Feridas em cachorro: saiba como identificar e tratar

Compartilhar:


Feridas em cachorro

Para quem é tutor de pet, a atenção pelos mínimos detalhes é importante. No caso de cães, comportamentos estranhos podem indicar que há algum problema. Uma delas pode ser feridas em cachorro.

Se o seu amigo está sofrendo com essa questão, então vem com a gente. Além de saber como identificar as feridas em cachorro, conheça a melhor forma de resolver esse problema.

Tipos de feridas na pele do cachorro

Primeiramente, as feridas em cachorro podem ser causadas por diferentes motivos. Dermatites, doenças de pele ou mesmo alergia a algo podem ser responsáveis por esse problema.

Por esse motivo, observe o tipo de ferida que seu pet possui para identificar a causa. No entanto, saiba que somente um médico veterinário poderá dar um diagnóstico correto sobre as feridas.

Feridas na pele do cachorro com pus

O pus é uma secreção, resultado de algum processo de infecção. Ou seja, se o seu cachorro está com feridas e elas são acompanhadas desse líquido, fique atento. Alguma infecção pode estar sendo responsável pelos ferimentos no corpo do pet.

Parasitas como carrapatos e pulgas podem ser os causadores dessas feridas. Dermatites também são responsáveis por esse tipo de ferida. 

Lembre-se de que as feridas podem evoluir para um quadro mais grave pelo calor ou umidade. Por isso, procure o mais rápido possível a ajuda de um profissional.

Feridas no corpo do cachorro

Diversas feridas pelo corpo do cãozinho também são preocupantes. Além disso, se o tutor perceber que os machucados estão se espalhando, é preciso redobrar a atenção.

Normalmente, essas feridas são causadas por alergias a algum produto. Roupinha para cachorro é outra preocupação. Isso mesmo, aquela peça que você coloca no seu amigo pode estar o incomodando. Produtos de limpeza também podem ser responsáveis por causar alergias em pets.

Então, repare se o seu pet está se coçando muito. Ademais, veja se as feridas não param de aparecer. Observe também ao redor o que pode estar causando as feridas no corpo do cachorro.

Cachorro com feridas e queda de pelo

Feridas em cachorro

Buracos na pelagem do cachorro, acompanhados de feridas, podem ser preocupantes. Além de o pet perder o seu pelo brilhoso, os machucados podem incomodar ele.

Nesse caso, a sarna pode estar afetando o seu amigo. Como ela causa uma coceira forte no animal, o cão acaba afetando ainda mais o local com mordidas e lambidas constantes.

Dessa forma, observe bem o local que seu bichinho frequenta. Lembre-se de que a sarna é causada por ácaros. Por isso, seu amigo pode ter adquirido esses parasitas de outros animais. Do mesmo modo, lugares abertos são outro risco para seu cão.

Como tratar feridas em cachorro

Primeiramente, é importante sempre procurar ajuda de um médico veterinário. Somente esse profissional irá conseguir dar um diagnóstico preciso e indicar o melhor tratamento.

Segundo, não espere as feridas passarem para um quadro mais grave. Além disso, sempre faça uma checagem da pele do animal. Isso pode ser feito durante o banho do cachorro e escovação do pelo. Até mesmo os momentos de interação com o pet servem para dar aquela checada em possíveis feridas.

Siga corretamente as orientações do médico veterinário para cuidar bem do seu cachorro.

Caso o pet esteja se coçando muito, utilize um colar Elizabetano. Assim, fica mais difícil do animal lamber ou coçar a região afetada. Pomadas também podem ser uma boa opção para aliviar a coceira do seu amigo. 

Também não se esqueça de oferecer ao animal de estimação uma boa alimentação. Ração e água fresca são, acima de tudo, muito necessárias. Com isso, seu cachorro terá o fortalecimento da imunidade.

Por fim, limpe bem o espaço em que o pet dorme e fica durante o dia. Observe se não há insetos no lugar. Também fique atento a outros cachorros que têm alguma doença e evite o contato com o seu pet. Dessa forma, você evita que seu amigo tenha algum problema.

Viu como as feridas em cachorro podem ser causadas por diferentes motivos? Por isso, sempre esteja atento à saúde do seu animal.

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário