Ganhe 10% OFF* na primeira compra. Use o cupom 10BLOG
*Limitado a um uso por CPF

Será que o Husky Siberiano pode viver no calor?

| Atualizada em

Por Cobasi   Tempo de leitura: 5 minutos

Compartilhar:
Compartilhar:
husky siberiano cuidados calor

Apesar de ser uma raça de clima frio, o Husky Siberiano pode viver no calor. Tanto que é bastante comum encontrá-los em diversas regiões do Brasil.

Entretanto, para preservar a saúde e o bem-estar do animal, é preciso adotar alguns cuidados com o Husky Siberiano no calor. Confira tudo sobre o assunto.

Cuidados com o Husky Siberiano no calor

O primeiro passo para que o Husky Siberiano possa viver no calor de maneira confortável, é o tutor conhecer a região onde mora. Por exemplo, regiões do Sul do país são mais amenas se comparadas ao Norte e Nordeste.

A localização geográfica implica diretamente no bem-estar do animal. Pois, cães criados em regiões mais frias tendem a sofrer menos com a temperatura.

Já os animais em climas quentes, precisam de um cuidado muito maior por parte do tutor, como conta Guilherme Dahora, Web Designer da Cobasi.

“Durante os dias quentes, tomamos alguns cuidados extras com a Liv. Nós a levamos para passear em horários alternativos para evitar que suas patas se machuquem. Colocamos cubos de gelo em sua água várias vezes ao dia, disponibilizamos o tapete gelado no ambiente onde ela fica e também oferecemos frutas e legumes congelados, já que ela tende a perder o apetite quando está muito quente”, disse.

husky no calor
husky siberiano pode ficar no calor
husky siberiano se adapta ao calor
husky no calor
Guilherme com a cachorro Liv, da raça Husky Siberiano
husky siberiano pode ficar no calor
husky siberiano se adapta ao calor

Confira algumas dicas para oferecer o conforto térmico que o seu animal de estimação merece.

Garanta a hidratação do Husky 

husky siberiano no calor
O Husky Siberiano pode em regiões com calor, mas para isso preciso dos cuidados e tratamento corretos com a pelagem.

Devido à pelagem grossa, o animal costuma sentir muito calor. Em virtude disso, uma boa dica é espalhar bebedouros pela casa e garantir que eles estejam sempre cheios.

Além disso, uma prática que ajuda muito em épocas de calor intenso é colocar pedrinhas de gelo na água. Dessa maneira, ele conseguirá se refrescar quando a onda de calor chegar.

Ofereça um local fresco para descanso

Tão importante quanto oferecer água para o pet, é ter um local fresco para que ele possa se refugiar do calor.

Nesse caso, uma boa ideia dar a acesso a um cômodo da casa com ar-condicionado ou ventiladores. 

Um bom complemento são os tapetinhos gelados para cães, pois ajudam a reduzir o calor do corpo do animal.

Invista em mix feeding de rações

O mix feeding de ração é um importante aliado para ajudar o Husky Siberiano a viver no calor. Seja misturando com a ração seca tradicional ou intercalando as refeições, elas estimulam a hidratação do animal.

E não é só isso, as rações úmidas são alimentos versáteis. Em dias quentes, é possível criar sorvetes para cães e disponibilizar para o pet.

Sirva petiscos gelados para o Husky Siberiano

Uma maneira divertida de cuidar do Husky no calor e estimular a hidratação é servir petiscos gelados.

Escolha o legume ou a fruta predileta do pet, misture com água e leve ao congelador. Outra opção é congelar pequenos pedaços da fruta e dar para o cão.

Evite passeios nos horários mais quentes

O Husky Siberiano se adapta ao calor e, um hábito que ajuda nesse processo é escolher a hora certa para os passeios. Não se esqueça, a raça é bastante ativa e precisa praticar atividades físicas.

Para que o cão sofra com altas temperaturas e acabe queimando as patas, evite passear nos horários mais quentes. O indicado por veterinários é sair com o pet antes das 10h e após as 17h.

Cuidados com a pelagem do Husky Siberiano

Por estar em um ambiente muito mais quente do que a Sibéria, seu habitat natural, a queda de pelos é mais frequente do que o normal.

Para manter o conforto do cão, o recomendado é fazer a escovação para a remoção de pelos mortos de uma a duas vezes por semana. Outra prática que favorece o bem-estar do pet é levá-lo para tomar um banho a cada dois meses.

Regulação térmica do Husky

Além de proteger dos efeitos do frio, a pelagem do Husky ajuda na regulação térmica do corpo. A combinação de diversas partes do corpo cria um complexo sistema de termorregulação do organismo. Saiba como funciona.

  • coxins das patas: estimulam a troca de calor entre o corpo e o ambiente;
  • isolamento térmico: pelos e gordura subcutânea isolam o corpo da temperatura externa;
  • resfriamento evaporativo: acontece quando o cão fica ofegante;
  • termogênese:  ajuste do metabolismo através da contração muscular;
  • vasoconstrição: reduz do fluxo sanguíneo para conservar o calor o calor;
  •  vasodilatação: aumento do fluxo sanguíneo para a pele, para promover a troca de temperatura com o ambiente.

Importante: Nunca tosar a pelagem do seu Husky Siberiano. A falta de pelos afeta a termorregulação do organismo, sendo prejudicial ao animal, mesmo em dias de altas temperaturas.

Hipertermia em cachorro: o que é?

husky no calor

A hipertermia em cachorro é uma condição em que há o aumento excessivo da temperatura do corpo do animal.

Este tipo de problema de saúde afeta principalmente animais obesos, braquicefálicos, raças minis e cães com pelagem escura.  Se não percebida a tempo, a hipertermia pode levar o cão a óbito.

Raças de cachorros de clima frio

Você sabia que além do Husky Siberiano, há outras raças que cachorros que são nativas de regiões de clima frio? Conheça as mais famosas.

Agora que você já sabe que Husky Siberiano pode viver no calor e quais as maneiras de garantir o conforto do pet, lembre-se: antes de adotar um Husky procure saber se você pode oferecer tudo o que ele precisa. Seja um tutor responsável.

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário