Será que os gatos podem comer pipoca?

Por Cobasi

Compartilhar:
Será que os gatos podem comer pipoca?

A resposta para a dúvida sobre se gatos podem comer pipoca é… depende! Para começo de conversa, a pipoca em si não é um alimento que traga benefícios nutricionais para os bichanos, apesar de ser rica em fibras.

Como existem algumas variedades de pipoca, é importante conversarmos sobre cada uma delas para entender em que situações pode dar pipoca para gato e em que outras esse alimento pode fazer mal para o seu pet.

Em que situações gatos podem comer pipoca

Em que situações gatos podem comer pipoca

A pipoca caseira, preparada na panela, recém-estourada e bem quentinha, é praticamente irresistível. Se você estiver comendo e o seu bichano se interessar, você pode até oferecer algumas para ele (bem pouquinho!), desde que o milho esteja totalmente estourado e que você retire aquela casquinha primeiro.

Não exagere na quantidade de óleo para esse preparo, e muito menos no sal. Inclusive, o melhor a fazer é optar por estourar o milho de pipoca com água, se você já estiver com a intenção de oferecer para o seu pet. Deixe para colocar sal apenas na parte que você mesmo for comer.

Se você tiver feito pipoca doce, com açúcar, canela e outros ingredientes, não dê para o pet comer de jeito nenhum, e tome cuidado para que ele não pegue uma sem você ver.

As pipocas de micro-ondas são muito práticas e estão disponíveis em diversos sabores, mas seu processo produtivo torna o consumo inviável para os pets. As substâncias utilizadas no processamento desse tipo de pipoca podem ser extremamente tóxicas para os gatos, mesmo se o sabor for apenas natural, com ou sem sal.

Pipocas prontas, vendidas em potinhos ou pacotes, com cobertura de chocolate e leite condensado, ou então de especiarias diversas (como páprica, queijo etc.) não podem ser consumidas pelo bichano de jeito nenhum.

Lembrando que: mesmo que você decida oferecer pipoca para o seu gato, isso não deve se tornar uma rotina. O consumo deles deve ser supervisionado (especialmente no caso dos filhotes e gatos idosos) e a quantidade deve ser mínima. Converse com o médico veterinário antes de oferecer pipoca para o seu pet pela primeira vez.

A base da alimentação dos gatos deve ser uma ração de qualidade, adequada para a idade, o peso e a fase da vida do seu peludo.

Outra maneira de oferecer pipoca para gato

Outra maneira de oferecer pipoca para gato

Você já deve ter ouvido falar na grama de milho gato. Muito simples de cultivar, pode ser preparada por você mesmo em casa e faz um bem danado para os seus bichanos.

Para cultivar, pegue um vasinho pequeno, com cerca de 15 centímetros de diâmetro e profundidade. Verifique se ele já tem furos na parte de baixo para ajudar a escoar o excesso de água da rega.

Coloque uma terra de boa qualidade até pouco mais da metade do vaso, coloque grãos de milho de pipoca, cubra com mais terra e regue.

Em cerca de uma semana você vai começar a ver as folhinhas surgindo na superfície da terra. Quando essa grama já estiver com um tamanho maior, ofereça para que o gatinho consuma.

Além de contribuir com o bom funcionamento do sistema digestivo do pet, a grama de milho ajudado a eliminar as bolas de pelo. Ela também é uma ótima opção de petisco natural e contribui para deixar o pet mais relaxado.

Para esse cultivo, utilize milho de pipoca convencional, e não aqueles para estourar no micro-ondas.

Está interessado em saber mais sobre alimentação natural para gatos? Confira esse artigo selecionado especialmente para você em nosso blog.

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário