Quando fazer tosa de coelho: veja os cuidados

Compartilhar:


Quando fazer tosa de coelho: veja os cuidados

A tosa de coelho é um recurso muito procurado pelos tutores dos orelhudos com pelos mais abundantes e longos, especialmente nas épocas mais quentes do ano.

Assim como alguns cachorros e gatos, o coelhinho também pode precisar dessa ajuda extra para se sentir melhor e mais confortável em situações onde a temperatura está bastante elevada.

Esse cuidado é especialmente importante no caso daqueles que passam boa parte do dia em áreas externas, como quintais, pátios e jardins.

Confira nosso artigo sobre o assunto para saber quando fazer tosa em coelho e que cuidados você deve tomar com a saúde do pet.

O que saber sobre tosa de coelho

O que saber sobre tosa de coelho

Nós, seres humanos, transpiramos pela pele. Isso quer dizer que, em situações de calor e temperaturas elevadas, as glândulas sudoríparas que temos espalhadas pelo corpo trabalham para fazer o suor sair e levar junto consigo o calor em excesso.

Os coelhos, por sua vez, não têm essa capacidade. O que pode parecer bom a princípio, na verdade é bem perigoso: em temperaturas elevadas os coelhinhos podem superaquecer e até morrer por causa disso.

Para saber se o seu coelho está sofrendo com calor, observe o comportamento dele. Bichinhos lentos, prostrados, com orelhas vermelhas demais, salivando e com respiração ofegante precisam de ajuda imediata.

Se você mora em uma cidade onde faz muito calor e é tutor de um ou mais coelhinhos, existem alguns cuidados que você pode tomar, além de tosar coelho.

A tosa de coelho deve ser feita para retirar o comprimento excessivo dos pelos, mas não deve ser rente à pele. O melhor a fazer é consultar o médico veterinário para receber orientações precisas sobre como proceder.

Indo além do banho e tosa para coelhos

Indo além do banho e tosa para coelhos

Estabelecer uma rotina de cuidados com o seu orelhudo pode fazer toda a diferença nos dias mais quentes do ano. O principal deles é deixar uma área protegida do sol para que o pet possa se abrigar.

Colocar uma placa de mármore em um local acessível para ele também é uma boa ideia, assim o coelho consegue refrescar sua barriguinha.

Se preferir, você pode congelar água em uma garrafa pet e deixar ao alcance do coelho, de modo que ele suba sobre ela ou apenas se encoste, se quiser.

Mantenha água limpa e fresca sempre à disposição do pet, e coloque alguns cubinhos de gelo no bebedouro.

Deixe portas e janelas abertas para o ar circular e coloque um ventilador para ajudar. Tome cuidado para que o vento não fique diretamente sobre a gaiola.

Existem cada vez mais pet shops especializados em banho e tosa em coelho, mas a orientação sobre como fazer, a periodicidade e o tamanho do corte dos pelos deve partir do médico veterinário que acompanha o pet.

Cortar os pelos do coelho muito rente à pele pode fazer mais mal do que bem ao orelhudo. Além disso, existe máquina de tosar coelho, mas pode ser que o corte com uma tesoura de pontas redondas seja melhor. Assim você estressa menos o peludo com o barulho e vibração da máquina.

Conte sempre com a ajuda de um profissional especializado para evitar problemas, e acione o médico veterinário em caso de dúvida.

Saiba mais sobre banhos em coelhos com esse artigo em nosso blog.

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário