Fungos em gatos: como identificar e tratar

Compartilhar:


fungos em gatos

Em um primeiro momento, pode parecer estranho ouvir sobre a possibilidade de fungos em gatos. No entanto, o problema é algo muito recorrente na vida dos nossos felinos, e justamente por isso é de extrema importância saber mais sobre e as doenças causadas pelos mesmos.

Por viverem constantemente em contato com o solo, que possui uma grande variedade de fungos, os gatos estão mais expostos à contaminação. E esta, por sua vez, pode ocorrer por contato direto ou até mesmo por objetos contaminados.

Então, vamos conhecer algumas doenças que podem acometer os gatos e saber como preveni-las? Siga conosco!

Fungos em gatos do tipo dermatite

Também conhecida por micose, é uma doença muito contagiosa, que se caracteriza pelo surgimento de fungos na pele do animal. Além disso, os humanos também estão expostos a ela. Ainda assim, há alguns gatinhos que são assintomáticos à doença, ou seja, quando contaminados, não apresentam sintomas. Porém, a transmissão para outros animais ainda é possível.

Geralmente, os animais contaminados, além da infecção fúngica, apresentam perda de pelo em diversas partes de seu corpo. A boa notícia é que essa doença tem cura. Portanto, é imprescindível ter atenção, e caso seu bichinho demonstre algum dos sintomas, é necessário levá-lo a uma clínica veterinária imediatamente.

fungos em gatos

Fungos em gatos do tipo Esporotricose

Outro tipo de micose é a esporotricose, causada pelo fungo Sporothrix schenckii. Essa tem sido a doença de fungos em gatos mais comum recentemente. Os sintomas mais comuns são as feridas cutâneas, com, usualmente, expelimento de pus, e não cicatrização. A evolução da doença é rápida, por isso é preciso encaminhar o animal aos cuidados médicos o mais breve possível.

Os gatos podem transmitir essa doença aos humanos por meio de mordidas, arranhões e contato direto com a ferida. Além disso, podem também contaminar, se for o caso, animais que compartilham o mesmo lar.

Detalhes importantes sobre fungos em gatos

Infelizmente, os fungos são resistentes ao calor e podem permanecer por longos períodos nos locais, ficando no ambiente por mais de 18 meses. Isso significa que, além de cuidar do animal, é necessário fazer a descontaminação do local em questão. 

De um modo geral, os gatinhos mais atingidos são os que não têm um sistema imunológico competente. Por conta disso, é de suma importância cuidar do seu felino com visitas frequentes ao veterinário e exames de rotina. 

Geralmente, os fungos em gatos aparecem quando há nutrição deficiente, imunidade baixa, presença de parasitas, estresse ou ambiente desfavorável à saúde do gatinho.

Nunca abandone seu animalzinho em estado crítico!

É importante ressaltar que, mesmo o bichinho apresentando risco ao tutor, jamais o abandone sem cuidados. Embora possamos reconhecer facilmente os sintomas de fungos em gatos, apenas o veterinário promoverá os melhores cuidados para a ocasião. O profissional também poderá indicar as melhores formas de prevenção para evitar a contaminação do tutor.

Caso você note qualquer sintoma incomum, não hesite em procurar um profissional. Dessa forma, a recuperação do seu animal será muito mais eficaz.

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário