O que é Cinomose? Saiba tudo sobre essa perigosa doença

24 de março de 2021

Cachorros, Saúde e Cuidados
Cachorro sendo vacinado contra a cinomose


Você já deve ter ouvido falar sobre essa temida doença, mas você saber o que é cinomose? É uma doença infectocontagiosa canina causada pelo vírus CDV ou Vírus da Cinomose Canina. Essa doença é altamente contagiosa e pode acometer qualquer cachorro sem a vacinação adequada.

A doença atinge os sistemas digestivo, respiratório e neurológico do cachorro, deixando ele extremamente debilitado. Ela é especialmente perigosa para filhotes, que ainda não tomaram todas as vacinas.

A cinomose é uma doença grave, que pode causar muitas sequelas aos cães que conseguem um tratamento. No entanto, o óbito do animal pode acontecer caso não seja diagnosticada e tratada rapidamente.

A melhor forma de combater essa doença é saber o que é a cinomose e preveni-la com a vacinação!

O que é cinomose?

Essa doença viral é transmitida pelo vírus Paramyxovirus e ataca os sistemas respiratório, digestivo e nervoso do animal. Nos estágios iniciais da doença, o sistema digestivo é o primeiro a ser atingido, causando principalmente diarréia e vômito.

Em casos mais avançados, o vírus ataca o sistema respiratório causando secreções amareladas no focinho e nos olhos, além de espirros. A fase mais avançada da doença é quando o Paramyxovirus atinge o sistema nervoso, causando desorientação, tremores e convulsões.

Além desses sintomas, a doença pode causar:

  • Febre
  • Vômito
  • Falta de apetite
  • Dificuldades respiratórias
  • Perda de equilíbrio
  • Apatia
  • Tosse
  • Fraqueza
  • Paralisia

Como prevenir a cinomose?

Cachorro sendo vacinado

O contágio da cinomose se dá através do contato com secreções contaminadas, que podem ser urina, fezes, saliva, entre outras. Além disso, objetos de cães contaminados, como casinha, cobertores, comedouros e bebedouros e até brinquedos podem servir de hospedeiro para o vírus, contaminando outros animais. 

Além disso, é possível que o animal se contamine apenas com um passeio na rua ou em parques. Cães idosos e filhotes são mais fáceis de contrair a doença, uma vez que seu sistema imunológico é mais enfraquecido.

A melhor forma de prevenir a doença é realizando a vacinação completa do pet ainda filhote e com os reforços anuais da vacina múltipla, que pode ser encontrada com os nomes de V8, V10 ou V11.

Qual o tratamento para cinomose?

Agora que você já sabe o que é cinomose e como prevenir, vamos entender como funciona o tratamento da doença? Os sintomas da cinomose podem se assemelhar a diversas outras doenças. Isso significa que mesmo que não seja cinomose, o pet pode estar com alguma outra doença séria. Portanto, não hesite em levá-lo ao veterinário assim que perceber algum sintoma diferente principalmente se ele não estiver com as vacinas em dia!

O diagnóstico da cinomose é feito através da observação clínica e de exames laboratoriais. Após confirmada a doença, veterinário deve indicar o tratamento para os sintomas causados e o reforço do sistema imunológico do animal, uma vez que não existem, medicamentos capazes de conter o vírus causador. 

Antibióticos podem ser indicados para os tratamentos do sistema respiratório e digestivo. Além disso, podem ser indicados soro para a desidratação e anticonvulsivante além de alguns suplementos nutricionais. O tratamento para cinomose é complexo e varia de acordo com cada caso e protocolo veterinário. O pet deve ficar isolado de outros cães até ficar completamente curado, o que pode levar meses.

Não deixe de vacinar o seu pet. Uma simples picadinha pode evitar tudo isso!

Conheça a SPet, nossa parceira nos cuidados com o seu cachorro!

Essa doença é mortal?

Não existe nenhum tipo de remédio para cinomose, por isso a doença necessita de um tratamento de acordo com os seus sintomas. Dessa forma o organismo do cachorro consegue suportar o vírus até que ele seja naturalmente combatido.

Embora a doença seja séria e tenha uma taxa de sobrevivência bem baixa, é possível que o animal sobreviva e se cure. Para isso, o acompanhamento veterinário é fundamental.

A cinomose pode deixar algumas sequelas, como tremores musculares, crises de convulsão e andar desordenado. Nesses casos fisioterapia e acupuntura podem ser indicadas. 

Agora que você já sabe o que é cinomose e tudo sobre a doença, não vai deixar de vacinar seu cachorro da forma correta, não é mesmo?

Gostou desse conteúdo? Leia mais sobre cuidados com pets em nosso blog: