Raça de cão mais antiga do mundo: conheça

Compartilhar:


raça de cão mais antiga do mundo

Atualmente, encontramos cães com diversas características, de diferentes tamanhos e cores. Afinal, são muitas raças diferentes espalhadas por aí. Mas você sabe qual é a raça de cão mais antiga do mundo? Neste texto vamos te contar a resposta e muito mais sobre o assunto! E então, vamos lá? Continue conosco!

Saluki

Por evidências encontradas em DNA, os Salukis estão entre as nove raças que demonstram ser as menos divergentes dos lobos. De acordo com o Guinness Book of World Records, eles também estão entre as raças de cachorro mais antigas, remontando ao Egito Antigo, por volta de 329 a.C.

Normalmente, tribos nômades usavam essa raça para caçar. Além disso, ela apresenta características muito marcantes, como força, resistência e velocidade. Até hoje, possuem muitos desses pontos, perseguindo esquilos, lontras, cabras e cobras.

Husky Siberiano

Os Huskies Siberianos estavam presentes na história da tribo Chukchi, habitantes do território frio onde hoje está a Sibéria, fato que originou o nome da raça. No início, eram usados ​​como cães de trabalho e cães de guarda. Além disso, também pastavam, puxavam os trenós de seus donos e eram ótimos em proteger ambientes.

Basenji

Citados com frequência como a raça de cão mais antiga do mundo, acredita-se que os Basenjis sejam os cachorros de raça retratados nas pinturas rupestres encontradas na Líbia, que remontam a cerca de 6.000 a.C.

Uma de suas principais características é o fato de não latirem, mas em compensação são capazes de gemer, rosnar e até mesmo gritar.

raça de cao mais antiga do mundo
raça de cao mais antiga do mundo

Akita

Não se sabe ao certo de quando data a origem dessa raça, porém, de acordo com descobertas da arqueologia, o ancestral do Akita existiu entre os anos 8.000 a.C. e 200 a.C. Suas maiores qualidades são a lealdade, a inteligência e o fato de serem muito carinhosos.

Os Akitas não são cães de guarda, mas podem fazer essa função com excelência, já que sempre afirmam seu domínio contra outros cachorros. Atualmente, há duas distinções entre a raça: Akitas japoneses e Akitas americanos.

Chow Chow

Possivelmente, essa raça é originária do norte da China. Aliás, em seu país de origem, outro nome para esses cãezinhos é Song Shi Quan, isto é, “cachorro-leão inchado”.

Uma das características mais marcantes da raça é a língua azul e preta, que se estende até os lábios. Nesse sentido, esses animais são únicos!

Mesmo que o Chow Chow tenha uma reputação agressiva com as pessoas, quando educado desde filhote, ele se torna super amigável. Além disso, são muito populares como animais de estimação.

Malamute do Alasca

O Malamute do Alasca é a maior e mais antiga raça de cão do mundo entre os cães de trenó do Ártico. Sua criação vem da tribo Mahlemut, que inclusive escolheu o nome dessa raça, 3000 anos atrás. 

Eles são extremamente fortes, por isso, os Mahlemut usavam esses cães para caçar grandes presas e puxar trenós carregados com equipamentos. Hoje, esse cão é utilizado como cão de trenó para viajar, transportar mercadorias, mover grandes objetos e muito mais.

Essas são só algumas das raças mais antigas do mundo, mas cada uma tem sua história, e muitas nos acompanham até os dias atuais.

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário