Calopsita pode comer cuscuz? Aprenda aqui!

Por Cobasi

Compartilhar:
Calopsita pode comer cuscuz? Aprenda aqui!

Se você quer saber se calopsita pode comer cuscuz, está no lugar certo. Vamos falar sobre a inclusão desse alimento na dieta da sua ave, se é seguro fazer isso ou não, e conversar mais um pouco sobre quais alimentos calopsita pode comer.

Para começar, vamos fazer um esclarecimento: no Brasil, existem três tipos de comida para consumo humano que são chamadas de cuscuz. O primeiro deles é um doce, preparado com tapioca e coco.

Frequentemente chamado de cuscuz branco, cuscuz carioca ou cearense, ou ainda de pudim de tapioca, essa iguaria foi criada com base em um doce árabe trazido para o Brasil pelos portugueses.

O segundo tipo de cuscuz, conhecido como cuscuz nordestino, foi inspirado em um alimento muito antigo, de origem africana. A farinha granulada, feita de milho, é preparada na chamada cuscuzeira e pode receber uma enorme variedade de acompanhamentos: desde uma simples colherada de manteiga, até carne de sol, camarão, ovos e muito mais.

Existe, ainda, o cuscuz marroquino, que é preparado com sêmola de trigo (também chamada de semolina), e uma variedade enorme de ingredientes que podem deixar o sabor salgado ou mais doce.

Calopsita pode comer cuscuz de que tipo?

Calopsita pode comer cuscuz de que tipo?

É importante que a alimentação calopsita seja baseada em uma ração completa e balanceada, além do chamado mix de sementes. Qualquer coisa além disso precisa ser visto como um complemento ou um petisco saboroso, e não pode substituir o alimento principal.

É muito importante manter a alimentação da ave bem equilibrada para evitar problemas de saúde, como sobrepeso ou peso insuficiente, desnutrição e outros.

Por isso, oferecer qualquer um dos tipos de cuscuz que mencionamos para a sua calopsita não é uma boa ideia. Além do preparo envolver algum tipo de gordura, seja manteiga ou óleo, há muitos outros ingredientes que não são adequados para a calopsita alimentação.

A base do cuscuz em si, ou seja, os flocos de milho ou o grão de trigo, não são exatamente tóxicos para a ave. Mas se o seu objetivo é variar o cardápio do pet, existem outros alimentos muito mais interessantes e seguros para você colocar no menu.

 Alimentos naturais que a calopsita pode comer

Alimentos naturais que a calopsita pode comer

Se você quer incluir alimentos frescos e naturais no dia a dia da sua calopsita, o primeiro passo é conversar com o médico veterinário que faz o acompanhamento da ave para garantir que a saúde dela esteja em dia.

Depois, escolha frutas como maçã, pera, banana e mamão, além de hortaliças de folhas escuras, como espinafre e couve. Faça uma higiene detalhada dos alimentos e disponibilize quantidades pequenas dentro da gaiola.

Se o pet não consumir tudo em até duas horas, remova o que restou e jogue fora. Assim você evita atrair insetos oportunistas, além de prevenir a proliferação de fungos e bactérias que adoram se multiplicar em alimentos deixados ao ar livre.

Não esqueça de fazer uma limpeza diária da gaiola, removendo os dejetos da calopsita, lavando bem o bebedouro e o comedouro da ave. Além disso, pelo menos uma vez por semana você precisa fazer uma higiene mais completa do espaço.

Assim você evita o mau cheiro e evita que o pet desenvolva problemas de saúde diversos causados pela sujeira que nós vemos e, principalmente, por aquela que não podemos ver.

Saiba mais sobre a alimentação das calopsitas com esse artigo selecionado em nosso blog.

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário