Axolote: conheça essa curiosa salamandra

31 de julho de 2020

Anfíbio
Axolote

O Axolote é uma criaturinha de olhos pequeninos que parece estar sempre sorrindo. Algumas pessoas acham que ele é um peixe, porém faz parte da classe dos anfíbios. Ambystoma mexicamun é o nome científico do Axolotle, como também é chamado. Essa pequena salamandra ganhou o apelido de Monstro da Água por causa da sua aparência.

Conheça algumas curiosidades sobre o Axolote e fique por dentro da história desse bichinho singular.

Origem e onde vive o Axolote

Estas pequenas criaturas possuem cerca de 20cm e surgiram nas terras mexicanas, especificamente dos lagos da Cidade do México. O Axolote é considerado Patrimônio Mundial pela Unesco e infelizmente está em perigo de extinção.

O Peixe que Anda, outro nome usado para o Axolote, é um tipo de salamandra da classe dos anfíbios. Talvez você nunca tivesse ouvido falars desse curioso bichinho hoje, mas existem mais de 17 espécies de Axolote no México e inclusive, ele é o animal símbolo da capital mexicana.

Além de sua aparência curiosa, ele é um anfíbio surpreendente. O organismo do Axolote pode ou não realizar a metamorfose de acordo com o ambiente em que ele vive. Isso mesmo! Alguns exemplares mantém a cauda e vivem dentro da água, enquanto outros vão para a terra e perdem a parte do corpo. Incrível!

A história por trás do seu nome também é culturalmente rica, pois seu nome tem referência a um antigo deus do submundo. Xolotl fugiu para a água ao se recusar a realizar um sacrifício.

O que come um Axolote?

Como vivem na água, estes seres, que não possuem dentes, se alimentam basicamente de girinos e pequenos invertebrados, como insetos e minhocas.

Sua origem nos lagos Xochimilco e Chalco, no México, determinaram seu lugar preferido: águas doces e ambientes escuros. Vale ressaltar que estas criaturas não gostam de se misturar com peixes, pois suas guelras e pele o transformam em uma presa fácil.

Onde posso conhecer um Axolote?

Ficou curioso e quer conhecer esta criaturinha de perto? Para isso, você precisará ir até o México. Na cidade de Chignahuapan existe um lugar chamado Casa del Axolotl, onde cerca de 20 Axolotes podem ser vistos de pertinho.

Encontre produtos para animais exóticos e outros animais.

Eles também vivem na natureza, no entanto, o número de Axolotes no seu lago nativo diminuiu muito. Estima-se que menos de 100 animais vivam no seu lago original nos dias de hoje.

Além de um animal muito interessante, esse pequeno anfíbio ainda contribui para a ciência!

Importância dentro da ciência

As salamandras são os únicos animais vertebrados capazes de se regenerar e esta característica chama a atenção de cientistas e pesquisadores. Por conseguir desenvolver partes amputadas e até mesmo reparar sua medula espinhal, o Axolote é foco de estudo constantemente em laboratórios. Esse simpático anfíbio é uma esperança para a medicina humana.

Este dócil e divertido animal corre risco de extinção e pode desaparecer nos próximos anos por conta da poluição nas águas, da pesca indiscriminada, introdução de espécies exóticas no seu habitat e apreensão para manejo em cativeiro. O Axolote está no México, há muitos quilômetros de nós, mas temos inúmeras espécies de animais nativos brasileiros nesta mesma situação. Respeite e valorize a vida de todos os animais.

Gostou do conteúdo? Separamos alguns posts sobre animais que podemos ter em casa e que curtem muito os mimos da vida ao nosso lado. Confira!