O que é piometra e como tratar esta doença?

16 de janeiro de 2020

Cachorros, Gatos
cadela deitada em poltrona com piometra
A piometra é uma doença que acomete cadelas e gatas não castradas e pode até matar.

A piometra é uma doença que pode atingir qualquer cadelinha ou gata não castrada, principalmente as que têm mais de cinco anos de idade. Por isso, é importante ficar atento aos sintomas e causas da doença que é grave!

Antes de mais nada, saiba que a doença em cadelas ou gatas é causada por uma bactéria que toma conta das paredes do útero do animal. Apesar de não ser muito conhecida entre leigos, é uma doença relativamente comum nas gatas e cadelas não castradas.

Quais as causas da doença?

A bactéria se aproveita do período de cio do animal para entrar no útero e contaminá-lo, causando uma infecção. O microorganismo que normalmente causa a piometra se chama E. coli, mas outras bactérias também podem gerar quadros de infeção.

A doença acomete tanto cadelas quanto gatas, mas piometra em cadelas é mais comum. Isso porque o microorganismo que causa a doença se aproveita de altos índices hormonais de progesterona durante o ciclo sexual para infectar o animal. Como cadelas produzem mais progesterona que gatas, que têm concentrações sanguíneas do hormônio mais baixas e menos frequentes, a doença acaba sendo mais comum entre elas.

Quais os sintomas da piometra?

piometra em gatas
A piometra é mais comum em cadelas do que em gatas, mas pode atingir as duas espécies

Apesar de ser uma doença relativamente silenciosa, há alguns sinais importantes que você precisa ficar de olho. Em primeiro lugar, uma vez que sua cadelinha já tenha entrado no cio, ela corre o risco de desenvolver a doença. Isso porque a bactéria se aproveita de hormônios sexuais que diminuem as defesas naturais das fêmeas. Quanto mais cios sua pet tiver, maiores as chances de ela desenvolver piometra. Então, fique atento aos possíveis sintomas de piometra:

  • Aumento do consumo de água e da produção de urina;
  • Febre;
  • Falta de apetite;
  • Perda de peso, vômitos e diarreia;
  • Letargia, apatia ou inércia;
  • Expansão do abdômen;
  • Muco vaginal

Esse sintoma acontece apenas em piometra conhecida como “aberta”, mas no caso de piometra “fechada”, não há o muco no útero que é expelido

Se sua cadela ou gata apresentar qualquer um desses sintomas, vale a pena visitar um veterinário. Cada animal é diferente e não necessariamente apresenta todos esses sintomas ao mesmo tempo. O profissional vai realizar um diagnóstico bem como recomendar o tratamento adequado. O diagnóstico pode ser feito com análises de sangue, radiografia e ecografia. Certamente esses sintomas não são incomuns em animais, por isso é importante a visita a um especialista. Afinal, o veterinário vai saber se sua cadela tem piometra ou se é alguma outra doença.

Tratamento da piometra

Uma vez efetuado o diagnóstico, o veterinário vai indicar o melhor tratamento de piometra. Entretanto, inevitavelmente o tratamento de piometra vai passar pela administração de antibióticos. Depois, é possível que seja recomendada uma solução cirúrgica, ou seja, a castração de urgência.

Em casos menos sérios, a administração de medicamentos e antibióticos podem ser suficientes para tratamento. Apesar disso, a cirurgia costuma ser a forma mais comum de tratar a piometra, especialmente porque também previne que a doença retorne. No final, a castração também acaba sendo o único método de prevenção contra a piometra.

Tem dúvidas sobre castração de cachorro e de gato? Separamos alguns posts para você saber mais: