Pinscher bravo: É correto associar a algo natural do pet?

Compartilhar:


Pinscher bravo

Os cães são um dos pets mais comuns na busca de um animal companheiro. Quando vamos adotar um, pensamos em várias questões como humor, tamanho e cuidados. Mas também olhamos as características que mais representam eles. Pitbulls são conhecidos por serem bem protetores, os pastores alemães são hábeis e inteligentes, e os pinscher são associados a serem bem bravos.

Mas você sabe porque essa característica está presente neste cachorro pequeno? Bom, se a resposta for não, então acompanhe o resto desse texto para saber mais informações sobre isso. 

E se você for tutor de um pinscher, também pode saber mais sobre como controlar essa braveza do seu pet.

Pinscher bravo é normal?

Como pode um animal tão pequeno ter tanta raiva dentro de si? Claro que esse comportamento não é simplesmente causado por nada. Pinscher não são bravos por natureza, há alguns fatores que podem causar esse comportamento.

O pinscher é um cachorro que possui um senso de liderança e proteção. Quando se vê em um ambiente com pessoas diferentes, fica assustado ou tenso e a raiva é uma resposta a essa situação.

Podendo rosnar, latir e até morder as pessoas, esse é o jeito que ele lida com o contexto que o deixa tenso.

Outra característica do pinscher é que ele é muito apegado ao seu tutor. Caso perceba que ele fica mais bravo com pessoas próximas a você, saiba que ele está tentando te proteger de algo que o animal considera perigoso.

Por esse motivo, com um treinamento correto e adequado, seu pequeno pet pode se tornar um bom cão de guarda pelo seu estado de atenção constante.

O latido frequente também é outra forma de defesa que o pinscher manifesta. Mas não pense que ele late sem motivo nenhum. Os latidos só acontecem quando o pet percebe que você não está dando a devida atenção a ele ou quando algo de errado está acontecendo, então ele tenta te avisar.

E se você acha que as tremedeiras no corpo do cachorro são causadas somente por ele ser bravo, saiba que há outros motivos para que isso ocorra. Causas como fraqueza, medo, ansiedade, apreensão, hipotermia e problemas musculares podem ser os responsáveis pelo seu pinscher se tremer.

Então, não se esqueça que mesmo que seja bravo, seu pet também precisa de muito amor, atenção e cuidados para que não tenha problemas de saúde.

Como acalmar um pinscher bravo

Pinscher bravo

Se você impede que pessoas cheguem perto do seu pet ou evita sair de casa com ele pelo comportamento bravo constante, saiba que essa situação pode ser revertida.

A melhor opção é que você treine e acostume seu pinscher desde filhote para que ele saiba lidar com a raiva e estresse. Para isso, incentive o contato dele com outras pessoas logo cedo. 

Faça com que ele interaja com outros cachorros também. Assim ele aprende a compartilhar o espaço e se sente menos ameaçado.

Porém, caso seu cão já seja adulto, o treinamento não deve ser deixado de lado. Como pinscher são pets bem agitados, faça com que ele direcione essa energia em outras atividades.

Brincar com seu animal e incentivar ele a fazer exercícios é uma opção. Se precisar, utilize brinquedos para interagir com seu pinscher e coleira quando for passear com ele ao ar livre.

Com os exercícios, você também evita que seu animal tenha obesidade e problemas de saúde. 

Se preferir, ofereça petiscos e recompensas ao seu pet por bom comportamento. Só não exagere na quantidade de alimentos.

Muito mais do que ser bravo

Não pense que o comportamento bravo do pinscher é a única característica dele. Essa raça tem muito a oferecer e pode fazer você mudar de ideia sobre adotar um.

O pinscher é um cão que possui diferentes tipos de raça: o austríaco, o dobermann, o alemão standard, o pinscher miniatura e o affenpinscher. Assim, você tem mais opções para escolher o melhor tipo que se encaixe com seus gostos e espaço disponível.

Outro motivo para você adotar um é que esse pet é bem carinhoso com seu tutor. Com um pet desse ao seu lado, você terá uma boa companhia. Só não esqueça que os pinscher precisam de atenção e de cuidados veterinários.

Eles também são conhecidos por serem bem curiosos. Eles costumam investigar e farejar tudo quando se encontram em um novo ambiente. Por isso, não estranhe esse comportamento, tenha consciência que ele está apenas reconhecendo o lugar.

Viu como o pinscher não se resume somente ao seu comportamento bravo e que até essa característica pode ser modificada com muita atenção e treinamento? Não se esqueça que assim como outros cães, esse pet precisa de cuidados como uma boa alimentação e idas ao médico veterinário.

Além de serem bons companheiros, os pinscher são curiosos e muito fiéis aos seus tutores. Por isso, compense a braveza dele com o dobro de carinho, assim seu pet agradece.

E se você se interessa por cuidados com cães, esses conteúdos podem te interessar:

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário