Furão: tudo o que você precisa para adotar um ferret

Compartilhar:


Furão em fundo branco

O furão, ou ferret, é um pequeno mamífero da família dos Mustelídeos. Bastante comum como animal de estimação em países como os Estados Unidos, ele tem se tornado cada vez mais popular no Brasil.

Com isso, também surgem também muitas dúvidas sobre o que é necessário para ter um furão doméstico. Por isso, preparamos este texto completo com tudo o que você precisa saber antes de adotar esse pet exótico.

Tem furão no Brasil?

Não existe furão brasileiro, contudo, embora ele não seja um animal natural deste país, é feita a importação de alguns animais da espécie, então eles podem ser encontrados à venda por aqui.

Este pet é considerado exótico, ou seja, não é da nossa fauna. Ele vem dos Estados Unidos! De lá, o furão de estimação chega já com um chip de identificação e precisa estar castrado e saudável. Dessa forma, quem quer adotar um deles precisa procurar um criador autorizado.

É possível ter um furão no Brasil?

furão doméstico de lado

Sim! No entanto, por serem animais exóticos, é necessário ter uma autorização do Ibama para comercialização dos furões, e então eles podem se tornar parte da sua família. O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis exige que os ferrets estejam castrados, microchipados e que o tutor assine um termo de responsabilidade pelo animal, como falamos acima.

Todos esses protocolos são importantes para garantir que a fauna brasileira não seja prejudicada com a introdução de espécies exóticas, bem como para diminuir o tráfico de animais e os consequentes maus-tratos.

Mas afinal, quanto custa um furão?

Todos os cuidados citados impactam no preço do furão, que pode chegar aos R$1.500.

Contudo, é importante ter atenção! Antes de formalizar a compra, exija a documentação do Ibama e, caso o criador não a possua, denuncie! Comprar um furão legalizado no Brasil é possível e ajuda a acabar com o tráfico de animais.

Tudo sobre furões: 5 dicas e curiosidades sobre o pet!

Agora que você sabe que pode ter um furão doméstico e o preço do bichinho, está na hora de conhecer curiosidades e dicas de como cuidar do pet. Assim, você assegura seu bem-estar em todos os momentos. Confira!

1. Personalidade do furão: pet agitado e divertido

O animal furão é diversão certa para a família! A sua personalidade é extrovertida e curiosa, transformando-o em um pet muito sociável e interativo. No entanto, esse comportamento também significa que ele precisa de muitos cuidados e atenção do tutor.

Ao contrário do que pode parecer por conta da sua natureza exótica, o ferret adora carinho e companhia. Sem contar que tem uma paixão única por brinquedos e qualquer objeto que vá entretê-lo.

Este é um animal de estimação que tem uma criação bem diferente – um pouco de pequeno roedor, que vive em uma gaiola, e um pouco de cachorro, que precisa correr pela casa. O tutor de furões domésticos precisa de um viveiro grande para o animal ficar quando estiver sozinho, mas também deve realizar solturas algumas vezes ao dia, com supervisão.

A hiperatividade e a curiosidade do bichinho, que também é chamado de lontra doméstica, devem receber atenção especial. Apesar da necessidade de atividades durante o dia, o furão vai colocar o que vir pela frente na boca, roer os fios e entrar em cantinhos minúsculos. Portanto, quem optar por comprar um furão precisará retirar todos os objetos perigosos da casa e preparar o ambiente para que o pet não entre em buracos e se esconda.

Quando o assunto é criança, a indicação é dar prioridade para outros animais, visto que o furão se assusta com movimentos bruscos, típicos dos pequenos. Esses pets podem morder caso se sintam acuados ou assustados, e acabam oferendo riscos para os pequenos humanos.

2. O que o bicho furão come: alimentação ideal para pets domésticos

Em relação à dieta, o furão é carnívoro e caçador nato, porém, como mascote, precisa ter uma alimentação de alta qualidade que garanta as proteínas e os nutrientes essenciais para o seu desenvolvimento. Na Cobasi você encontra rações especiais para o furão, que atendem às necessidades básicas do pet.

Não é recomendado oferecer nenhum outro alimento para o seu ferret, pois estes são seres delicados, que podem adoecer facilmente.

3. Atenção à saúde

E por falar em saúde, os furões têm várias particularidades, algumas delas criadas pelo próprio ser humano.

Os furões selvagens não são dóceis e amigáveis. Para desenvolver esse comportamento mais sociável, eles passaram por um processo de seleção natural, que nada mais é do que o cruzamento da espécie com indivíduos de comportamento e características consideradas positivas.

Devido a essas modificações genéticas, o pet acabou ficando mais suscetível a desenvolver doenças genéticas, como câncer, diabetes, deficiências na glândula adrenal ou problemas endócrinos e metabólicos. Tanto é que os maiores responsáveis por sua morte são os problemas hereditários.

Sendo assim, por serem animais com uma saúde um pouco frágil, eles precisam de acompanhamento com médico-veterinário especializado. Sua expectativa de vida é entre seis e 10 anos, e o ideal é realizar consultas frequentes com um profissional especialista em animais exóticos para saber se está tudo bem com o pet.

4. Cuidados com a higiene

Cuidar da higiene também é muito importante para a saúde do animalzinho, pois ele é bastante exigente com a limpeza. Como os furões são delicados quando comparados aos cães ou aos gatos, a má higienização do seu habitat pode acabar gerando bactérias e parasitas. Sendo assim, se programe para manter a gaiola do furão higienizada, principalmente o substrato higiênico.

Além disso, eles são animais que adoram estar em contato com a água, portanto os banhos também são muito bem-vindos! Porém, lembre sempre de consultar o veterinário sobre quais produtos são os mais indicados para o banho e os cuidados com a higiene do pet.

Os ferrets são pets extremamente curiosos e ativos. Um filhote de furão adora brincar e explorar o ambiente, e essas características seguem por toda a vida do animal, por isso é fundamental que ele fique solto apenas com supervisão, independentemente da sua idade.

No mais, nos momentos em que o animal estiver sozinho, o ideal é que o tutor o coloque em uma gaiola confortável que garante seu bem-estar e qualidade de vida. Então procure estruturas grandes, para que ele se movimente e curta seu lar.

Por conta dessa demanda, existem gaiolas indicadas especialmente para o furão, e elas costumam ser maiores e interativas, com tubos, cama, brinquedos e redes para o bichinho dormir.

5. Exercícios físicos são indispensáveis

Quem quiser ter um furão em casa precisa saber que ele é um pet muito agitado!

Apesar de muito confortáveis, as gaiolas não devem ser usadas o tempo todo. O ferret precisa passear pela casa, explorar o ambiente e se divertir, para não ficar estressado e adoecer. O nível de atividade física é ponto crucial na sua vida, e se ele não se exercitar o suficiente, pode acabar adoecendo.

Saiba que o ferret é um pet que exige bastante do seu tutor. Por isso, antes de adquirir um furão, pesquise sobre a espécie, a rotina e todos os seus cuidados. Tenha posse responsável!

Se quiser aproveitar ainda mais a companhia do seu bichinho, uma dica é investir em uma coleira específica para furões, ótima para passear com o animal ao ar livre – e acredite se quiser, eles adoram! O ambiente externo é um mundo à parte para eles e instiga a sua curiosidade de conhecer lugares novos e objetos diferentes.

Quais os tipos de furão?

As principais características que diferenciam esse animal são o tamanho, o tipo de pelagem e a sua cor. O tipo mais comum é o chamado Europeu Clássico, que apresenta silhueta esguia, o pelo curto e é encontrado nas cores preto, champanhe, zibelina, que é um tipo de castanho escuro. Há também o furão branco, que acaba sendo mais raro.

No mais, ainda existem outras espécies de furão. A chamada Feret Whippet é a menor de todas, e o Ferret Bull tem o peito cheio e as pernas menores.

Um dos atributos físicos que chama a atenção nos furões é a mancha na região do rosto que, na maioria das vezes, segue formato de V ou T. Olhando de perto, parece até que o bichinho possui uma máscara nos olhos, uma aparência única e que garante ainda mais charme.

Qual a diferença entre uma lontra e o furão?

As lontras também são da família dos Mustelídeos, têm o corpo alongado e esbanjam fofura. Mas mesmo que elas tenham algumas características semelhantes ao furão, a primeira diferença é o tamanho. O ferret é muito menor que a lontra e é domesticado, enquanto sua prima tem a vida selvagem ativa.

Além disso, os furões também possuem uma pelagem bicolor e de aspecto sedosa, já a lontra tem um pelo mais lanoso, com a cor bem variável, podendo ser de um tom castanho escuro no dorso e um tom mais claro nas partes inferiores.

Agora que você já sabe tudo sobre como é ter um furão em casa, com certeza ficou mais fácil entender se é um bichinho de estimação que você consegue cuidar ou não. E, claro, se estiver com outras dúvidas, deixe nos comentários que podemos te ajudar.

Onde comprar furão no Brasil?

furão doméstico deitado em cadeira

O primeiro passo é procurar um criador registrado e autorizado pelo Ibama. Mas isso não basta. O furão doméstico é um pet muito diferente do que estamos acostumados, e é necessário realizar muita pesquisa para avaliar se você terá tempo e dinheiro para cuidar dele.

Diferentemente do hamster, o ferret precisa ser vacinado com a vacina antirrábica anualmente. E não basta ir em qualquer clínica veterinária. Apenas um médico-veterinário de animais exóticos pode atender esse bichinho da forma adequada.

Além disso, a gaiola para furão deve ser grande e, por isso, ela ocupa um espaço maior dentro de casa. Seu alimento também é diferenciado, bem como os itens que serão utilizados na sua rotina, como comedouro, coleira para passeio e cama.

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

13 Comentários

  1. Naiara disse:

    vocês tem gaiolas para ferrets e furão? do tamanho 75cmx80cmx161cm?
    tem tubos e redes também?

  2. Layne dutra disse:

    Eu quero muito um furão
    Vcs comercializam?

  3. Gui disse:

    Mas na cobasi tem ou nao para venda furao?

  4. Isah disse:

    Oii bom dia
    Onde vende furão?

    • Cobasi disse:

      Olá, como vai? Não comercializamos essa espécie. Para mais informações sobre a comercialização dessa espécie, oriento que procure um criador autorizado. No site da Secretaria e Infraestrutura do Meio Ambiente, é possível ver a lista completa de locais que estão autorizados.
      Até mais!

  5. Mariana maria barros da Silva disse:

    Eu quero um o furão como é que eu faço para adotar um

  6. Eu quero um como faço pra adquirir disse:

    Quero adquirir um

  7. Lucia de Fátima Antônio Cabral disse:

    Quero adquirir um furão

  8. Daviwesleysilvasantos disse:

    Eu quero um

Deixe o seu comentário