Conheça a história e origem das Calopsitas

18 de maio de 2018

Aves

As calopsitas são pets bastante comuns entre os amantes de aves pois são consideradas amigáveis, dóceis e bastante curiosas. Se você deseja comprar ou adotar este animalzinho, confira abaixo algumas curiosidades sobre a história e origem das calopsitas.

De onde vieram as Calopsitas?

calopsitas-blog-da-cobasi

Estudos dizem que a calopsita chegou ao Brasil em 1970. Mas para contar a história da distribuição das calopsitas pelo mundo, é preciso falar de um ornitólogo (estudioso de pássaros) inglês, John Goulg. Esse observador de pássaros viajou a Austrália onde conheceu a ave, e acabou levando-a para Europa. Em 1884 a fama da calopsita já era considerável, porém apenas em 1950 a difusão desta ave se tornou globalizada.

As calopsitas como são conhecidas no Brasil podem ser chamadas também de “caturra” em Portugal, e de “cockatiel” na língua inglesa. Essa ave pertence a Ordem Psittaciformes, e a Família Cacatuidae. Seu país de origem é a Austrália, onde registros datam seu primeiro catálogo no século XXVIII, precisamente em 1792.

Ambiente

No seu ambiente natural da Austrália estas aves costumam viver em bando ou pares, e até voar grandes distâncias em busca de comida e água. Além disso,  procuram sempre viver à beira de rios, lagos, córregos e etc.

A calopsita selvagem tem sua cor predominantemente cinza, podendo haver algumas partes do corpo mais claras, e a face amarelada/alaranjada. Essa característica é fundamental para ela se camuflar no ambiente em que vive, se misturando à paisagem local. Existem outras variações de cores, que são decorrentes de mutações e cruzamentos, tais como lutina, albina, fulvo, opalina, branca, arlequim, cara branca e etc.

Expectativa de vida

As calopsitas têm expectativa de vida de 20 a 25 anos em média, principalmente em ambientes naturais. É comum encontrarmos exemplares que vivem de 10 a 15 anos em cativeiro, motivo influenciável por como a calopsita vive e se alimenta. Seu comprimento médio é de 28 a 35 centímetros.

Alimentação

A alimentação destas aves na natureza é baseada em grãos, já que é um animal granívoro. Atualmente encontramos opções comerciais, baseadas em misturas de sementes, compostas de painço, aveia , alpiste e girassol.

Uma opção extremamente balanceada e benéfica é a ração específica para calopsitas, quando aceitam a mesma. Também já existem rações extrusadas (grãos produzidos industrialmente), misturadas a sementes para aumentar a palatabilidade, consequentemente melhora a aceitação pela ave.

É indispensável ter água fresca disponível, e pode ser oferecido farinhada, complementos naturais como ovos cozidos, frutas e legumes – elas adoram! Para o desgaste do bico e enriquecer o ambiente, é indicado o bica-pedra à base de cálcio.

Curiosidadecalopsita-cinza-branco-cobasi

Um assunto polêmico gira em torno da diferenciação dos sexos, ou seja, para saber quem é o macho e quem é a fêmea. É falado em relação a coloração mais marcada na face, tamanho da crista e até mesmo distância entre ossos na região da cloaca. Mas  o meio mais assertivo é de saber é através do DNA.

Com o teste de DNA, eliminamos as dúvidas geradas por meios de identificação falíveis, e oferecemos segurança para que o tutor possa escolher o nome da ave e criar casais – sem surpresas desagradáveis.

Reprodução das Calopsitas

Na natureza, o período reprodutivo ocorre nas estações mais chuvosas do ano, por conta da fartura de alimento proporcionada. Já em cativeiro, ocorre preferencialmente nas estações da primavera e verão.

Geralmente as calopsitas formam casais para vida toda, e a partir do primeiro ano de vida são aptos a reproduzir, e permanecem o ano inteiro em período fértil. As fêmeas botam de 4 a 7 ovos, e os machos ajudam a chocar também. O período de incubação (tempo para o ovo eclodir após a postura) é de 17 a 22 dias. O ninho na natureza é feito em árvores, com predileção para Eucaliptos.

Já em cativeiro e em gaiolas, existem ninhos feitos à base de madeira – ocos, com uma abertura para o acesso da ave.

Convívio com humanos

calopsita-cinza-amarelo-blo-da-cobas

As calopsitas são consideradas aves de contato, por serem facilmente adestradas, e aceitarem muito bem o convívio e aproximação com os seres humanos.Elas aprendem vários truques – algumas aves chegam a cantar músicas conhecidas, assobiar e a grande maioria é muito barulhenta.

 

Conhecer as características dos animais é importante mas principalmente, conhecer suas necessidades antes da adoção ou compra é essencial. Gosta de aves e quer saber mais sobre elas? Conheça nossa categoria de aves aqui no blog.

Ainda tem dúvidas sobre as calopsitas? Deixe seu comentário abaixo!

 

 

 

 

Conteúdo desenvolvido pelo time de Educação Corporativa da Cobasi