Ganhe 10% OFF* na primeira compra. Use o cupom 10BLOG
*Limitado a um uso por CPF

Pancreatite canina: guia completo sobre a doença

| Atualizada em

Colaboração de Joyce Lima | Médica-veterinária   Tempo de leitura: 3 minutos

Compartilhar:
Compartilhar:
cachorro com pancreatite canina
Falta de apetite e fraqueza são sinais de pancreatite canina

A pancreatite canina é a inflamação que afeta os pâncreas do animal de estimação, causando muitas dores e desconforto no cão.

Para nos ajudar a falar sobre essa doença grave, nós convidamos Joyce Lima (CRMV/SP – 39824), médica-veterinária da Educação Corporativa Cobasi. Saiba o que é pancreatite canina, sintomas, tratamento e prevenção. Acompanhe!

O que é pancreatite em cães?

A pancreatite em cães é uma inflamação severa no pâncreas do animal, como conta Joyce: “A pancreatite é a inflamação da porção do pâncreas responsável pela produção de enzimas que auxiliam na digestão”, disse.

A doença que tem início no pâncreas, dependendo da gravidade do processo inflamatório, pode afetar órgãos próximos. Os que merecem maior atenção são fígado, estômago e intestino.

O que causa a pancreatite canina?

De maneira geral, a pancreatite canina é causada por uma deficiência do organismo em produzir enzimas digestivas. Essa queda na produção de enzimas pode ter como origem as seguintes condições de saúde.

Sintomas de pancreatite canina

A pancreatite em cães é uma doença grave. Se não for diagnosticada a tempo, pode impactar negativamente na capacidade do organismo em controlar os níveis de glicose no sangue.

De acordo com a veterinária Joyce, os principais sintomas de pancreatite canina são: “Geralmente, animais com essa enfermidade têm aumento de volume e enrijecimento do abdômen, vômito, diarreia, falta de apetite, desidratação e fraqueza”, explicou.

Em situações em que a condição de saúde do animal é considerada grave, é possível observar sangue nas fezes do pet.

Para evitar quadros graves da doença como falência renal, coagulação intravascular e óbito, procure um médico-veterinário ao perceber qualquer sintoma. Só ele poderá fazer o diagnóstico preciso e iniciar o tratamento mais indicado.

Pancreatite em cães: diagnóstico

Uma vez sob os cuidados de um médico-veterinário, chegou o momento do diagnóstico da pancreatite em cães. Primeiro, o profissional irá fazer alguns exames clínicos para identificar indícios da doença.

Em seguida, precisarão ser realizados exames laboratoriais como sangue e fezes. Para completar, um ultrassom abdominal é necessário para entender a extensão da doença.

Tratamento para pancreatite canina

cachorro com pancreatite bebendo água
A hidratação é uma grande aliada no tratamento da pancreatite

A pancreatite canina tem cura, desde que descoberta ainda em seu estágio inicial e com o tratamento correto. Joyce explica que o tratamento para pancreatite em cães consiste na administração de fluidos e medicamentos.

“O tratamento envolve a administração de fluídos, que além de garantir a hidratação, também melhoram a circulação sanguínea no pâncreas”, afirmou.

E completa: “O uso de antibiótico para pancreatite canina é necessário para impedir possíveis infecções oportunistas. Além disso, o veterinário pode aplicar analgésicos para o controle de dor e antitérmicos para o controle da náusea e vômito”, terminou.

Para um tratamento eficiente de pancreatite canina, é preciso que a medicação seja acompanhada por alterações na dieta do pet. O recomendado é combinar rações medicamentosas com legumes e verduras.

Como prevenir pancreatite canina

A prevenção é o melhor tratamento para a pancreatite canina e qualquer outra doença em cães, gatos e outros animais de estimação.

Em virtude disso, o ideal é criar e respeitar uma dieta rica e balanceada para o pet. Ela deve combinar a oferta de rações secas, úmidas, petiscos para cães e hidratação constante.

Se você é um tutor que deseja variar a rotina alimentar do seu cãozinho, uma boa dica é servir frutas e legumes. O importante é evitar dar para o animal alimentos proibidos, ricos em gorduras e carboidratos.

Gostou de saber o que é, sintomas, tratamento e prevenção de pancreatite canina? Se você tem dúvida sobre essa ou outra doença em cães, deixe uma pergunta nos comentários.

Joyce Lima | Médica-veterinária

| Atualizada em

Colaboração de Joyce Lima | Médica-veterinária

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário