Urso polar: características, habitat e curiosidades

Compartilhar:


urso polar

O urso polar (Ursus maritimus), que também carrega o nome de urso branco, é um mamífero hipercarnívoro que pertence à família Ursidae. O animal se destaca pelo tamanho, pelagem e beleza.

Essa espécie é listada como vulnerável pela União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (UICN, na sigla em inglês), em relação ao risco de extinção.

Estudos recentes indicam que, a longo prazo, as mudanças climáticas podem causar o desaparecimento do urso polar, que não consegue se alimentar na ausência dos blocos de gelo.

Neste texto, você confere as principais características desse predador, bem como o habitat e sua alimentação. Veja abaixo e boa leitura!

Características físicas do urso polar

O urso polar é o maior carnívoro terrestre vivo, além de ser a maior espécie entre os ursos. O macho pode medir até 3 metros e pesar até 800 kg, ao passo que a fêmea chega a 2,5 metros e 300 kg.

A pele, que costuma ser preta, é recoberta por uma camada de pelos – um dos fatores determinantes para que o urso polar não sinta frio.

A pelagem do animal é livre de pigmento, isto é, incolor. A aparência branca se dá por conta da luz que reflete nos pelos transparentes.

As patas do predador medem até 31 cm de diâmetro e auxiliam na hora de o bicho andar sob o gelo. Já sua gordura tem até 11,5 cm de espessura.

Onde pode ser encontrado

O animal vive em lugares cujas águas são cobertas por gelo. O bicho se encontra no Círculo Polar Ártico, em locais como Alasca, Groenlândia, Svalbard, Rússia e Canadá.

Esses ursos também são ótimos nadadores e podem percorrer longas distâncias por horas. Eles ainda conseguem ficar debaixo d’água por até dois minutos e saem em busca de presas por meio de mergulhos rasos.

Do que o animal se alimenta

Conforme dito anteriormente, esse predador é hipercarnívoro. No Ártico, o mamífero não tem acesso às espécies vegetais e, por isso, a alimentação do urso polar é baseada no consumo de outros bichos.

As focas, por exemplo, são as vítimas favoritas dos ursos brancos. Contudo, o animal também pode ingerir peixes e carcaça de baleias, além de morsas e belugas.

Saiba por que o urso polar não come pinguins

urso polar

Embora muitas imagens mostrem esses dois animais juntos, as espécies vivem em lados opostos. Enquanto os ursos brancos residem no Ártico, na região do Polo Norte, os pinguins são mais encontrados na Antártida, no Polo Sul.

Em suma, os ursos se limitam a ficar no Hemisfério Norte. Portanto, essas aves aquáticas não parecem correr muito risco em relação aos temidos predadores.

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário