Miíase em cães: causas, sintomas e tratamento

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:
veterinário investigando miiase em cães

A miíase em cães é uma dolorosa doença, que pode afetar pets de todas as raças e idades. Ela é causada pela infestação de larvas de mosca que se alimentam da pele e outros tecidos dos pets.

Além de assustadora por si só, a miíase em cachorro ainda pode desencadear infecções de pele graves, levando até mesmo a infecções generalizadas.

Para proteger seu pet, ao longo da vida, saiba quais são as causas, sintomas e como tratar miíase em cachorro.

Causas da miíase em cachorro

Qualquer ferimento aberto, por exemplo, está suscetível ao desenvolvimento de miíase em cães. Basta, então, uma mosca depositar seus ovos no machucado para as larvas se desenvolverem e se alimentarem do tecido do próprio animal, causando muita dor.

Além disso, as larvas produzem uma enzima que danifica ainda mais o tecido e agrava muito o ferimento. As larvas vão crescendo, se desenvolvendo e aumentando de quantidade a medida que se alimentam do animal ainda vivo, tornando o ferimento cada vez maior e mais grave.

Sendo assim, a principal causa da miíase em cães e gatos é a falha de higiene e tratamento de feridas na pele dos animais, combinada com o acúmulo de fezes e urina no ambiente, atraindo moscas para a ovoposição.

Sintomas da miíase em cães

Conhecido, também, como bicheira ou vermes, a miíase em cães possui sintomas bem característicos, como:

  • Ferida aberta na pele;
  • Inchaço no local, com dor ao toque;
  • Presença de larvas na ferida;
  • Odor desagradável;
  • Presença de pus e secreções na ferida.

Esta é uma doença que inicialmente afeta a pele, mas as larvas podem consumir os tecidos superficiais do animal rapidamente. As larvas podem afetar e consumir tecidos e órgãos do trato gastrointestinal, do sistema auditivo, oftalmológico e os genitais.

Quanto maior a infestação, no entanto, mais perigosa é a doença, podendo levar o animal ao estado de choque e a óbito.

Tratamento e remédio para miíase em cães

Para prevenir a miíase em cães, alguns cuidados podem ser tomados. Por exemplo, no caso de ferimentos, realize a higienização do machucado e aplique os medicamentos indicados pelo Médico Veterinário de sua confiança.

O indicado é não permitir que cães com feridas em sua pele tenham acesso a áreas expostas, onde as moscas possam acessar.

Em caso de uma infestação já iniciada, o procedimento a ser tomado depende da avaliação do animal por um Médico Veterinário. Ele irá verificar se apenas medicações por via oral e tópica serão necessárias e suficientes para o quadro do animal. Caso contrário, se for considerado grave, o tratamento pode exigir até cirurgia para a remoção das larvas e higienização das feridas.

A melhor forma de tratar essa doença, no entanto, é com a prevenção. Faça a limpeza e o tratamento de machucados e supervisione passeios do animal. Mantenha o antipulgas e o vermífugo em dia e faça visitas anuais ao seu médico veterinário de confiança.

Depois de ler este conteúdo completo, e saber como prevenir e tratar a miíase em cães, que tal conhecer outros cuidados básicos que você deve ter com o seu cachorro?

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

1 Comentário

  1. Marcelo disse:

    Muito boa está dica

Deixe o seu comentário