Tudo sobre gato: 10 dicas de saúde para seu pet

26 de junho de 2020

Gatos
gatinho em um fundo azul

Os felinos domésticos são animais independentes, mas exigem cuidados para manter a saúde e o bem-estar. Para ajudar você a criar seu pet da melhor forma possível, preparamos este artigo com tudo sobre gato.

Continue a leitura e conheça as 10 dicas mais importantes para a saúde e o bem-estar do seu gato. Imperdível!

1. Tudo sobre gatos filhotes

Quem vai adotar o pet nos primeiros meses de vida, precisa saber tudo sobre gatos filhotes. Os cuidados com gatos filhotes são um pouco diferentes do que o trato com adultos. Frágeis, eles precisam se alimentar a cada 4 horas para evitar crises hipoglicêmicas.

Os bebês gastam mais energia e, por isso, devem repor as calorias com maior frequência. Nunca ofereça leite de vaca, alimentos humanos e nem ração de gatos adultos. Prefira sempre ração para filhotes ou ração para desmame, caso o gatinho tenha menos de 2 meses de vida.

Esses pequeninos precisam de alimentação especial, mas no restante são muito parecidos com os adultos. Mesmo filhotes, os gatos procuram a caixa de areia instintivamente. Escolha um modelo com as laterais mais baixas para não dificultar o acesso do gatinho. Para completar, compre brinquedos, arranhador e uma caminha bem confortável.

Aqui tratamos quase tudo sobre gato filhote, mas faltou algo muito importante! Procure um médico veterinário para realizar a vacinação e indicar os vermífugos e antipulgas ideais.

O bem-estar e a saúde estão diretamente ligados. Cuide do ambiente para manter seu filhote relaxado, saudável e feliz.

2. Consulte um médico veterinário para saber tudo sobre gato

gripe em gatos existe e deve ser tratada

Os gatos devem fazer visitas ao médico veterinário pelo menos uma vez ao ano. Além de avaliar a saúde do animal, o profissional poderá aplicar as vacinas anuais e manter seu pet imunizado contra doenças importantes.

 A vacina chamada V3, V4 ou V5 protege seu gatinho contra panleucopenia, calicivirose, rinotraqueíte e outras doenças graves. A Antirrábica evita que seu pet contraia a Raiva, uma zoonose que pode levar à óbito. Essas duas aplicações são fundamentais para cuidados com gatos que têm acesso à rua ou aqueles que ficam apenas dentro de casa. Vacinar seu gato é uma importante forma de cuidado e carinho.

Fazer o acompanhamento veterinário é a melhor forma de saber tudo sobre gato, já que o profissional é especialista nisso e está sempre atualizado.

3. Aplique antiparasitas também em animais que ficam apenas em casa

Mesmo animais que não saem de casa, devem ser vermifugados periodicamente. Outro medicamento que não pode ser esquecido é o remédio antipulgas, que mantêm seu pet livre de coceira e diversas doenças. Converse com seu médico veterinário para definir qual a frequência ideal para uso deles.

Para não esquecer e deixar seu gato exposto, faça uma Assinatura Cobasi e receba seus medicamentos sem sair de casa na periodicidade que você escolher.

4. O gato pode tomar leite?

Entre as informações mais importantes e que causam mais dúvidas de quem quer saber tudo sobre gato, está o famoso leite! A alimentação dos gatos deve ser feita com ração seca, sachês e latas de alimentos úmidos. Nunca ofereça leite ou outros alimentos humanos para seu gatinho.

O leite de vaca, aquele mais comum, possui lactose, uma molécula que não é digerida pelos gatos, causando dores, desconfortos, vômito e diarreia. Os gatos devem tomar apenas leite quando são filhotes e da própria mãe.

A ração úmida colabora para a hidratação dos animais. Doenças renais ou no trato urinário são comuns em gatos e parte importante da prevenção é feita com o consumo adequado de água. As rações úmidas adicionam líquido na dieta dos gatos. Por isso, estabeleça uma rotina alimentar que inclua esses alimentos.

Não sabe qual ração dar para seu gato? Escolha um alimento de boa qualidade e adequado ao perfil do seu pet. Você encontra alimentos para filhotes, idosos, animais castrados, além de rações medicamentosas.

5. Substitua bebedouros por fontes

Se você quer saber como cuidar de gatos, precisa conhecer a fonte. A hidratação é fundamental para manter seu gato sempre saudável. A melhor forma de estimular o consumo de água é usando um artifício para atrair o gatinho. A fonte de água é uma excelente alternativa para gatos que não gostam de potinhos convencionais.

Mais uma vez, os instintos se sobressaem. A água em movimento atrai a atenção e estimula a hidratação dos pets. Isso tudo colabora para evitar doenças renais e no trato urinário.

6. Tudo sobre gato: bem-estar físico e mental

Os cuidados com gatos vão além de idas ao veterinário e a correta administração de medicamentos. A gatificação é o enriquecimento ambiental que torna a rotina do seu pet mais saudável e agradável. Tudo isso colabora para a saúde e o bem-estar físico e mental do seu gato.

Uma das principais ações da gatificação é a verticalização do ambiente, ou seja, o uso de elementos que criam uma série de oportunidades para seu gato escalar, descansar e se divertir nas alturas. As torres, os arranhadores verticais e até prateleiras ajudam a criar um espaço para seu gatinho ter mais saúde e bem-estar.

Saiba tudo sobre gatificação.

7. Tudo sobre gato: higiene e comportamento

Dizem que gatos são animais limpos e basta conviver alguns dias com um para confirmar isso. Entre os principais cuidados com os gatos, está a rotina de higiene. A limpeza da caixa de areia também é muito importante para a saúde do gato, pois colabora com o hábito do animal fazer as necessidades no lugar certo, evitando sujeira pela casa e a constipação.

A caixa de areia deve ser do tamanho adequado para seu gato e ser mantida sempre limpa. Remova fezes e urina e lave a caixinha a cada dois dias.

O banho é outro elemento que está na rotina de cuidados com gatos. O famoso “banho de gato” os mantêm limpos e com a pelagem bonita. Você pode ajudar escovando o pet a cada dois dias. A pelagem fica hidratada, bonita e você ainda evita as bolas de pelos. Os gatos ainda podem tomar banho em pet shops ou em casa. O aconselhável é acostumar seu pet desde filhote.

8. Gatos também podem ser adestrados

Os gatos também podem ser adestrados. Eles respondem muito bem ao adestramento positivo que associa ações corretas à recompensas. Seu gato usou o arranhador? Carinho e petiscos. Fez as necessidades na caixinha de areia? Carinho e petiscos.

Além disso, o uso de feromônios ajuda a acalmar os animais. Esses produtos evitam marcação urinária, móveis arranhados, brigas e outros comportamentos indesejados.

Outro grande aliado do adestramento para gatos é o catnip ou erva para gatos. Esse curioso produto é da família da hortelã e possui substâncias aromáticas que ajudam a acalmar e melhorar o comportamento dos peludos. Muitos brinquedos possuem catnip para estimular seu uso.

Dicas para adestramento de gatos

9. Tudo sobre gatos: sempre instale tela nas janelas

Gatos que saem na rua são expostos a diversas doenças, maus-tratos, risco de atropelamento e brigas com outros animais. O ideal é não permitir que seu gatinho saia na rua e para isso, as telas de proteção são fundamentais.

Para quem mora em apartamentos, telar as janelas é ainda mais importante. Apesar de habilidosos, os gatos podem facilmente cair por uma janela ou varanda sem tela. Até mesmo janelas basculantes, como de banheiros, devem ser teladas. Os gatos são curiosos por isso, cuidado nunca é demais para manter a integridade física do seu bichinho.

10. Tenha mais de um gato

Gostou das dicas de cuidados com gatos? Que tal investir mais no bem-estar do seu pet e ter mais um gato? Apesar de independentes, eles adoram companhia. Ter dois ou mais gatinhos é ideal para quem passa muito tempo fora de casa.

Se você está pensando na ideia, você precisa preparar a casa. A mudança mais importante é no banheiro higiênico. Tenha sempre uma caixa de areia a mais que o número de gatos da casa. Se você tem dois gatos, tenha três caixas de areia.

A adaptação do novo gatinho também deve receber cuidados especiais. Os animais devem se conhecer aos poucos e todo o processo pode levar semanas. Primeiro ofereça itens com cheiro de um gato para o outro. Depois faça a apresentação visual, limitando o contato físico. Por último, permita que os animais fiquem no mesmo ambiente, mas com supervisão. Aproveite o que aprendeu com a dica de adestramento e use feromônio e catnip para relaxar os gatinhos.

Agora que você já sabe tudo sobre gato, confira os artigos que separamos para você: