Esquilo-da-Mongólia: conheça o Gerbil

Compartilhar:


esquilo da mongólia

O Esquilo-da-Mongólia, também chamado de Gerbil ou Gerbo, é um pequeno roedor pertencente à família Muridae, a mesma dos ratos. Originário de regiões desérticas da Mongólia, no entanto, ele não é um esquilo. Sua aparência e seu manejo se parecem muito com o Hamster.

Simpáticos e muito curiosos, estão entre os pequenos roedores domésticos mais interativos e de fácil manuseio. Eles adoram carinho e brincar, mas é necessário ter muito cuidado pois eles são muito frágeis. Nunca segure o Esquilo-da-Mongólia pela cauda, pois existe o risco de fratura.

Quer saber mais sobre este curioso animal? Conversamos com Claudio Soares, biólogo da Educação Corporativa da Cobasi, e trazemos tudo sobre esse fantástico bichinho para você. Confira!

O que é o Esquilo-da-Mongólia?

gerbil-esquilo-da-mongolia-mao

Não é hamster, não é esquilo… o que é o Esquilo-da-Mongólia? O nome científico do Gerbo, ou Gerbil, é Meriones unguiculatus e ele pertence à subfamília Gerbillinae. Ela é composta por mais de 100 espécies e o esquilo Gerbil é apenas um nome popular.

Ele também faz parte da família dos Muridae, que é a maior entre os mamíferos. São eles: camundongos, ratazanas, gerbils, entre outros. Por fim, o nosso amiguinho peludo faz parte da ordem Rodentia, onde os roedores se encontram.

Sua expectativa de vida é entre 3 e 4 anos, se cuidado de forma adequada. Ele não é um pet indicado para crianças pequenas, pois é frágil e pode se machucar facilmente. Além disso, pode morder quando se sente ameaçado. Pequenino, possui 15 centímetros já com o tamanho da cauda.

Um pet dócil com humanos e também com outros Esquilos-da-Mongólia. “Convivem bem em colônias, mas tenha muito cuidado com formações de casais. Eles são extremamente prolíficos”, alerta Claudio Soares, biólogo da Educação Corporativa da Cobasi.

sexagem do esquilo da mongólia

Quer evitar ninhadas indesejadas? Nosso especialista ensina como descobrir se o seu Gerbo é fêmea ou macho: “Pode-se distinguir o macho da fêmea através da distância entre os orifícios ânus e vulva. Na fêmea os orifícios são próximos, enquanto no macho os orifícios são distantes. Também é possível distinguir visualizando os testículos do macho”.

Você pode encontrar esse bichinho nas cores a seguir:

  • Esquilo-da-Mongólia preto
  • Esquilo-da-Mongólia branco
  • Esquilo-da-Mongólia caramelo
  • Esquilo-da-Mongólia dourado

Origem e história

O Esquilo-da-Mongólia é originário do deserto e semideserto da Mongólia e do nordeste da China. Esse pequeno roedor vive em ambientes áridos e isso reflete diretamente na forma de cuidado desse bichinho.

Os cuidados com os pequenos roedores domésticos normalmente estão ligados ao desenvolvimento e à manutenção do seu habitat, ou seja, da sua gaiola. Eles também refletem na alimentação e na hidratação.

Gaiola para Gerbil

gaiola para esquilo-da-mongolia

A gaiola para Esquilo-da-Mongólia é o lar desse pequeno roedor. Ela deve ser espaçosa, pois eles adoram brincar e viver em grupos. Só tenha cuidado para não misturar machos com fêmeas e acabar com ninhadas indesejadas.

Agitados, esses pets precisam de diversão! Por isso, a gaiola deve ser repleta de brinquedos, rodinha para exercício e túneis. Eles também são sociáveis e gostam de interagir com seus tutores. Só tenha cuidado, pois são muito frágeis e se machucam com facilidade. Por isso, não são pets indicados para crianças pequenas.

Além de muita distração, a gaiola do Esquilo-da-Mongólia também é o lugar em que ele descansa e se alimenta. Por isso, deve ter uma caminha confortável, comedouro e bebedouro.

Confira a lista de itens que você precisará para montar a gaiola do seu Gerbil:

Como já mencionamos, esse pet é sensível e precisa de diversos cuidados.

Esquilo-da-Mongólia: doenças

Entre as doenças mais comuns dos Esquilo-da-Mongólia estão: constipação, fungos, infecção nos olhos, crescimento exagerado dos dentes e tumores.

Com exceção dos tumores, todas elas estão ligadas ao manejo inadequado. Para evitar fungos e infecção ocular, é importante nunca dar banho com água ou molhar o seu pet. Além disso, manter a gaiola sempre limpa higienizando os itens e trocando o substrato semanalmente.

Os dentes desse pequeno roedor não param de crescer nunca e, por isso, devem ser desgastados. Oferecer brinquedos é a melhor forma de fazer com que o tamanho seja controlado.

O granulado higiênico é a peça-chave para a limpeza e saúde do seu bichinho. O produto é usado como forração da gaiola e não deixa o rato da Mongólia em contato com as fezes e a urina.

Aliás, esse é um bichinho muito higiênico. Esses pequenos roedores tomam banhos sozinhos com saliva, muito parecido com o banho de gato. Para colaborar com a limpeza desse pequenino, basta trocar o substrato da gaiola sempre que necessário e fazer a higienização completa uma vez por semana.

Nunca use produtos de limpeza, pois podem fazer mal ao seu ratinho. Prefira sabão de coco e água. Seque bem antes de colocar seu Gerbil de volta, pois a umidade pode causar diversas doenças na pele do seu Esquilo-da-Mongólia.

O que o Esquilo-da-Mongólia come?

esquilo-da-mongolia

Como mencionamos, esses pequenos roedores são originários de regiões desérticas e, por isso, estão acostumados com a escassez de água e também de comida. Porém, isso não quer dizer que não devam ser cuidados!

Troque a água diariamente e higienize o bebedouro. O potinho de comida também deve ser limpo todos os dias e a ração para roedores é reposta na quantidade indicada por seu médico veterinário. Seu Esquilo-da-Mongólia pode comer maçã sem semente, alguns vegetais e frutas. Sempre com a orientação de um veterinário!

Esquilo-da-Mongólia: preço

O preço do Esquilo-da-Mongólia pode variar entre R$20 e R$40. Só adquira o seu pet com criadores e vendedores autorizados. Essa é a única forma de garantir que ele está saudável.

Gostou do conteúdo? Fique por dentro de mais posts sobre roedores domésticos:

Franciclaudio Soares Silva

| Atualizada em

Colaboração de Franciclaudio Soares Silva

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

8 Comentários

  1. Aparecido disse:

    Tem algum pra vender?

  2. Nina D’Aguiar disse:

    Boa tarde, possui algum a venda ?

  3. eduardo disse:

    em qual loja da cobasi encontro para comprar?

  4. Nayane Queiroz Marrocos de Aragão disse:

    Olá. Estou precisando de ajuda.

    Um dos nossos esquilos está com problema no ouvido. Uma membrana escura… Será que o ouvido “estourou”?

    Alguém pode me ajudar?

Deixe o seu comentário