Comigo-ninguém-pode: entenda os cuidados com a planta

Compartilhar:


comigo-ninguém-pode

Ela é uma das queridinhas dos brasileiros e também uma das mais temidas. Se a sua família sempre gostou de cultivar plantas em casa, certamente você conhece essa espécie de beleza exótica e com fama de venenosa. Um clássico aqui no Brasil: o comigo-ninguém-pode. 

O nome “Comigo-ninguém-pode” é uma referência à sua toxicidade e, provavelmente, quando se pensa em planta venenosa, essa é a mais lembrada.

Mas, calma! Com alguns cuidados, é possível ter essa linda espécie em casa e ainda se sentir protegido, já que ela também é popularmente conhecida por afastar o “mau olhado” e os “maus espíritos”.

Ela não quer guerra com ninguém

Não é pra menos que essa espécie continua sendo tão querida. Suas folhas são lustrosas, possuem uma linda variação de tons de verde e amarelo, podem ser cultivadas em vasos ou direto no jardim, além de serem muito duradouras. Seus caules grossos lembram os de cana e, em casa, podem chegar a 1,50m de altura.

De fácil cultivo, ela precisa de pouca luz e pode se adaptar bem em quase todos os cantos da casa. Só não deixe sua planta muito exposta ao sol, para que as folhas não fiquem queimadas.

Se você está começando a se aventurar nesse mundo da jardinagem e ainda esquece de regar as plantas vez ou outra, acabou de encontrar a espécie ideal. Porque ela é muito resistente e, mesmo que haja um intervalo maior entre as regas, é possível recuperá-la. Só não pode abusar!

Quando regar sua planta comigo-ninguém-pode

Para saber o tempo de rega da sua Comigo-ninguém-pode, é preciso observar quanto a terra irá secar e, aí sim, regar novamente. Isso porque, essa planta gosta de umidade alta, mas não de ficar encharcada. E esse tempo também vai variar de acordo com cada estação.

Vale lembrar que ela é inimiga do frio, vive melhor em ambientes entre 20º a 30º e não reage bem a temperaturas abaixo dos 10º.

Comigo ninguém pode é mesmo venenosa?

Sim. Ela é considerada uma planta venenosa para humanos e também para os animais. Um estudo recente da USP comprovou que essa é uma das espécies que mais intoxicam pets no Brasil.

Suas folhas, caules e raízes possuem uma substância chamada cristais de oxalato de cálcio que, quando ingerida, perfura as mucosas e causaa muito ardor e irritação na boca e garganta. Uma reação alérgica mais severa pode gerar um edema da glote, dificultando a respiração e levando em raríssimos casos à morte.

Dicas de prevenção

Agora que você já conhece mais sobre a Comigo-ninguém-pode, anote essas dicas:

1.    Como prevenção, o ideal é colocar a Comigo-ninguém-pode em um suporte alto, fora do alcance de crianças e animais;

 2.    Na hora de cortar partes da planta, proteja as mãos com luvas para evitar o contato direto com a seiva;

3.    Depois de manusear a planta, higienize bem as mãos com água e sabão.

Quer saber mais sobre plantas? Separamos mais artigos que você pode se interessar:

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário