Camundongo: divertido e amistoso

13 de agosto de 2018

Roedores
Gaiola para dois ratos Twister

O camundongo também é conhecido como “rato de laboratório”, mas ele é muito mais do que isso. Um animal inteligente, sociável, rápido e hiperativo, são ótimos pet e se dão bem em todos os tipos de lares. 

No entanto, para ter um camundongo como um animal de estimação, é importante conhecer este animal e saber os principais cuidados.

O que eu preciso saber antes de ter um camundongo?

O camundongo é uma espécie de roedor, que pode medir entre 10 e 12 cm, incluindo sua cauda. São animais com uma expectativa de vida curta, podendo viver em média entre 2 e 3 anos. 

São animais muito dóceis, inteligentes, rápidos e hiperativos, por isso, lidar com eles pode ser um pouco difícil, afinal, por serem muito ágeis, eles fogem rapidamente. No entanto, quando socializados, se acostumam com seus tutores.

Os camundongos são ratos originários da Europa e Ásia, mas atualmente podem ser encontrados em todo o mundo. Se dão muito bem com pessoas e outros animais. Apesar disso, podem ser um pouco territoriais, mas isso varia muito de um indivíduo para o outro. Para entender isso um pouco melhor, conversamos com o biólogo Claudio Soares, da Educação Corporativa da Cobasi.

“Os camundongos machos são mais territoriais, porém é possível cria-los na mesma gaiola, seja em dupla ou mais indivíduos. O importante é que a gaiola seja espaçosa e que tenha bastante tocas e abrigos para que cada um possa ter o seu espaço (território)”, explica o expecialista.

No geral, as fêmeas são mais sociáveis entre si, mas vale observar cada indivíduo. Alguns são mais territoriais do que outros e o cenário também faz toda a diferença. Além da gaiola para camundongo espaçosa e repleta de abrigos, nosso biólogo Claudio Soares recomenda avaliar se eles cresceram juntos, mudanças com a introdução de novos indivíduos em grupos já formados ou se há algum movimento e indícios de conflitos.

Quando o assunto é misturar machos e fêmeas, o problema é outro: eles se reproduzem com muita facilidade. Por isso, é importante não deixar machos e fêmeas juntos na gaiola.

Os camundongos machos e fêmeas podem ser identificados a partir da análise da distância entre os orifícios, ânus e vulva. As fêmeas possuem os orifícios mais próximos, já nos machos, pode ser observado os testículos. 

sexagem do camundongo

Saúde e cuidados com o camundongo

Os camundongos são animais muito fáceis de cuidar, o que os torna ótimos animais de estimação. No entanto, é preciso conhecer alguns cuidados fundamentais para garantir seu bem estar

Alimentação do camundongo

Famosos por serem gulosos, é preciso ter cuidado na hora de escolher a alimentação adequada para estes pets. A ração própria para roedores é a melhor opção, ela é elaborada  a base de nutrientes e minerais adequados para estes animais. 

As frutas e legumes podem ser oferecidos como petiscos, mas com cuidado. Além disso, apesar de muita gente associar o queijo aos ratos, jamais ofereça queijos para seu pet!

Higiene desse roedor

É muito comum ver os ratos serem associados à sujeira, no entanto, isso não passa de uma generalização. Os camundongos, são animais muito higiênicos e tem o hábito de se limpar como os gatos. 

Gaiola para camundongo

Se você quer ter um camundongo de estimação, saiba que a gaiola será a casa dele. Por isso, é fundamental garantir que ele receba o maior conforto possível para viver dentro dela. 

Desta forma, garanta que o tamanho da gaiola seja adequada ao pet. Quanto mais camundongos você tiver, maior a gaiola deve ser.

Não esqueça de equipar a gaiola com comedouro, bebedouro e brinquedos. Os ratos são famosos por gostar das rodinhas, então, não deixe de colocar uma delas na gaiola. 

A higiene da gaiola também é fundamental para garantir qualidade de vida ao pet. Por isso, é importante usar um bom substrato no fundo da gaiola, para absorver os dejetos do pet, permitindo que o local esteja sempre limpo e sem odores.

Tipos de camundongo

Existem dois tipos de camundongo: o Topolino e o Hairless. Conheça um pouco mais sobre cada um deles:

Topolino

topolino

O camundongo topolino é o menor da espécie Mus musculus.
Ele é muito delicado, pode pesar entre 10 e 21 gramas, possui cerca de 10 cm de comprimento junto com a cauda. 

Este pet pode ser encontrado em duas cores, sendo elas mesclado de branco e preto. No caso do Topolino, é importante garantir que a gaiola possua a menor distância entre as grades para evitar fugas. 

Hairless

camundongo hairless

O Hairless é mais comum, contudo possui uma mutação genética que os faz não possuir pelos. Desta forma, pode ser conhecido como camundongo pelado

Esta variedade tem os mesmos comportamentos do camundongo comum, mas precisa de alguns cuidados devido a ausência de pelagem. Neste caso, é importante cuidar da temperatura e incidência de luz. Os abrigos são ainda mais importantes para o Hairless.

Camundongo transmite doenças?

É muito comum ver pessoas associando os camundongos aos ratos que transmitem doenças. No entanto, os ratos domésticos são criados em cativeiro e em ambiente controlado e livre de doenças.

Ou seja, não existe risco, especialmente por ser um animal doméstico e que vive apenas dentro da sua gaiola. É importante ressaltar que um rato que transmite doenças vive em um ambiente inadequado, desta forma, ele fica mais suscetível a ser um transmissor. 

A Cobasi é especialista em Pets e preparou uma série de posts sobre Roedores. Conheça animais como o Hamster Sírio , o Hamster Anão Russo e muito mais.

Veja mais conteúdos sobre roedores: