Flor de cerejeira: características e curiosidades

Compartilhar:


Flor de cerejeira: características e curiosidades

Símbolo de feminilidade, efemeridade e renovação, a flor de cerejeira, também conhecida como Sakura, tem origens asiáticas e é considerada uma das flores mais lindas do mundo. Já documentadas em mais de trezentas variações, as cerejeiras desabrocham por um período muito curto, e, ainda assim, não deixam de ser um grande espetáculo.

A sakura cerejeira carrega uma linda mensagem com ela, na qual acredita-se que, assim como a flor, a vida dos humanos é curta, então deve ser aproveitada ao máximo. E para os japoneses, ela tem ainda mais significado, além de lendas envolvendo a sua origem. Ficou com curiosidade? Vamos explicar tudo!

Quais são as principais características da flor?

Existem três tipos de espécies de cerejeiras: as que oferecem com frutos não comestíveis, as que oferecem frutos comestíveis (cereja), e as que não oferecem fruto nenhum. Porém, todas têm em comum o fato de que, quando floridas, são verdadeiramente lindas.

A cerejeira, no geral, é uma árvore de médio porte e floração decorativa. Seu tronco é cilíndrico, delgado, simples e curto, com de cor marrom-acinzentada e rugosa. A árvore apresenta uma altura de, em média, 4 a 10 metros. 

A flor da cerejeira é considerada uma das flores mais bonitas, tanto pela delicadeza e espessura das suas pétalas, quanto pelo seu formato. Justamente por causa de sua beleza marcante, é comumente utilizada no paisagismo. 

A árvore floresce no fim do inverno e primavera, e as flores desabrocham unidas em grupos de duas a cinco no mesmo galho. Elas não têm perfume e podem ser simples ou dobradas, de diversas tonalidades de rosa ou da cor branca. 

Sobre a história da flor de cerejeira

No Japão, o início da floração das cerejeiras marca o fim do inverno e a chegada da primavera. Para os japoneses, essa época é tão importante que tem até um feriado dedicado a ela, e eles aguardam esse dia com muita ansiedade. Sendo assim, todos os anos, milhares de japoneses se reúnem em parques públicos para contemplar as diversas cerejeiras que deixam o local deslumbrante. Esse evento é mundialmente conhecido como Hanami.

Além disso, a flor de cerejeira é tão popular no país que já está fortemente enraizada na cultura. Por isso, a sakura cerejeira está sempre presente nas diversas expressões artísticas do Japão, como origamis, animes, etc.

A sakura cerejeira nas tradições japonesas

Flor de cerejeira: características e curiosidades

Segundo a lenda japonesa, a princesa Konohana Sakuya teria se transformado em uma belíssima flor de cerejeira, após ter caído do céu perto do monte Fuji. Além disso, a floração da cerejeira antecede a colheita de arroz, sendo assim, os japoneses acreditam que quando a sakura cerejeira floresce em grande quantidade, significa que o arroz será colhido em abundância também.

A cerejeira japonesa também é muito associada aos samurais, que foram grandes apreciadores da flor. Sendo assim, uma das lendas diz que a cerejeira teria inspirado neles a coragem para viver o hoje, sem medo do amanhã. Trazendo, também, a consciência de que a vida é transitória e passageira.

Essa, inclusive, é uma das maiores mensagens por trás do simbolismo da cerejeira. Como se trata de uma flor que permanece florida por pouco tempo, ela é comumente atrelada à efemeridade, e à ideia de que a vida é curta e que devemos aproveitar com intensidade cada momento dela, sempre vivendo plenamente o presente – sem se importar tanto com o passado ou futuro.

Como cultivar a flor de cerejeira?

Essa árvore pode ser plantada em qualquer estação do ano, mas ela demora, aproximadamente, de dez a vinte anos para atingir a fase adulta. 

É uma planta que necessita exposição ao sol para se desenvolver bem. Caso você a mantenha em locais de muita sombra, ela certamente irá apresentar galhos finos e bastante frágeis, além de que as flores dificilmente serão bonitas. E caso a sua sakura seja capaz de dar frutos, é importante saber que o sabor das cerejas também depende do sol. Quanto mais luz, mais saborosos serão os frutos! 

A rega pode ser feita em abundância apenas no verão ou em dias muito quentes, quando o solo estiver muito seco. E é importante a adição de matéria orgânica para fertilizar o solo, principalmente ao transportar mudas.

Gostou deste conteúdo? Saiba mais aqui:

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário