Anemia em cachorro: descubra mais sobre a doença

Compartilhar:


Sintomas da anemia: quais são e como prevenir

A anemia em cachorro é uma condição de saúde que pode atingir os pets de todas as idades e portes. Contudo, muitas vezes, é um distúrbio silencioso, e por isso é tão importante prestar atenção ao comportamento do seu pet para notar qualquer mudança, e procurar ajuda o quanto antes.

Ver um cachorro com anemia pode ser mais comum do que imaginamos, no entanto, além de causar apatia, ela pode estar atrelada a problemas de saúde mais graves. Continue lendo para saber mais sobre anemia de cachorro e como tratar esta enfermidade. 

O que é anemia em cães?

A anemia em cães é uma doença caracterizada pela baixa quantidade de glóbulos vermelhos no sangue do animal, fazendo com que o oxigênio não seja transportado para outros órgãos de maneira correta. 

Quando isso acontece, o animal pode sofrer uma série de alterações e complicações de saúde, que podem gerar fraqueza, apatia e até levar o cachorro a óbito. 

A anemia pode afetar diversos animais e pode ter diversas causas, seja por nutrição inadequada ou como uma doença secundária (quando outra doença colabora com o desenvolvimento da anemia).

Conheça os tipos de anemia e como são causadas:

Tipos de anemia e suas causas

Bem, já sabemos que a anemia em cães é causada pela diminuição das células vermelhas, afetando a hemoglobina que está em circulação, no entanto, é importante saber que existe diferentes tipos da doença:

Anemia regenerativa de origem hemorrágica:

Esta modalidade da doença pode ocorrer em casos onde o animal sofre um acidente ou passa por algum problema que o faz perder muito sangue. Ela recebe o nome de regenerativa devido a medula óssea que é capaz de repor o estoque de células vermelhas que foi perdido assim que a hemorragia for contida. 

Anemia regenerativa de origem hemolítica:

Neste tipo de anemia, a doença é caracterizada por um rompimento ou destruição das hemácias, que acaba durando menos tempo do que o ideal, que é 100 dias. Ela pode ocorrer por conta de doenças autoimunes, como intoxicação ou leptospirose. 

Anemia arregenerativa por depressão da medula óssea:

Esta anemia ocorre quando a produção das hemácias do sangue são prejudicadas por alguma doença, como a parvovirose, babesiose, erliquiose ou doenças da medula.
Anemia arregenerativa por deficiência nutricional:
Este tipo de anemia costuma ser o mais comum e mais simples de tratar, uma vez que ele ocorre devido a falta de nutrição adequada, comprometendo a produção de plaquetas.

Quais os sintomas de anemia em cachorro?

Sintomas da anemia: fique atento aos sinais

Apesar de existir mais de um tipo de anemia, os sintomas de anemia em cachorro costumam ser muito semelhantes, por isso é fundamental estar sempre atento ao pet e caso ele apresente mais de um dos sintomas abaixo, leve-o ao veterinário.

  • desânimo, frequentemente caracterizado por falta de disposição para realizar até as atividades mais simples, como levantar para fazer xixi ou cocô;
  • cansaço intenso e constante;
  • apatia e prostração (o animal fica deitado por horas, sem demonstrar interesse por nada);
  • dificuldade para respirar;
  • taquicardia;
  • sangue nas fezes ou urina escurecida;
  • dificuldade para realizar atividades físicas, por mais leves que sejam, como caminhadas lentas;
  • petéquias (manchas vermelhas na pele);
  • desmaios;
  • perda de peso;
  • gengivas esbranquiçadas.

Como tratar a anemia em cachorro?

De modo geral, o tratamento para anemia em cachorro costuma depender do tipo da doença, por isso, é fundamental a presença de um veterinário durante toda a terapia. 

Não existe um remédio para a anemia em cachorro, uma das formas de tratar a doença é corrigindo o que está causando a doença para evitar maior desgaste das células vermelhas. 

Além disso, o veterinário pode recomendar o uso de suplementos vitamínicos para cachorro e uma ração super premium de qualidade. 

A importância da prevenção contra a anemia

Assim como acontece com seres humanos, nos animais a prevenção também costuma ser o melhor caminho. Ao manter as vacinas do seu pet em dia, você já afasta uma série de doenças que podem provocar anemia e até morte. 

Além disso, é importante promover o controle de parasitas, garantir uma alimentação saudável e adequada, água limpa, fresca e em abundância e condições adequadas de higiene são outros fatores muito importantes nessa prevenção, além da realização de atividades físicas regulares.

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário