Tipos de cágados: conheça 4 espécies e quais podem ser domesticadas

Compartilhar:


Tipo de cágado em foco

Os cágados são animais excêntricos, semiaquáticos encontrados em todo o mundo. Por mais singulares que sejam, algumas espécies de quelônios podem ser domesticadas. Você conhece os diferentes tipos de cágados? 

Diferente da tartaruga e do jabuti, esses animais possuem o casco leve e achatado, ideal para nados ágeis e muito mais práticos.

Tranquilos e calmos, eles trazem ainda mais diversão para dentro de casa. Mas, antes de encontrar o seu, é importante diferenciar os tipos de cágados e aprender quais realmente podem ser domesticados, de acordo com as regras do IBAMA.

Isso porque animais silvestres devem permanecer na natureza, segundo o Instituto. E, neste caso, a maioria dos cágados se enquadram na categoria. No entanto, o jabuti, outro tipo de quelônio, pode ser mantidos em casa.

Cágado de barbicha

O cágado de barbicha é uma das espécies que não pode ser domesticada. Ele possui coloração cinza esverdeada e vive em ambientes alagados, de baixa visibilidade.

Isso faz com que o animal possua “barbichas”, ou barbelas no queixo, característica que ajuda na procura por alimento.

Em seu habitat, o cágado de barbicha procura por peixes, pequenas aves, anfíbios, plantas aquáticas e até mesmo frutos, por isso é considerado onívoro.

Eles podem alcançar os 40 centímetros e viver um pouco mais de 37 anos.

Tartaruga tigre d’água

Por mais que leve o nome “tartaruga”, esse animal na verdade é um cágado! 

Diferente dos outros tipos de cágados, o tigre d’água pode ser domesticado. Contudo, para isso, é importante procurar vendedores autorizados pelo IBAMA.

O cágado tigre d’água possui coloração verde e riscos coloridos, em amarelo e laranja, pelo corpo. Enquanto filhote é pequeno, medindo cerca de cinco centímetros. Mas, conforme cresce, alcança os 30 centímetros. 

Essa espécie é muito resistente e em casa, deve comer rações próprias.

Os cágados são animais semiaquáticos, ou seja, passam horas nadando, mas também gostam de tomar sol e ficar na terra de vez em quando. Por isso, para domesticá-los é fundamental ter um aquaterrário bem equipado, com termômetro, filtro e iluminação corretos.

Quando bem cuidado, pode viver até 30 anos.

Tartaruga de orelha vermelha

Cágado tartaruga de orelha vermelha

Mais uma espécie de cágado que leva o nome de tartaruga é a tartaruga de orelha vermelha. Em outros países é comum domesticá-la, mas no Brasil sua criação é ilegal, segundo o IBAMA.

Seu nome é derivado das marcas vermelhas nas laterais da cabeça. Um dos maiores tipos de cágados, pode alcançar os 50 centímetros quando adulto.

Cágado amarelo

O cágado amarelo é uma espécie nativa do Brasil, encontrada no cerrado e mata Atlântica brasileiros.

Esse quelônio tem o nariz curto e olhos com a íris branca. Seu nome é derivado de sua cor. 

Quando nascem, os filhotes são vermelhos, mas, conforme crescem, adquirem o tom amarelado, enquanto o casco é verde-escuro.

Considerado um bom nadador, o cágado amarelo alimenta-se de peixes, anfíbios, moluscos, insetos aquáticos e vermes. Quando adulto, alcança os 20 centímetros.

Assim como o cágado barbicha e a tartaruga de orelha vermelha, o animal não pode ser domesticado.

Gostou das dicas? Então, você também pode se interessar por:

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário