Peritonite canina: o que é a inflamação, causas e tratamento

Compartilhar:


peritonite em cães

A peritonite canina é um problema que pode acometer qualquer cachorro, independentemente da sua idade. E como queremos manter a saúde dos nossos pets em dia, é importante saber o que fazer para prevenir doenças e alterações no corpo do nosso melhor amigo.

Por isso, neste artigo vamos te contar tudo sobre o peritônio e possíveis problemas abdominais que acometem animais de todos os portes e idades. 

O que é peritonite canina?

Em primeiro lugar, é importante entender que o peritônio é um tecido de proteção da cavidade abdominal por completo, incluindo as vísceras. Sua principal função é realizar a absorção de líquidos nessa parte do corpo. A inflamação dessa região é chamada de peritonite canina e tende a se desenvolver após cirurgias e doenças na parte abdominal do animal.

Quais são os sintomas?

Infelizmente, este não é um problema fácil de identificar. Os principais sintomas são: aumento e distensão abdominal, perda de apetite, fraqueza e dor. É comum que o quadro apareça frente a complicações cirúrgicas, mas ao notar qualquer mudança no comportamento do seu amigo, leve-o ao veterinário.

O diagnóstico é feito através de exames de sangue e análise de urina em conjunto com ecografia e radiografias.

O que causa peritonite em cães?

A peritonite infecciosa canina é uma inflamação causada por uma série de doenças ou no pós-cirúrgico, como cálculos biliares, pancreatite, traumatismo na região do abdômen ou até câncer. 

Entretanto, é difícil identificar uma peritonite através de sintomas, por isso o check-up anual e o acompanhamento após uma intervenção cirúrgica são fundamentais não só para este problema, como para outros.

Quais os tipos de peritonite em cães?

Entre as peritonites caninas, temos a primária e secundária, crônica ou aguda, podendo, ainda, ser generalizada ou localizada. A primária tende a ser rara, pois é uma reação que ocorre a partir de micro-organismos pelo sangue ou por vasos condutores.

Já o tipo secundário, o mais frequente, se diferencia em sépticos, isto é, com a presença de micro-organismos, assépticos, por causa química ou mecânica, e a mista. 

Peritonite canina tem cura?

peritonite em cães doentes

Mesmo quando o diagnóstico é grave, a inflamação tem, sim, cura. Contudo, quanto antes o problema for identificado, maiores são as chances de o animal contornar o quadro e se estabilizar. A presença do médico-veterinário é fundamental para indicar o melhor tratamento, com antibióticos, analgésicos e monitoramento da evolução do problema.

Como tratar peritonite em cães?

Após o diagnóstico, o médico-veterinário deve indicar um tratamento para peritonite em cães com os medicamentos. Além disso, se necessário, o profissional pode até mesmo indicar uma intervenção cirúrgica. Lembrando que, quanto antes o diagnóstico for feito, melhor para o animal, até porque trata-se de um problema que causa bastante angústia e dor para o pet.

Agora que você já conhece as causas e sabe o que é peritonite em cães, não se esqueça que qualquer mudança no comportamento do seu pet é sinal de alerta. O médico-veterinário é o responsável por cuidar da saúde do seu amigo sempre que ele precisar.

Aproveite sua leitura para aprender mais sobre saúde canina no Blog da Cobasi:

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário