratamento intensivo. 

Embora não seja grave, a doença pode afetar o pet e comprometer seu bem-estar. Continue lendo para saber mais sobre os sintomas de hipotiroidismo em gatos e como amenizar o problema. 

Hipotiroidismo: o que é?

O hipotiroidismo pode aparentar ser uma doença assustadora e deixar os tutores de cabelos em pé. No entanto, ela pode ser mais simples do que parece. 

Mais comum em cães do que em gatos, a doença também pode acometer os felinos, fazendo que eles passem a produzir uma quantidade insuficiente de hormônios da tireoide. 

O grande problema é que nem sempre esta doença é fácil de ser diagnosticada, afinal, os problemas relacionados à tireoide costumam ser silenciosos, especialmente quando afetam os gatos. 

No entanto, existem alguns sintomas clínicos capazes de nos dar algumas dicas de que o pet pode estar sofrendo de doenças tireoidianas, como cansaço, sonolência e ganho de peso. 

Além disso, o hipotiroidismo não é uma doença que pode ser evitada, afinal, muitas vezes ela pode estar atrelada à genética do felino ou simplesmente ao seu organismo. Mesmo assim, o acompanhamento veterinário pode ser um aliado na hora de descobri-la. 

Quais os sintomas de hipotiroidismo em gatos?

De modo geral, o hipotiroidismo costuma ser bem complexo de identificar, visto que, geralmente, a doença pode ser assintomática. No entanto, existem alguns sinais clínicos, como:

  • letargia;
  • cansaço;
  • baixa atividade;
  • obesidade;
  • frio;
  • fraqueza;
  • retardo do crescimento.

Sendo assim, ao notar algum desses sintomas isolado ou em conjunto, leve o pet para uma avaliação veterinária. Os exames são essenciais para diagnosticar corretamente o gatinho e buscar soluções para o tratamento. 

Para fazer o diagnóstico preciso da doença, o veterinário irá indicar exames clínicos e laboratoriais em conjunto com a análise de sinais clínicos. Neste caso, serão avaliados a dosagem dos hormônios T4, assim como os anticorpos T3 e T4 e estimulação TSH.

Exames de imagem e vídeo também podem ser necessários, mas apenas se o veterinário achar conveniente. 

Tratamento do hipotiroidismo felino

hipotiroidismo

O hipotiroidismo felino não possui tratamento que seja efetivo. Sendo assim, o pet ficará em tratamento constante a fim de amenizar os sinais clínicos e aumentar a produção hormonal da tireoide. 

Além disso, é fundamental que o animal tenha um acompanhamento frequente no veterinário, assim como a realização de exames para garantir a eficácia do tratamento.

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário