Cachorro pode comer mamão? Descubra!

Compartilhar:


Cachorro pode comer mamão? Descubra!

Cachorro pode comer mamão com segurança, mas calma! A fruta é uma ótima fonte de vitaminas A e C, fibras e minerais importantes, como potássio e cálcio. Ela contém a enzima papaína, que atua facilitando a digestão, portanto tende a soltar o intestino do pet. Por isso, a chave está no equilíbrio. 

Sempre que quisermos dar mamão para cachorro, assim como outras frutas, legumes e verduras, devemos primeiro conversar com o médico-veterinário para saber se é seguro e quais são os benefícios. Essas informações são importantes para que não haja dano ou intoxicação em nossos amados cachorros. Afinal, nem todo alimento seguro para nós pode ser consumido pelos nossos pets.

Cachorro pode comer mamão ou faz mal?

>Cachorro pode comer mamão ou faz mal?

O mamão faz bem para cachorro de maneira geral, mas é preciso ter certeza de que o pet não possui alergia à fruta antes de incluí-la rotineiramente na sua alimentação. Para isso, dê um pequeno pedaço e observe atentamente se há alguma reação negativa. Se não houver nenhum sintoma, como vômito, diarreia e coceira, você pode colocar pequenas porções de mamão no menu do seu cão. 

Não esqueça de higienizar o exterior da fruta e de remover todas as sementinhas antes de dar para o cachorro comer. Se possível, opte por frutas orgânicas, que são melhores e mais seguras para consumo. Cachorro que come mamão pode se beneficiar de fibras, vitaminas e minerais que auxiliam no processo de digestão e atuam como prebióticos no sistema digestivo. 

Os prebióticos são componentes presentes nos alimentos que não são digeridos no estômago, mas que atuam promovendo a proliferação de bactérias boas no intestino. Com essa função, as fibras contidas no mamão podem ajudar muitos cachorros que sofrem de irritação no intestino, constipação, gases e indigestão.

Benefícios do mamão para cachorro

Benefícios do mamão para cachorro

Cachorros podem comer mamão como um petisco natural, ou seja, como uma alternativa para biscoitos e palitinhos. Os cães que consomem ração não precisam de frutas, legumes e verduras na dieta, já que o alimento principal já é completo, balanceado e oferece todos os nutrientes necessários para o bom desenvolvimento do pet. 

No entanto, as fibras presentes nesses alimentos podem ser muito benéficas para os cães. O mamão tem poucas calorias e baixa concentração de gordura. Por isso, oferecê-lo moderadamente pode ser uma boa opção.

Fique atento à quantidade recomendada para consumo

Nenhuma fruta, verdura ou legume, ou mesmo os petiscos tradicionais, devem ser oferecidos aos cachorros em quantidade tão grande a ponto de comprometer o seu interesse pela ração, que é o alimento principal. 

Além disso, mesmo os petiscos naturais, quando excessivos, podem desequilibrar os índices de açúcar e gordura no organismo, gerando sobrepeso e outros problemas para o cão. Sendo assim, a recomendação diária máxima são porções de 100 g. O médico-veterinário que acompanha o animal também pode ajustar essa orientação.

Saiba como oferecer mamão para cachorro 

Cães podem comer mamão em pedacinhos, já cortados sem casca e sem semente. Outra opção é o alimento batido com água e congelado em forminhas de gelo, em forma de um gostoso e refrescante picolé para os dias mais quentes.

Meu cachorro comeu casca e semente de mamão – e agora? 

Meu cachorro comeu casca e semente de mamão – e agora?

A casca do mamão não é tóxica para o cachorro, mas pode provocar distúrbios gastrointestinais como gases e obstrução. Por isso, se o cãozinho comer a casca, fique atento e consulte o médico-veterinário caso ele apresente qualquer mudança de comportamento. 

As sementes são um pouco amargas e contêm doses baixas de cianeto, uma substância tóxica para cães. Se você suspeita ou tem certeza que o seu cão consumiu essas sementes, não espere: entre em contato com o veterinário o quanto antes. 

Cachorro pode comer mamão – mas não desidratado

Cachorro pode comer mamão - mas não desidratado

Devido à alta concentração de açúcar em frutas desidratadas, o ideal é não oferecer o alimento para os animais. Sabemos que é uma proposta bem prática, visto que a durabilidade do alimento é muito maior nesse formato. Contudo, não vale a pena comprometer o bem-estar do seu melhor amigo peludo por isso. 

Aliás, todas as frutas e alimentos frescos que você oferecer para o seu cão devem ser descartados caso não sejam consumidos imediatamente. Além de atrair insetos, as frutas acabam sendo um terreno muito favorável ao surgimento de fungos e bactérias que podem fazer muito mal ao cão. 

Caso tenha qualquer dúvida sobre a segurança de um alimento para o seu cão, não arrisque. Converse primeiro com o veterinário que faz acompanhamento do seu pet para receber as orientações necessárias sobre o que ele pode ou não comer.

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário