Cachorro pode doar sangue?

1 de abril de 2021

Cachorros
Cachorro pode doar sangue

A resposta é sim! Um cachorro pode doar sangue e ser ainda mais incrível do que já é ao ajudar um “aumigo” a se recuperar de um momento difícil.

Nesse artigo vamos explicar como esse procedimento acontece, além de falar um pouco sobre os requisitos para um cãozinho se tornar um doador. Vem com a gente!

O que leva um cachorro a precisar de transfusão de sangue

O que leva um cachorro a precisar de transfusão de sangue

Muitas vezes, o que faz com que um cachorro precise de uma transfusão de sangue são situações imprevistas que chegam com um grande susto: um atropelamento, uma briga, um acidente com corte profundo, ou a picada de animal peçonhento, por exemplo. 

A transfusão pode ser necessária, também, durante uma cirurgia que estava programada ou quando o cãozinho tem doenças do sangue, como a anemia severa, que provoca hemorragias muito intensas.

Nesses casos, receber uma transfusão pode literalmente salvar a vida do cachorro. Mas de onde vem esse sangue e como ele é colhido? E como saber se o seu cachorro pode doar sangue? Vamos descobrir!

Qual cachorro pode doar sangue e qual não pode

Assim como acontece com seres humanos, existem alguns requisitos que indicam se um cão é um bom candidato a se tornar doador de sangue. O primeiro deles é o temperamento: quanto mais calmo e tranquilo for o cachorro, melhor. O procedimento é indolor e rápido, mas cães que são naturalmente agitados terão mais dificuldade de passar por esse momento numa boa.

Outros fatores que precisam ser observados para determinar que um cachorro pode doar sangue são:

  • ter entre 1 e 8 anos de idade;
  • ter peso corporal acima de 25 kg;
  • estar com as vacinas em dia;
  • estar vermifugado e protegido contra ectoparasitas;
  • não ter realizado transfusão ou cirurgia nos 30 dias que antecedem a doação;
  • no caso das fêmeas, não podem estar prenhas ou no cio.

Cachorros têm diferentes tipos sanguíneos: verdade ou mentira?

Verdade! Os cachorros têm diferentes tipos de sangue, assim como os seres humanos. Na verdade, é até um pouquinho mais complexo do que acontece conosco, mas a compatibilidade é importante do mesmo jeito. Por isso, para saber se o seu cachorro pode doar sangue são feitos diversos testes, assim como no cão receptor.

Os tipos de sangue dos cachorros são: DEA 1 (que é subdividido nos tipos 1.1, 1.2 e 1.3), DEA 3, DEA 4, DEA 5 e DEA 7. A sigla DEA significa Dog Erythrocyte Antigen, que em português quer dizer Antígeno Eritrocitário Canino.

De maneira geral, quando um cachorro precisa de transfusão, ele pode receber qualquer tipo de sangue. A partir desse momento, a equipe de médicos veterinários que acompanha o procedimento fica muito atenta para reconhecer rapidamente reações indesejadas, como salivação em excesso, taquicardia, febre, fraqueza e até convulsão.

Se algo desse tipo acontecer e o cachorro precisar de uma segunda transfusão, somente poderá receber um sangue que seja compatível com o seu.

Efeitos da transfusão no doador de sangue

Efeitos no doador da transfusão de sangue

A doação de sangue não tem nenhum tipo de contraindicação para o cachorro que se enquadra nos requisitos de doador. Pelo contrário! Como são feitos diversos testes, seu cachorro ainda recebe um check-up geral e você fica por dentro de como anda a saúde do peludo.

Pode ser que logo após a doação seu amigo se sinta meio molinho ou com sono. Isso é natural e esperado, e passa bem rápido. Ofereça bastante água limpa e fresca, um petisco bem gostoso e muito carinho e logo logo seu cão estará como sempre.

Cachorro pode doar sangue, sim, e incentivar a doação é muito importante pois em alguns casos apenas isso pode salvar a vida de um peludinho. Por isso, converse com o médico veterinário que faz o acompanhamento do seu cachorro sobre a possibilidade de tornar essa doação uma rotina. Doar sangue é um ato de amor!

Saiba mais sobre cachorros com esses artigos em nosso blog: