Você sabe quanto tempo vive um gato com felv? Descubra!

Compartilhar:


Gato-com-Felv

Se você já ouviu falar sobre essa doença, certamente já se perguntou quanto tempo vive um gato com Felv. Conhecida como leucemia felina, ela não tem cura.

Causada por um vírus, essa enfermidade preocupa muito os tutores, pois deixa-os com a sensação de que seu pet terá pouco tempo de vida. Afinal, trata-se de uma leucemia. 

Para entender melhor sobre essa questão, é preciso saber que os cuidados que você deve ter com o gato portador de Felv felina farão toda a diferença. Quer saber mais sobre essa doença? Continue conosco e entenda tudo sobre essa leucemia em gatos!

Afinal, por quanto tempo vive um gato com Felv?

Como já foi mencionado, é difícil estimar quanto tempo vive um gato com leucemia felina. Isso porque o vírus se desenvolve de maneira diferente em cada organismo. 

Segundo dados de veterinários, 25% dos gatos com Felv morrem em até um ano após o diagnóstico. Entretanto, 75% conseguem sobreviver entre um e três anos. 

O tempo de vida do animal dependerá dos cuidados recebidos. Um fator importante sobre essa doença é que ela não é parecida com a leucemia em humanos. 

Isso porque o vírus afeta a imunidade do animal, facilitando a entrada de bactérias, o que gera várias infecções. Portanto, continue a leitura e veja como tratar a leucemia em gatos. 

Como prolongar a vida de um gato com leucemia?

A leucemia felina é uma doença incurável, contudo, a resposta de quanto tempo vive um gato com Fiv e Felv está na maneira como ele será cuidado.

Diferentemente do que os tutores pensam, eles podem sim ajudar o pet a ter uma qualidade de vida melhor, mesmo com o vírus em seu organismo. Veja a seguir quais medidas podem ser tomadas.

  • Ofereça uma ração de alta qualidade – as rações Premium  são compostas por várias vitaminas e nutrientes. E um gato nutrido adequadamente estará preparado para enfrentar as possíveis infecções causadas pelo vírus. 
  • Castração – já que é um processo que auxilia na proteção do animal, uma vez que for castrado, o gato perde a vontade de fugir e brigar. 
  • Deixe-o confortável – existem diversas formas de proporcionar conforto e tranquilidade aos felinos. Adquira uma caminha aconchegante para o seu pet. Evite muita movimentação e barulhos no local em que o gato fica. Assim ele sentirá mais segurança e não ficará mais estressado.
  • Visite regularmente o veterinário – um gato com Fiv e Felv deve ser monitorado por um profissional que irá acompanhar a progressão e os efeitos da doença. 
  • Esteja atento às mudanças no comportamento do gato – isso deve ser feito para evitar e combater possíveis doenças secundárias que irão afetar o felino. 
  • Atividades no dia a dia – todo felino possui no seu DNA o entusiasmo por brincadeiras. Dessa forma, estimule-o com brinquedos ou jogos que podem contribuir na melhora da sua saúde. 

A importância de um veterinário nesse quadro

Características gerais do hospital veterinário

O prognóstico da leucemia em gatos é essencial para que o felino tenha uma expectativa de vida mais alta, por isso é importante a consulta frequente ao profissional. 

Além disso, com o sistema imunológico fortificado, o vírus tem o desenvolvimento mais lento, atrasando os efeitos na medula óssea. Sendo assim, a probabilidade de sobrevivência do felino é aumentada. 

Com os medicamentos oferecidos pelos veterinários, a partir de vacinas e desparasitação periódica, é possível que o animal responda melhor ao tratamento. Portanto, certifique-se de manter um especialista por perto. 

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário