O incrível mundo dos cachorros asiáticos

Compartilhar:


Você consegue adivinhar o país de origem dos cachorros asiáticos mais populares? Não é uma tarefa pequena, afinal a Ásia é o maior continente do mundo e por lá os cães sempre foram muito importantes.

Muito além dos cachorros asiáticos

Na verdade, os cães se desenvolveram em praticamente todos os lugares do planeta, com exceção da Antártida. Por isso existe tanta raça diferente vinda dos mais diversos lugares. E cada cultura levou ao surgimento de animais com características próprias.

Por exemplo, as culturas baseada na pecuária desenvolveram raças de cachorros hábeis para o pastoreio ou para a proteção do gado. Culturas nômades ou de intensa circulação por terrenos difíceis desenvolveram cães de salvamento ou de caça.

Por isso, uma boa forma de conhecer os cachorros asiáticos mais famosos é partir das características de cada cultura e território daquele continente.

Os cães da China

Falar de cachorros asiáticos sem falar da China é impossível. A China é uma das civilizações mais antigas do mundo. Ocupando um território vasto e com diversos climas como desertos e florestas úmidas, o país viu surgir dezenas de raças incríveis de cachorros.

Entre as raças de cachorro chinês mais incríveis e queridinhas no mundo todo estão o Shar-pei com suas dobrinhas e o Chow Chow e sua cara de leão. O curioso dessas raças é que ambas têm a característica língua azul, o que torna os dois ainda mais incríveis.

Outras duas raças de cachorro chinês muito queridas no mundo todo são o Pug e o Pequinês. Aliás, pequinês não quer dizer pequeno, mas sim que esse é um animal da região de Pequim. Os dois cachorros foram companhias inseparáveis dos imperadores chineses. 

Os cães tibetanos

O Tibet também tem representantes mais do que especiais entre os cachorros asiáticos. Uma ressalva, antes de mais nada: os nomes das raças de cães tibetanos são interpretações erradas dos europeus que relacionaram aqueles animais aos que existiam na Europa. 

Por exemplo, o famoso Mastim Tibetano não é um mastim. Na verdade, a melhor denominação para esse gigante peludo seria: cão das montanhas tibetanas. Isso porque essa raça foi desenvolvida para proteger o gado e os pastores nômades do Tibet em suas andanças pela região do Himalaia. Também se tornaram os cães de guarda dos monastérios tibetanos.

E claro que não poderíamos falar dos cachorros do Tibet sem falar dos queridinhos Lhasa Apso e Shi-tsu. Enquanto o Lhasa Apso foi desenvolvido como cão de alerta para avisar eventuais estranhos dentro dos templos tibetanos, o Shi-tsu era preferido para fazer companhia tanto nos templos quanto nas viagens.

Japão e muitos mais

Cachorros asiáticos

O Japão também tem seu exemplar famoso e fofinho entre os cães asiáticos. Das cerca de 10 raças de cachorros japoneses, com certeza o mais famoso é o Shiba Inu. Essa raça se tornou um fenômeno na internet quando um Shiba Inu virou meme em 2013.

Além de todos esses incríveis exemplares de cachorros asiáticos, também existem raças especiais nas regiões da Coréia, do Oriente Médio e do Cáucaso, por exemplo. É o caso do Kangal, do Hound Afegão, do Jindo e tantos outros!

Caso tenha a sorte de conviver com um desses cachorros asiáticos lembre-se que, como todo cãozinho, eles adoram brincadeiras, alimentação saudável e muito carinho.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre os cachorros asiáticos? Confira mais posts sobre curiosidades caninas em nosso blog:

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário