Ganhe 10% OFF* na primeira compra. Use o cupom 10BLOG
*Limitado a um uso por CPF

Conheça a tartaruga tigre d’água: hábitos, cuidados e muito mais

| Atualizada em

Por Cobasi   Tempo de leitura: 5 minutos

Compartilhar:
Compartilhar:
tartaruga tigre d'agua

A tartaruga-tigre-d’água (Trachemys dorbignyi) é uma das opções preferidas de quem quer ter um pet exótico em casa. Esse réptil cheio de charme, é fácil de cuidar e pode viver em média, de 20 a 30 anos. Se você acha que as curiosidades sobre essa espécie param por aqui, saiba que tem muito mais coisas que você precisa saber.

Tudo sobre a tartaruga-tigre-d’água

Este fantástico animal exótico é um réptil, da família do Emydidae. O seu nome faz referência aos felinos, pois sua aparência apresenta listras em tons de amarelo, verde e laranja presentes por todo o corpo e casco.

O tigre-d’água filhote, quando nasce, mede cerca de 3cm. Já na fase adulta, pode atingir até 25cm. Como esses animais podem se tornar demasiadamente grandes – crescendo até 6 vezes do tamanho inicial – é preciso ter muita atenção sobre os seus cuidados, seja para mantê-los em aquários, alimentação, rotina, entre outros pontos.

Então, para quem deseja ter esse pet em casa, a primeira dica é: conhecer bem a espécie. 

Características da tartaruga-tigre-d’água

tartaruga-tigre-d’água (Trachemys dorbignyi)

Também conhecida popularmente como tartaruga-verde-e-amarela, esse animal é uma espécie onívora, ou seja, a sua dieta é composta por vegetais, moluscos, insetos, crustáceos, anuros e peixes. Para facilitar o dia a dia dos tutores, há rações próprias para o pet. A seguir, confira a ficha técnica da espécie:

Nome científico: Trachemys dorbignyi
Família: Emydidae
Nome popular: Tigre-d’água
Habitat: Pântanos, lagos, riachos e rios de água calma
Distribuição geográfica: Rio Grande do Sul (Brasil), Uruguai e nordeste da Argentina
Hábitos alimentares: Onívoro

Tigre d’água não é tartaruga

A tartaruga-tigre-d’água não é uma tartaruga. Sim, estamos falando de um cágado. Existem semelhanças que acabam confundindo, pois ela tem carapaça, gosta de nadar e se movimenta bem devagarinho. Então, antes de conhecer os cuidados com esse pet, vamos entender mais sobre a diferença entre as tartarugas, os cágados e os jabutis?

Qual a diferença entre tartarugas, cágados e jabutis?

Essas três classes de animais pertencem à ordem Testudinata. Ficou complicado? É mais provável que o nome quelônio seja mais conhecido! Ele se refere aos répteis que têm carapaça, uma das características mais marcantes da tartaruga-tigre-d’água.

Porém as semelhanças param por aí! As tartarugas são répteis que vivem a maior parte do tempo sob a água e só saem para desovar ou se aquecer no sol. A famosa Tartaruga Marinha, como o próprio nome diz, é realmente uma tartaruga!

Conheça a tartaruga-tigre-d’água

Já o que chamamos de tartaruga tigre-d’água é na verdade um cágado. Esses quelônios tem por característica a vida semi aquática, ou seja, eles vivem tanto na terra, quanto na água. Por fim, os jabutis são caracterizados pela vida terrestre.

As tartarugas e os cágados possuem cascos mais leves que os ajudam a nadar com destreza, já a carapaça dos jabutis é mais alta e pesada. As patas são diferentes nos três tipos de quelônios, se adaptando à água ou ao meio terrestre.

Agora que você já sabe a diferença entre cada um, que tal conhecer mais sobre a tartaruga (cágado) tigre-d’água?

Cuidado com o casco, é frágil! 

Esses animais são bastante resistentes em alguns pontos. Por exemplo, conseguem ficar até uma semana sem alimentação ou água. Porém, quando falamos do casco a história é outra. É uma parte bem frágil, então ao manuseá-los é preciso muito cuidado e delicadeza para não apertar ou deixar cair.

Reprodução

A fase de reprodução da espécie acontece uma vez por ano. Entre abril e julho é o  período de acasalamento na natureza. Posteriormente, a tartaruga-tigre-d’água fêmea produz uma média de 12 ovos por desova, de agosto a janeiro. Nesse processo, a fêmea faz buracos na terra para depositar seus ovos.

Tartaruga-tigre-d’água são animais “quase ameaçados” de extinção

Atualmente, a espécie está na lista de animais “quase ameaçados” de extinção. Isso acontece devido a perda do habitat na natureza, mas, principalmente, a comercialização de filhotes no mercado. Também existem outras causas que prejudicam a reprodução da espécie.

Por isso, é sempre importante ressaltar: não compre animais silvestres. Esse tipo de ação é alimentada porque existe demanda. É ilegal e extremamente prejudicial para o meio ambiente. Existem outros meios saudáveis de ter o pet em casa.

Como cuidar da tartaruga-tigre-d’água em aquário

Essa espécie é um réptil, da família do Emydidae

O tigre-d’água, por exemplo, precisa de um habitat que ofereça água, mas também um local seco para repouso.

Por isso, os tutores desses pets precisam ter um terrário especialmente desenvolvido para eles. Os aquaterrários precisam contar com: 

Lâmpada

As tartarugas são consideradas animais de sangue frio, ou seja, fontes externas de luz e calor são importantes. Além de ajudar no aquecimento e para que elas não sofram deficiência de vitamina D, também evita que os tutores precisem ficar mudando constantemente o aquaterrário de local, buscando luz.

Filtro

A filtragem adequada precisa fazer parte da casa das tartarugas. Afinal, um ambiente com água pode ser suscetível a criar algas, bactérias e microorganismos que prejudiquem a saúde do pet.

Termostato

Para garantir a temperatura ideal para o cágado-tigre-d’água, o termostato é muito importante. Essa espécie se adapta bem em temperaturas entre 23ºC e 26°C, ideal para que seu organismo funcione perfeitamente.

Decoração

Decorar o aquaterrário para deixar com cara de habitat natural é uma ação que vai ajudar na adaptação, saúde mental e bem-estar da tartaruga. Portanto, invista nas coisas mais comuns encontradas no seu habitat original: troncos de árvores, pedras e plantas. 

Cuidados com o Tigre d’Água

Saiba mais sobre a vida dos pets exóticos

O aquaterrário da sua tartaruga Tigre d’Água precisa ter uma plataforma para descanso e também para o pet tomar sol por pelo menos 15 minutos ao dia. Os raios solares são muito importantes para este réptil, já que necessitam dele para metabolizar a vitamina D e absorver o cálcio evitando raquitismo e doenças ósseas, comuns na espécie.

A alimentação é outro ponto muito importante nos cuidados com essa tartaruguinha de aquário. O ideal é oferecer as rações flutuantes desenvolvidas para a espécie. Além disso, esse pet adora pequenos crustáceos desidratados, chamados de Gammarus.

Com esses cuidados, certamente sua tartaruga-tigre-d’água vai viver saudável e confortável. Na Cobasi, você encontra tudo o que é essencial para o seu pet: informações, produtos e muito mais. 

Gostou dessas dicas? No nosso blog tem mais artigos sobre tartarugas e outros animais. Confira!

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

4 Comentários

  1. Eliza Sabença disse:

    Muito obrigado pela informação sobre as tartarugas tigre d’água…ganhei uma pequenina e agora posso cuidar melhor. Não fazia ideia que era um cágado kkk mas a minha Tortuguita é baby kkkk .

  2. Maura disse:

    Adorei ler sobre as tartarugas tigres, ganhei duas.
    Elas são uns amores, já me reconhecem, levantam a cabeça me procurando. Uma delas dou ração na boca .
    Estou apaixonada …

  3. mirella disse:

    qual o nivel de alcalinidade seria ideal para as tartarugas tigre dagua?

    • Cobasi disse:

      Olá, Mirella! tudo bem?

      Recomendamos que você consulte um especialista em répteis aquáticos ou um médico-veterinário especializado em animais exóticos para obter informações precisas e atualizadas sobre as necessidades específicas das tartarugas tigre d’água em relação à alcalinidade da água.

Deixe o seu comentário