Tártaro em cachorro e gato: guia completo de cuidados

Compartilhar:


cachorro escovando os dentes para evitar o tártaro
Escovar os dentes do seu pet a cada 3 dias ajuda a prevenir o tártaro.

O tártaro em cachorro é um problema que acomete a maioria dos pets. Além do aspecto sujo nos dentes e do mau hálito, essa doença ainda pode desencadear problemas cardíacos e renais, infecções generalizadas e diversos problemas bucais.

É por causa dele, que os médicos veterinários indicam a escovação dos dentes dos nossos animais de estimação. Quer saber mais sobre a doença e como preveni-la? Pegue a escova de dentes do cachorro, o creme dental pet e boa leitura!

O que é o tártaro?

O tártaro em cães é o nome dado à placa bacteriana que cresce sobre os dentes dos animais. A placa de bactérias forma uma espécie de filme que reveste os dentes do cachorro e do gato.

Em estágios iniciais, ela apenas deixa o dente amarelado. Porém, com o passar do tempo, uma verdadeira placa sólida e escura é formada na boca do animal. O tártaro em cachorro pode ficar tão grave, que dificulta a alimentação e causa muita dor.

O que pode causar tártaro em cachorro?

Escovando os dentes do cão
Creme dental, escova e sprays auxiliam na prevenção ao tártaro em cachorro.

Assim como os cães, nós humanos também podemos desenvolver tártaro. Essa é uma das razões pelas quais escovamos os dentes sempre após as refeições. Já tem uma pista do que causa tártaros em cachorros?

O tártaro é causado pela placa bacteriana que, por sua vez, se desenvolve pelo acúmulo de restos de comida. O alimento mantém as bactérias vivas e se multiplicando. A causa do tártaro em cães é a falta da higienização adequada.

Para humanos, é recomendável escovar os dentes sempre ao acordar e após cada refeição. Além disso, os dentistas indicam o uso do fio dental diariamente e visitas periódicas para limpeza profissional. Será que tudo isso também deve ser feito com cães e gatos?

Para a nossa sorte não! A nossa alimentação é muito mais propensa à formação de placas bacterianas do que a dieta dos pets. A ração e os petiscos para cachorro e gato são pobres em açúcares, os alimentos prediletos das bactérias. Além disso, a ração seca ajuda a limpar os dentes por causa do seu formato e dureza.

Sendo assim, a rotina de higiene bucal do pet é menos intensa do que a nossa, mas também deve ser feita.

Antes de aprender como manter a saúde bucal do pet, vamos conhecer quais os riscos do tártaro em cachorro.

Riscos e doenças secundárias

cachorro com tártaro avançado
O tártaro pode causar calcificações que encobrem os dentes do animal.

Muitos tutores não levam a sério a higiene bucal dos pets. Certamente, eles não sabem de todos os riscos que envolvem o tártaro em cães.

Um dos resultados do tártaro em cachorros é o recuo da gengiva. A diminuição da gengiva do cachorro e do gato é muito dolorosa e pode expor as raízes dos dentes do seu pet, causando ainda mais sofrimento e deixando os dentes suscetíveis às cáries. Em alguns casos, as bactérias atacam os tecidos moles e podem causar infecções graves.

A presença de bactérias atrai ainda mais microorganismos. Por isso, gatos e cães com tártaro são mais propensos a outras infecções que podem gerar graves problemas de saúde. O tártaro pode até desencadear problemas no coração, nos rins e no estômago do animal.

Um dos problemas que podem ser causados por tártaro é a meningite canina. Com o aumento da placa bacteriana, os microorganismos podem entrar em contato com algum vaso sanguíneo, se espalhando e contaminando outras áreas.

Perto de doenças tão perigosas, o mau hálito nem parece nada demais, não é mesmo?! Continue a leitura e descubra como manter seu pet livre do tártaro.

Como evitar tártaro em cachorro?

Evitar a formação de tártaros em animais é mais simples do que parece. De modo geral, eles funcionam como os humanos e, assim como nós, também precisam de higiene bucal frequente.

No entanto, diferentemente dos humanos, a rotina de saúde bucal dos cães e gatos é mais simples do que a nossa. Pode deixar o enxaguante bucal e fio dental de lado!

A rotina de cuidados dos cães e gatos deve ser feita com escova de dentes, creme dental de uso veterinário, soluções de limpeza e ossinhos para higiene oral. Nunca use os seus produtos no seu cachorro ou gato. Além do risco de intoxicação, eles não são efetivos e ainda podem deixar o animal doente.

As nossas pastas de dentes, por exemplo, possuem uma quantidade muito grande de flúor. A substância é muito benéfica para nós, mas altamente tóxica para os cães e gatos. Além disso, diferente de nós, que cuspimos a pasta na pia, os animais acabam engolindo a espuma.

Como escovar os dentes do cachorro?

Filhote de cachorro e escova de dentes pet
Acostume seu pet desde filhote com brincadeiras e reforço positivo.

A regra mais importante para escovar o dente do cachorro e do gato e evitar o tártaro é utilizar produtos de uso veterinário. Logo em seguida, vem a frequência adequada.

A frequência ideal para escovar os dentes do seu cachorro ou gato é pelo menos a cada três dias. O tártaro é formado em cerca de 36 horas nos animais, por isso, ao escovar a cada três dias, você impede a formação das placas bacterianas causadoras de mau hálito e diversas doenças que já mencionamos.

Alguns tutores preferem a escovação diária para manter uma rotina de cuidados mais intensiva. A escovação diária auxilia também na eliminação das bactérias causadoras de cáries.

Além da escovação, o tutor também pode oferecer soluções bucais, que são colocadas na água do animal diariamente e não possuem nenhum sabor. Outra opção para reforçara limpeza da boca do cachorro é oferecer ossinhos específicos para a higiene bucal. Na Cobasi, você encontra uma grande variedade!

Fizemos uma lista de tudo o que você precisará para escovar os dentes do seu pet:

Gel dental pet

As pastas de dente para cachorro e para gato possuem sabores diferentes e que os pets adoram. Elas não fazem mal para o bichinho e auxiliam na limpeza oral. Existem opções para manutenção da limpeza e algumas que auxiliam na remoção das placas bacterianas causadoras do tártaro em cachorro.

Escova para pet e dedeira

As escovas para pet possuem cerdas macias e um formato que facilita a limpeza de todos os dentes. As dedeiras são ideais para limpar a gengiva, a língua e o céu da boca do seu cãozinho.

Spray bucal

O spray bucal pet é usado para eliminar e prevenir o mau hálito. Mas, atenção. Ele não substitui a escovação!

Solução bucal

As soluções bucais também são auxiliares no combate, tratamento e prevenção do tártaro. O produto deve ser diluído em água fresca diretamente no bebedouro do animal.

Ossos e brinquedos para cachorro

Os ossinhos e brinquedos especiais para a higiene bucal ajudam a remover resíduos dos dentes. Eles podem ser dados diariamente ao pet e ajudam a manter a boquinha sempre limpa.

Agora que você já sabe tudo o que precisará para escovar os dentes do seu cachorro, basta seguir as orientações da embalagem. Cada produto possui uma indicação específica.

Por fim, para evitar o tártaro em cachorro e gato, não ofereça alimentos humanos para eles. Enquanto as rações para cachorro e gato são desenvolvidas para evitar o tártaro, as nossas refeições podem prejudicar a saúde bucal do pet.

Meu cachorro não gosta de escovar os dentes

Se o seu pet não gosta de escovar os dentes, não se desespere! Isso é muito comum e ocorre muitas vezes, principalmente porque os animais têm medo do procedimento.

O melhor a fazer, é treinar o pet desde filhote. Até 1 ano de idade, escove os dentes do pet com a escova dental pet, mas sem pasta. Acostume o animal a ter momentos diários em que você coloca as mãos na boca dele e passa a escova nos dentes.

Após 1 ano de idade, você já pode usar o creme dental e transformar esse momento de brincadeira em alguns minutos de saúde.

Se o seu cachorro já não é um filhote, fique tranquilo. Nunca é tarde para ter hábitos saudáveis! A dica é deixar com que o cão ou gato se acostume com a escova, a pasta e ter alguém mexendo na boca dele.  

Comece pouco a pouco e aumente o tempo de escovação gradativamente. Aposte no reforço positivo! Faça muito carinho no seu pet durante a escovação.

Prevenção de tártaro em cachorro

como escovar os dentes de cachorro para evitar

A melhor forma de prevenir o tártaro em cachorro é mantendo a rotina de escovação e evitar dar alimentos humanos para eles. No entanto, existem outras formas de evitar a formação das placas bacterianas.

Na Cobasi, você encontra diversos biscoitinhos e petiscos para pet que possuem receitas e formatos desenvolvidos especialmente para auxiliar na higiene bucal. Bolinhas, ossinhos e várias outras versões de brinquedinhos, ajudam o seu bichinho a morder e limpar os dentes mecanicamente. Esses brinquedos são ótimos complementos para a escovação.

As rações secas também ajudam a manter a higiene bucal do seu pet e evitam a formação dos cálculos dentários. Manter a alimentação do seu cão ou seu gato baseada em ração para pet é uma forma de reduzir a formação do tártaro.

Caso o tártaro do cachorro esteja em estágio avançado pode ser que a cirurgia periodontal seja necessária.

Limpeza de tártaro em cachorro

Quando o tártaro em cachorro ou em gato está em um estágio avançado já não é possível eliminá-lo com a escovação. Quando isso acontece, apenas um médico veterinário pode ajudar.

A limpeza dental realizada por médicos veterinários especialistas em odontologia é chamada de tratamento periodontal. Nele, o profissional especializado remove todos os cálculos, higieniza a gengiva e pode até fazer a extração de dentes quebrados e com cárie.

Esse procedimento só pode ser feito com o cão dormindo sob anestesia inalatória. O procedimento pode durar uma ou mais horas dependendo do estado da boca do animal. Antes de realizar a cirurgia são indicados exames pré-operatórios.

A recuperação da cirurgia normalmente acontece com medicamentos orais e o pet pode ficar em casa sem maiores riscos. Nos primeiros dias, ele deve se alimentar com ração úmida, mas em pouco tempo a dieta pode voltar ao normal.

Mas atenção! O tratamento periodontal não substitui a escovação de dentes. Mesmo cães e gatos que passaram pela cirurgia poderão desenvolver tártaro novamente se não receberem os cuidados adequados.

Quer mais dicas de saúde para cuidar bem do seu cão ou gatinho? Confira os materiais que separamos para você!

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário