Artrópodes: saiba tudo sobre esses animais

Compartilhar:


Artrópodes

Os artrópodes pertencem ao filo Arthropoda, um grupo de animais que se caracteriza pelo exoesqueleto rígido e por apêndices articulados. Eles são invertebrados, isto é, marcados pela ausência de coluna vertebral e de crânio.

Identificar os artrópodes nem sempre parece uma tarefa fácil. Por isso, o blog da Cobasi preparou um artigo para você conhecer mais sobre as espécies. Boa leitura!

Características dos artrópodes                                  

Essas criaturas formam o maior filo existente de animais. Elas contam com corpo segmentado e apresentam simetria bilateral. Assim, conforme dito anteriormente, possuem um exoesqueleto rígido, responsável pela proteção dos bichos.

Os artrópodes costumam ser triblásticos, com três folhetos embrionários (ectoderme, endoderme e mesoderme), e normalmente têm celoma. As espécies conseguem respirar por meio de brânquias, traqueias e pulmões foliáceos.

Classificação dos artrópodes       

Os artrópodes se classificam em cinco grupos: insetos, aracnídeos, crustáceos, quilópodes e diplópodes. Quase um milhão de espécies desse filo já são conhecidas.

Além disso, o número de patas pode servir como base para ajudar a identificar os grupos. Os insetos, por exemplo, contam com seis patas. Por sua vez, os aracnídeos são conhecidos por oito patas, ao passo que é possível verificar dez nos crustáceos.

Ademais, os quilópodes apresentam um par de pernas por segmento. Por fim, os diplópodes são donos de dois pares de patas por segmento.

Exemplos do filo Arthropoda                  

O grupo de insetos é, provavelmente, o mais conhecido. Como exemplo, vale citar criaturas presentes no nosso dia a dia: barata, mosquito e mosca, borboleta, formiga e abelha.

Os aracnídeos também são famosos. Aranha, escorpião, opilião, carrapato e ácaro são animais que englobam essa classe.

Já os crustáceos são representados por bichos como caranguejo, camarão, lagosta e siri. As espécies citadas, inclusive, integram o grupo dos decápodes – bem conhecidos pelas pessoas.

As lacraias e as centopeias fazem parte dos quilópodes. O piolho-de-cobra, por outro lado, é um exemplo da classe dos diplópodes.

Vale destacar que os quilópodes e os diplópodes pertencem ao subfilo Myriapoda. Eles têm corpo longo e cilíndrico e contam com apenas um par de antenas, além de três pares de apêndices.

Habitat desses animais invertebrados

Os artrópodes vivem em habitats diversos. Os insetos e os aracnídeos, assim como os quilópodes e os diplópodes, costumam ser terrestres. Já os crustáceos podem ser vistos em ambientes aquáticos, com espécies marinhas e até de água doce.

Os animais do filo Arthropoda se encontram em todas as partes do mundo. É extremamente difícil não se deparar com esses seres, sobretudo em locais terrestres. Isso porque os bichos comumente vivem em florestas tropicais, montanhas e até desertos.

Para finalizar, vale lembrar que a alimentação desses invertebrados varia conforme as espécies e as classes. Enquanto alguns ingerem plantas, outros consomem animais.

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário