Diferença entre vaso e cachepô

Compartilhar:


Vaso e cachepô em decoração
Saiba quando usar o vaso e o cachepo nas suas plantas

Está iniciando o seu jardim e ainda não sabe qual é a diferença entre vaso e cachepô? Está tudo bem, vamos te mostrar que eles são bem diferentes e que têm funções específicas.

Quer saber mais? Vamos lá!

Diferença entre vaso e cachepô: O que um tem que o outro não tem?

Os vasos de planta possuem furos na sua base

É fundamental entender primeiro a finalidade de cada um desses itens para jardim. O vaso de plantas é um objeto muito conhecido! Ele é aquele recipiente onde plantamos as mudas e replantamos as plantas.

Dessa forma, é comum usarmos no interior de residências, quintais, áreas de serviço e em outros inúmeros lugares. No entanto, existe uma característica específica em todos os vasos de planta: que são os furos na sua base. 

Os furos dos vasos para plantas têm uma missão imprescindível na vida e saúde das plantas. Os furos abaixo do vaso estão lá para que a água em excesso escoe, afinal, manter a raiz das plantas em umidade constante faz com que ela apodreça e, por consequência, a planta morra.

E essa é justamente a principal diferença entre vaso e cachepô!

Isso porque, o cachepô, por sua vez, não tem furos no interior do seu recipiente. A palavra cache-pot é de origem francesa e deu origem para cachepô ou cachepot. Sua tradução literal para o potuguês é pote para vaso ou esconder o vaso e essa é a sua principal função.

Os cachepots servem para recobrir os vasos, visando decorar a sua casa!

Vaso e cachepô são complementares

O cachepô, portanto, tem a função de esconder o vaso. Isto é, após plantar suas mudas em um vaso de plantas tradicional, você pode colocá-lo no interior de um cachepô. Ele substitui os tradicionais pratinhos, impossibilitando que a água escorra pelo ambiente e ainda colabora com a decoração do espaço onde ele está instalado. 

Atualmente, pode-se encontrar cachepôs criados com diferentes materiais, entre eles:

  • Madeira;
  • Cerâmica;
  • Tecido;
  • Vidro;
  • Corda

Além disso, eles podem ter muitos formatos e modelos diferentes, como os pintados, esmaltados, com gravura, pézinhos e entre outros.

Posso plantar em um cachepot?

Escolha cachepots que combine com a sua casa!

Por não ter espaço para que a água escoe, se você decidir plantar em um cachepô precisa seguir algumas recomendações:

  • Vai ser indispensável criar no seu interior um sistema de drenagem da água com pedras. Certifique-se que, no fundo do cachepô tenha espaço para a água ficar reservada, sem manter contato com à terra. Assim, naturalmente será feito no interior do objeto um sistema de drenagem natural.
  • Regue mais vezes em quantidades menores: mesmo se você fizer o procedimento citado acima, ao plantar em um cachepô é necessário que a quantidade de água para rega seja menor e fracionada. Isso possibilita que a planta seja irrigada, porém, as suas raízes não apodrecem com o constante contato da água.

É importante, também, impermeabilizar o cachepot de planta dependendo do material. Um cachepot de cerâmica não estraga em contato com a umidade, mas um cachepot de madeira ou um cachepot de palha podem apodrecer. Por isso, é importante impermeabilizar o recipiente antes de colocar o substrato e a planta.

Se vale a dica final, agora que você já sabe qual a diferença entre vaso e cachepô é: ouse nas combinações. Veja qual vaso e cachepô combina melhor com a sua planta, deixando seu jardim ainda mais perfeito! 

Gostou do conteúdo? Veja outros artigos que você pode gostar!

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário