Solo calcário: entenda sua importância para o plantio

Compartilhar:


O solo calcário contribui em uma boa plantação
solo-calcário-topo

A modernidade tem afetado as mais diversas áreas do nosso cotidiano e a agricultura tem feito parte disso. Dentro desse cenário, o solo calcário tem ganhado destaque, principalmente por contribuir na correção de acidez de solo.

Por ser uma técnica que vem sendo difundida no segmento agrícola, ainda há muitas questões para serem respondidas sobre ela, principalmente em como utilizar o calcário no solo para obter o resultado positivo para seu plantio.

Quando falamos de solo calcário, precisamos entender do que ele é composto. O calcário é uma rocha composta, basicamente, de carbonato de cálcio. Ele é o material mais abrangente dentro da indústria podendo, dependendo do processo de metamorfismo, servir para a produção de cimento, cal, brita, metalúrgica e, é claro, para os agricultores.

Para sanar todas as dúvidas que existem em torno deste tema, separamos as principais informações sobre essa técnica agrícola.

O que significa solo calcário?

De modo geral, podemos definir o solo calcário como algo formado por partículas de rochas, que, por ser seco, esquenta com facilidade ao receber a luz do sol.

Também conhecido como calagem, essa técnica, onde é misturado ao solo uma quantidade significativa de calcário, é bem útil para combater a acidez existente nos solos brasileiros. Isso porque essa acidez é bastante prejudicial para as plantações

Além de funcionar como um estimulante para o aumento do Ph do solo, o calcário contribui para o fornecimento de cálcio e magnésio para as plantas. 

Benefícios do calcário agrícola

A plantação precisa de alguns cuidados e o uso de solo calcário é necessário
solo-calcário-meio

O solo calcário traz muitos benefícios para o setor agrícola ou até mesmo para você que quer contar com uma plantação em casa e não sabe como preparar o solo para isso. Como mencionado anteriormente, essa técnica é muito utilizada para eliminar a acidez do solo e fornecer cálcio e magnésio para a plantação.

Mas, seus benefícios vão muito além disso. A calagem serve, também, para estimular o crescimento radicular, além de contribuir para o aumento da disponibilidade de fósforo. Ações fundamentais para o bom desenvolvimento do plantio.

Outro ponto importante a ser ressaltado é a forte atuação do solo calcário na redução da disponibilidade de alumínio e manganês no chão. Essa ação contribui para que a plantação não morra e se desenvolva de forma natural e saudável.

Vale destacar a contribuição direta no aumento da mineralização da matéria orgânica, além de proporcionar a agregação do solo, reduzindo, assim, a sua compactação.

Saiba como fazer o solo calcário

Normalmente, a confecção da calagem é feita em duas etapas: após a colheita de verão e antes do preparo de solo para culturas anuais e após o fim das chuvas para culturas perenes.

Para saber qual tipo de calcário você deve investir, é necessário que você saiba em qual tipo de ambiente irá trabalhar. Dependendo do nível de acidez, você deve investir em um com mais ou menos magnésio. 

O solo calcário deve ser feito três meses antes do plantio. Procure, sempre, distribuir o lanço e incorporá-lo uniformemente ao solo, buscando deixá-lo em uma profundidade de 17 cm a 20 cm.

Na grande maioria das vezes, a calagem é feita por meio da aplicação incorporada, no qual há a aplicação do calcário, seguida da técnica de aração e gradagem. É importante lembrar que o resultado da calagem tende a demorar, por isso é importante ser feito o quanto antes.

O calcário atua ao longo dos anos no plantio, amenizando os efeitos nocivos da acidez em camadas mais profundas.

Confira outros conteúdos realizados pela Cobasi:

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

1 Comentário

  1. emanuelly disse:

    que bonito o trabalho

Deixe o seu comentário