Cachorro pode comer ervilha? Descubra!

Por Cobasi

Compartilhar:
cachorro pode comer ervilha

As ervilhas são um alimento que divide opiniões, certo? Ou você ama, ou odeia. Não existe meio-termo. Mas o que podemos dizer com toda certeza é que elas fazem bem para a saúde de qualquer ser humano. Por exemplo, ela é uma boa ajuda para controlar o colesterol e proteger o coração. Porém, e para os cachorros? Elas também fazem bem para o animal, como fazem para os humanos? Tem alguma contra-indicação? Cachorro pode comer ervilha?

Para saber a resposta de todas essas perguntas, continue com a gente neste artigo!

Alimentação correta do cachorro

Assim como os seres humanos, os cães precisam e devem ter uma dieta balanceada. Mas nem sempre o que faz bem para um, fará bem para o outro, e isso é claro. Com relação à alimentação do cachorro, existe uma grande variedade de rações, com sabores diferentes e também de acordo com o porte e a idade do animal.

A ração é a forma mais segura de alimentar seu animal, contudo, alguns legumes podem ajudar nessa alimentação. E algumas rações já contam com vários desses alimentos em seus ingredientes, inclusive com ervilhas. 

Cachorro pode comer ervilha? Mito ou verdade?

A resposta é: sim! Seu amigo peludo pode comer ervilha. Elas são um alimento rico em fibras, o que vai proporcionar uma sensação de saciedade por um bom tempo. Aliás, por esse motivo, até mesmo cães que estiverem de dieta podem comer ervilhas.

Se um cão está sempre com fome, isso pode ser falta de fibras alimentares. Nesses casos, misturar ervilha à refeição vai suprir essa falta, pois, como dito antes, dá a sensação de saciedade. 

Além disso, as ervilhas podem servir também como um mimo após algum tipo de treinamento. Afinal, ela é uma ótima fonte de vitamina B, potássio, fósforo, zeaxantina e luteína, e ainda protege a visão do seu pet conforme a idade vai avançando.

cachorro pode comer ervilha

Como alimentar meu cachorro com ervilhas?

Introduzir um alimento na dieta do cão é sempre um desafio. Nesses casos, com qualquer alimento, até mesmo na troca da ração, é preciso começar devagar e com muito cuidado. Comece com pequenas porções, misturando aos alimentos.

O ideal é que as ervilhas estejam descascadas e frescas. Caso tenha escolhido ervilhas enlatadas, tome cuidado com a quantidade de sal que elas têm, pois podem acabar desidratando seu cachorro, aumentar a pressão ou fazer com que ele sinta incômodos no estômago. 

Se optar por ervilhas cozidas, evite cozinhá-las com muito alho ou muita cebola, que podem ser extremamente tóxicos para o cachorro, mesmo em pouca quantidade. 

Lembrando também que é muito importante consultar um especialista para entender melhor a dieta ideal do seu cãozinho antes de oferecer ervilhas ou qualquer outro alimento ao animal.

Compartilhar:

Tags:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário